Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Sindicatos argentinos continuam ameaçar governo com greves


Do Diário do Grande ABC

07/06/2000 | 09:45


Os sindicatos argentinos ameaçaram o governo com uma série de greves se os programas econômicos e as drásticas medidas de austeridade, que já estao em vigor, nao forem revistas. O governo enfrenta, desde terça-feira, uma série de paralisaçoes, que culminarao com uma grande greve geral na sexta-feira, em protestos pelas medidas de ajuste fiscal, que compreende um rebaixamento dos salários a boa parte do funcionalismo público.

Os sindicatos também criticaram o decreto governamental que, a partir do ano que vem, permitirá que as empresas privadas de saúde disputem com os sindicatos o atendimento médico aos seus afiliados.

O presidente Fernando De La Rúa declarou, na terça-feira, que ``o país nao merece que haja tantas greves" e recordou que recebeu o governo há seis meses com um altíssimo déficit fiscal do seu antecessor Carlos Menem.

Na sexta-feira, os três grupos que dividem o movimento sindical, determinaram uma greve de 24 horas, em repúdio as medidas de ajuste fiscal, cuja responsabilidade atribuem ao FMI.

As paralisaçoes começaram na terça-feira com os bancários parando por duas horas em solidariedade aos funcionários dos bancos estatais, que estao incluídos na reduçao salarial decretada pelo governo.

Há oito dias, o presidente De La Rúa anunciou uma reduçao temporária de 12% nos salários dos funcionários públicos com salários superiores a U$ 1 mil e de 15% aos superiores a U$ 6 mil.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;