Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Dia dos Pais não anima varejo e só 19% dos empresários estão otimistas com vendas

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


06/08/2020 | 13:33


Apesar da retomada gradual da economia em diversas regiões do Brasil, o empresariado nacional não está animado com as perspectivas de vendas para o Dia dos Pais, segundo levantamento da Boa Vista que entrevistou 600 varejistas, empresários do setor de serviços e da indústria entre os dias 6 e 17 de julho. Apenas 19% dos empresários consultados disseram estar otimistas com o desempenho deste ano, enquanto 52% se dizem pessimistas e outros 29% afirmam que a situação não deve mudar.

Quanto às vendas, 78% dos entrevistados acreditam que em 2020 o desempenho será pior ou igual ao de 2019. Só 12% preveem melhora no faturamento para o Dia dos Pais.

Na análise por setor, a perspectiva de aumento é de 15% no comércio, 10% em serviços, e 29% para a indústria. Para 62% dos empresários, a expectativa é de que cada consumidor gaste R$ 100 ou menos por presente.

Importante para o varejo, a data representa, em média, cerca de 5% da receita anual do comércio para 44% das empresas.

Apenas o Natal, Black Friday e o Dia das Mães rendem mais ao setor. A pesquisa da Boa Vista aponta que 75% dos empresários concordam que há uma demanda reprimida nos consumidores. Por outro lado, 53% deles discordam que isto é sinônimo de melhora nas vendas.

E-commerce

O levantamento ainda identificou que os comerciantes vão intensificar o uso de plataformas digitais neste Dia dos Pais. 73% dos empresários varejistas afirmam que irão investir no e-commerce para a data.

Para os empresários do setor de serviços, 59% farão mais investimentos nas plataformas online. Em média, 51% dos empresários viram novas oportunidades de negócios por meio do comércio eletrônico. Destes, 18% ainda irão implantá-la.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dia dos Pais não anima varejo e só 19% dos empresários estão otimistas com vendas


06/08/2020 | 13:33


Apesar da retomada gradual da economia em diversas regiões do Brasil, o empresariado nacional não está animado com as perspectivas de vendas para o Dia dos Pais, segundo levantamento da Boa Vista que entrevistou 600 varejistas, empresários do setor de serviços e da indústria entre os dias 6 e 17 de julho. Apenas 19% dos empresários consultados disseram estar otimistas com o desempenho deste ano, enquanto 52% se dizem pessimistas e outros 29% afirmam que a situação não deve mudar.

Quanto às vendas, 78% dos entrevistados acreditam que em 2020 o desempenho será pior ou igual ao de 2019. Só 12% preveem melhora no faturamento para o Dia dos Pais.

Na análise por setor, a perspectiva de aumento é de 15% no comércio, 10% em serviços, e 29% para a indústria. Para 62% dos empresários, a expectativa é de que cada consumidor gaste R$ 100 ou menos por presente.

Importante para o varejo, a data representa, em média, cerca de 5% da receita anual do comércio para 44% das empresas.

Apenas o Natal, Black Friday e o Dia das Mães rendem mais ao setor. A pesquisa da Boa Vista aponta que 75% dos empresários concordam que há uma demanda reprimida nos consumidores. Por outro lado, 53% deles discordam que isto é sinônimo de melhora nas vendas.

E-commerce

O levantamento ainda identificou que os comerciantes vão intensificar o uso de plataformas digitais neste Dia dos Pais. 73% dos empresários varejistas afirmam que irão investir no e-commerce para a data.

Para os empresários do setor de serviços, 59% farão mais investimentos nas plataformas online. Em média, 51% dos empresários viram novas oportunidades de negócios por meio do comércio eletrônico. Destes, 18% ainda irão implantá-la.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;