Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Explorando temas misteriosos com ciência

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Felipe Castanhari expande projeto da internet para criar ‘Mundo Mistério’, série da Netflix


Luís Felipe Soares

08/08/2020 | 23:59


Desvendar mistérios e explorar ideias por meio de informações científicas. Essa é a ideia do youtuber Felipe Castanhari em seu mais recente projeto. Conhecido do grande público, principalmente crianças e adolescentes, por comandar o canal Nostalgia (com mais de 13 milhões de inscritos e tendo batido a marca de 1,163 bilhão de visualizações em seus vídeos), o paulista de 30 anos assinou contrato com a Netflix para colocar seu trabalho em nova plataforma e tentar ampliar suas ideias. O resultado é a série Mundo Mistério, que entrou no catálogo do serviço de streaming na terça-feira e é aguardado pelos fãs.

A primeira temporada disponibilizada para assinantes conta com oito episódios, cada um com cerca de 30 minutos de duração. São pequenos documentários que lembram os materiais produzidos pelo rapaz no quadro Nostalgia Ciência, iniciado em 2018 dentro de seu endereço no YouTube. A diferença é que, agora, ele realiza viagens, visita locais e interage com personagens que o ajudam a desenvolver a narrativa de maneira um pouco teatral, casos do zelador Betinho (vivido por Bruno Miranda) e a Dra. Thay (papel de Lilian Regina), dentro do fictício Complexo Curie. 

Apesar do tom cômico na interação do núcleo, que inclui ainda um supercomputador que fala – mais atentos conseguem perceber que a voz do dublador Guilherme Briggs, de Superman e Buzz Lightyear (da cinessérie Toy Story) –, os capítulos lidam com questionamentos sérios e questões pouco simples. Na abertura da lista, Os Mistérios do Triângulo das Bermudas, Castanhari investiga o motivo de várias histórias falarem que a região das Ilhas Bermudas, no Caribe, é centro de sumiços de navios e aviões ao longo de anos. “Ninguém sabe ao certo o que aconteceu com eles. E eu não estou falando de um ou dois desaparecimentos”, comenta o apresentador.

O catálogo de assuntos de Mundo Mistério ainda passeia pelo impacto da Grande Peste (a Peste Negra, pandemia ocorrida entre 1347 e 1351 e que resultou na morte de milhões de pessoas), discussões sobre viagem no tempo, as possibilidades de um apocalipse zumbi na vida real e a evolução da inteligência artificial, entre outros. Ilustrações animadas e imagens documentais fazem parte dos episódios. Entre tantas questões, a ciência ajuda a apresentar explicações e Castanhari usa seu carisma juntos aos millenials para deixar o desdobramento o mais chamativo possível para sua geração, com os mais novos e mais velhos também podendo fazer parte do público do programa. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Explorando temas misteriosos com ciência

Felipe Castanhari expande projeto da internet para criar ‘Mundo Mistério’, série da Netflix

Luís Felipe Soares

08/08/2020 | 23:59


Desvendar mistérios e explorar ideias por meio de informações científicas. Essa é a ideia do youtuber Felipe Castanhari em seu mais recente projeto. Conhecido do grande público, principalmente crianças e adolescentes, por comandar o canal Nostalgia (com mais de 13 milhões de inscritos e tendo batido a marca de 1,163 bilhão de visualizações em seus vídeos), o paulista de 30 anos assinou contrato com a Netflix para colocar seu trabalho em nova plataforma e tentar ampliar suas ideias. O resultado é a série Mundo Mistério, que entrou no catálogo do serviço de streaming na terça-feira e é aguardado pelos fãs.

A primeira temporada disponibilizada para assinantes conta com oito episódios, cada um com cerca de 30 minutos de duração. São pequenos documentários que lembram os materiais produzidos pelo rapaz no quadro Nostalgia Ciência, iniciado em 2018 dentro de seu endereço no YouTube. A diferença é que, agora, ele realiza viagens, visita locais e interage com personagens que o ajudam a desenvolver a narrativa de maneira um pouco teatral, casos do zelador Betinho (vivido por Bruno Miranda) e a Dra. Thay (papel de Lilian Regina), dentro do fictício Complexo Curie. 

Apesar do tom cômico na interação do núcleo, que inclui ainda um supercomputador que fala – mais atentos conseguem perceber que a voz do dublador Guilherme Briggs, de Superman e Buzz Lightyear (da cinessérie Toy Story) –, os capítulos lidam com questionamentos sérios e questões pouco simples. Na abertura da lista, Os Mistérios do Triângulo das Bermudas, Castanhari investiga o motivo de várias histórias falarem que a região das Ilhas Bermudas, no Caribe, é centro de sumiços de navios e aviões ao longo de anos. “Ninguém sabe ao certo o que aconteceu com eles. E eu não estou falando de um ou dois desaparecimentos”, comenta o apresentador.

O catálogo de assuntos de Mundo Mistério ainda passeia pelo impacto da Grande Peste (a Peste Negra, pandemia ocorrida entre 1347 e 1351 e que resultou na morte de milhões de pessoas), discussões sobre viagem no tempo, as possibilidades de um apocalipse zumbi na vida real e a evolução da inteligência artificial, entre outros. Ilustrações animadas e imagens documentais fazem parte dos episódios. Entre tantas questões, a ciência ajuda a apresentar explicações e Castanhari usa seu carisma juntos aos millenials para deixar o desdobramento o mais chamativo possível para sua geração, com os mais novos e mais velhos também podendo fazer parte do público do programa. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;