Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Balança comercial tem superávit de US$ 8,060 bilhões em julho



03/08/2020 | 15:22


Com queda de 35% nas importações por causa da pandemia do coronavírus, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 8,060 bilhões em julho. Trata-se do maior saldo mensal já registrado na série histórica do Ministério da Economia, que tem início em 1989.

O resultado de julho foi mais do que o dobro registrado no mesmo mês do ano passado, quando foi positivo em US$ 2,391 bilhões. No mês passado, a corrente de comércio (soma das exportações e importações) recuou 18%.

As exportações somaram US$ 19,566 bilhões, uma queda de 2,9% ante julho de 2019. Já as importações chegaram a US$ 11,506 bilhões, um recuo de 35,2% na mesma comparação.

Na quinta semana de julho (27 a 31), o saldo comercial foi de superávit de US$ 1,797 bilhão.

De janeiro a julho, a balança comercial acumula superávit de US$ 30,383 bilhões. O valor é 8,2% maior do que o mesmo período do ano passado. Houve um recuo de 6,4 % nas exportações e de 10,5% nas importações do período.

Julho

Em meio à pandemia, os produtos agrícolas estão impedindo uma queda maior nas exportações brasileiras. No mês passado, o setor agropecuário teve aumento de 17,3% nas exportações. Houve queda, porém, nas vendas de produtos dos outros setores: 1,5% em indústria extrativa e 12% em bens da indústria de transformação.

Já nas importações, houve recuo de 6,5% na agropecuária, queda de 62,7% em indústria extrativa e de 33,6% em produtos da indústria de transformação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Balança comercial tem superávit de US$ 8,060 bilhões em julho


03/08/2020 | 15:22


Com queda de 35% nas importações por causa da pandemia do coronavírus, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 8,060 bilhões em julho. Trata-se do maior saldo mensal já registrado na série histórica do Ministério da Economia, que tem início em 1989.

O resultado de julho foi mais do que o dobro registrado no mesmo mês do ano passado, quando foi positivo em US$ 2,391 bilhões. No mês passado, a corrente de comércio (soma das exportações e importações) recuou 18%.

As exportações somaram US$ 19,566 bilhões, uma queda de 2,9% ante julho de 2019. Já as importações chegaram a US$ 11,506 bilhões, um recuo de 35,2% na mesma comparação.

Na quinta semana de julho (27 a 31), o saldo comercial foi de superávit de US$ 1,797 bilhão.

De janeiro a julho, a balança comercial acumula superávit de US$ 30,383 bilhões. O valor é 8,2% maior do que o mesmo período do ano passado. Houve um recuo de 6,4 % nas exportações e de 10,5% nas importações do período.

Julho

Em meio à pandemia, os produtos agrícolas estão impedindo uma queda maior nas exportações brasileiras. No mês passado, o setor agropecuário teve aumento de 17,3% nas exportações. Houve queda, porém, nas vendas de produtos dos outros setores: 1,5% em indústria extrativa e 12% em bens da indústria de transformação.

Já nas importações, houve recuo de 6,5% na agropecuária, queda de 62,7% em indústria extrativa e de 33,6% em produtos da indústria de transformação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;