Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 29 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmaras de Diadema e Mauá voltam a suspender sessões presenciais

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Na volta do recesso, mais parlamentares testam positivo; sede do Legislativo mauaense passará por desinfecção


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

06/08/2020 | 18:26


As Câmaras de Diadema e de Mauá decidiram recuar e voltaram a suspender as sessões presenciais como forma de evitar a proliferação pelo coronavírus. A existência de novos casos confirmados de Covid-19 entre parlamentares e servidores, além do desfalque de vereadores idosos nas plenárias presenciais levaram os dois legislativos a optarem pelo trabalho virtual.

O quadro na Câmara de Mauá gerou preocupação. Nesta semana, outros quatro parlamentares (Adelto Cachorrão, do Republicanos; Chiquinho do Zaíra, do Avante; Professor Betinho, do PSL; e Samuel Enfermeiro, do PSB) testaram positivo, além de 18 funcionários da casa. O oposicionista Marcelo Oliveira (PT) também foi diagnosticado com a doença semanas atrás e chegou a ficar cerca de uma semana na UTI – recebeu alta na terça-feira.

Por conta da quantidade de casos positivados no Legislativo mauaense, o presidente da casa, Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), decidiu determinar outras medidas para frear o avanço da doença na casa. Além da suspensão das sessões, os atendimentos presenciais à população serão reduzidos a duas horas por dia (das 10h ao meio dia). Os servidores voltam a trabalhar presencialmente em esquema de rodízio, com cerca de 50% do efetivo indo atuar na casa e a outra metade de home office. “Vimos com atenção e preocupação o quadro identificado através dos testes feitos pela Secretaria de Saúde. É uma questão de vida e de saúde pública, portanto, tomamos essas decisões com muita transparência e responsabilidade”, frisou Neycar, que também determinou a desinfecção da sede da Câmara mauaense nesta sexta.

No caso de Diadema, o vereador Ronaldo Lacera (PDT) testou positivo e teve de ficar em casa em isolamento, mas está bem e já participou da primeira sessão pós-recesso, na tarde desta quinta-feira, de forma virtual. A continuidade das plenárias à distância será avaliada dia após dia, segundo a assessoria da casa, mas a tendência é de que as sessões sigam de forma virtual.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmaras de Diadema e Mauá voltam a suspender sessões presenciais

Na volta do recesso, mais parlamentares testam positivo; sede do Legislativo mauaense passará por desinfecção

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

06/08/2020 | 18:26


As Câmaras de Diadema e de Mauá decidiram recuar e voltaram a suspender as sessões presenciais como forma de evitar a proliferação pelo coronavírus. A existência de novos casos confirmados de Covid-19 entre parlamentares e servidores, além do desfalque de vereadores idosos nas plenárias presenciais levaram os dois legislativos a optarem pelo trabalho virtual.

O quadro na Câmara de Mauá gerou preocupação. Nesta semana, outros quatro parlamentares (Adelto Cachorrão, do Republicanos; Chiquinho do Zaíra, do Avante; Professor Betinho, do PSL; e Samuel Enfermeiro, do PSB) testaram positivo, além de 18 funcionários da casa. O oposicionista Marcelo Oliveira (PT) também foi diagnosticado com a doença semanas atrás e chegou a ficar cerca de uma semana na UTI – recebeu alta na terça-feira.

Por conta da quantidade de casos positivados no Legislativo mauaense, o presidente da casa, Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), decidiu determinar outras medidas para frear o avanço da doença na casa. Além da suspensão das sessões, os atendimentos presenciais à população serão reduzidos a duas horas por dia (das 10h ao meio dia). Os servidores voltam a trabalhar presencialmente em esquema de rodízio, com cerca de 50% do efetivo indo atuar na casa e a outra metade de home office. “Vimos com atenção e preocupação o quadro identificado através dos testes feitos pela Secretaria de Saúde. É uma questão de vida e de saúde pública, portanto, tomamos essas decisões com muita transparência e responsabilidade”, frisou Neycar, que também determinou a desinfecção da sede da Câmara mauaense nesta sexta.

No caso de Diadema, o vereador Ronaldo Lacera (PDT) testou positivo e teve de ficar em casa em isolamento, mas está bem e já participou da primeira sessão pós-recesso, na tarde desta quinta-feira, de forma virtual. A continuidade das plenárias à distância será avaliada dia após dia, segundo a assessoria da casa, mas a tendência é de que as sessões sigam de forma virtual.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;