Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Pedidos de seguro-desemprego somam 570.543 em julho e têm 2ª queda consecutiva

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


06/08/2020 | 12:09


O número de pedidos de seguro-desemprego somou 570.543 em julho, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 6, pelo Ministério da Economia. O número representa queda de 12,7% em relação a junho deste ano e de 8,8% na comparação com julho de 2019. No mês passado, as solicitações também já haviam registrado retração - de 32% - em relação a maio.

Segundo a Economia, os três Estados com maior quantidade de requerimentos foram São Paulo (177.305), Minas Gerais (62.274) e Rio de Janeiro (47.075).

Por setor, os pedidos se distribuíram entre serviços (43,3%), comércio (25,7%), indústria (16,1%), construção (10,5%) e agropecuária (4,3%).

Do total de pedidos de julho, 39,3% foram feitos por mulheres e 60,7%, por homens. A faixa etária que concentrou a maior proporção de requerentes foi de 30 a 39 anos, com 32,8% do total. Sobre a escolaridade, 59,6% dos solicitantes têm ensino médio completo.

A Economia mostra ainda que, no acumulado do ano, de janeiro a julho, foram contabilizados 4.521.163 pedidos de seguro-desemprego, o que equivale a uma alta de 11,1% em comparação com o acumulado no mesmo período de 2019 (4.068.385).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pedidos de seguro-desemprego somam 570.543 em julho e têm 2ª queda consecutiva


06/08/2020 | 12:09


O número de pedidos de seguro-desemprego somou 570.543 em julho, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 6, pelo Ministério da Economia. O número representa queda de 12,7% em relação a junho deste ano e de 8,8% na comparação com julho de 2019. No mês passado, as solicitações também já haviam registrado retração - de 32% - em relação a maio.

Segundo a Economia, os três Estados com maior quantidade de requerimentos foram São Paulo (177.305), Minas Gerais (62.274) e Rio de Janeiro (47.075).

Por setor, os pedidos se distribuíram entre serviços (43,3%), comércio (25,7%), indústria (16,1%), construção (10,5%) e agropecuária (4,3%).

Do total de pedidos de julho, 39,3% foram feitos por mulheres e 60,7%, por homens. A faixa etária que concentrou a maior proporção de requerentes foi de 30 a 39 anos, com 32,8% do total. Sobre a escolaridade, 59,6% dos solicitantes têm ensino médio completo.

A Economia mostra ainda que, no acumulado do ano, de janeiro a julho, foram contabilizados 4.521.163 pedidos de seguro-desemprego, o que equivale a uma alta de 11,1% em comparação com o acumulado no mesmo período de 2019 (4.068.385).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;