Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 28 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Grêmio sofre, mas vence Novo Hamburgo e decidirá returno contra o Internacional



02/08/2020 | 21:21


Pareceu que seria fácil no início, mas o Grêmio enfrentou grandes dificuldades para vencer um valente Novo Hamburgo por 4 a 3, na noite deste domingo, pela semifinal do segundo turno do Campeonato Gaúcho.

Diego Souza (2), Maicon e Luciano balançaram as redes para o time tricolor. A equipe do interior havia buscado o empate em duas oportunidades, com gols de Zé Mário (2) e Kayron.

A decisão do returno será contra o Internacional, na quarta-feira. Mais cedo, o arquirrival havia garantido a vaga ao despachar o Esportivo por 4 a 0 no estádio Beira-Rio. Este será o quarto Gre-Nal da temporada, com duas vitórias gremistas e um empate até o momento.

O JOGO - Com a autorização da Prefeitura de Porto Alegre, o time do técnico Renato Gaúcho voltava para casa depois de 140 dias - o clube vinha mandando as partidas das fases anteriores em estádios do interior.

Seguindo a tendência já estabelecida por outros clubes nesta época de jogos com portões fechados, o Grêmio espalhou faixas pela Arena e reproduziu áudios gravados no sistema de som do estádio para ditar o clima da partida.

Nesse ambiente, o Grêmio precisou de apenas um minuto para marcar território e demonstrar o favoritismo na disputa. Após cruzamento da direita, Everton Cebolinha dominou no peito e ajeitou na medida para Diego Souza abrir o placar. Aos 22 minutos, Maicon pegou uma sobra dentro da área e ampliou a vantagem.

O Novo Hamburgo até criou boas oportunidades, com Juba e Matheus Lagoa, mas a situação parecia bem controlada pelo time da casa. Só parecia. Com eficiência em lances pontuais, os visitantes conseguiram igualar o duelo ainda na etapa inicial.

Aos 30 minutos, Zé Mário descontou em cobrança de falta. E o empate veio logo depois, com Kayron concluindo jogada iniciada em erro de Matheus Henrique na saída de bola. Um susto para deixar os gremistas preocupados e o técnico Renato Gaúcho furioso.

O Grêmio voltou mais ligado do vestiário. Diego Souza chegou a balançar a rede logo aos 2 minutos, mas a jogada foi parada por falta de ataque.

Em noite inspirada, o camisa 9 ainda exigiu uma grande defesa do goleiro Jacsson, aos 5 minutos, antes de colocar o Grêmio novamente à frente do placar. Aos 13, Guilherme Guedes cruzou na medida e o centroavante recebeu livre na marca do pênalti para desempatar.

O susto do primeiro tempo ainda se repetiu. Demonstrando muita bravura, o Novo Hamburgo voltou a buscar o empate, com Zé Mário convertendo pênalti cometido por Jean Pyerre sobre Chicão.

Nos momentos finais, porém, a sorte sorriu para o Grêmio, justamente em um dos piores momentos da equipe na partida. Quando o jogo parecia caminhar para uma disputa por pênaltis, a zaga visitante bateu cabeça e a bola sobrou limpa para Luciano decretar a classificação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grêmio sofre, mas vence Novo Hamburgo e decidirá returno contra o Internacional


02/08/2020 | 21:21


Pareceu que seria fácil no início, mas o Grêmio enfrentou grandes dificuldades para vencer um valente Novo Hamburgo por 4 a 3, na noite deste domingo, pela semifinal do segundo turno do Campeonato Gaúcho.

Diego Souza (2), Maicon e Luciano balançaram as redes para o time tricolor. A equipe do interior havia buscado o empate em duas oportunidades, com gols de Zé Mário (2) e Kayron.

A decisão do returno será contra o Internacional, na quarta-feira. Mais cedo, o arquirrival havia garantido a vaga ao despachar o Esportivo por 4 a 0 no estádio Beira-Rio. Este será o quarto Gre-Nal da temporada, com duas vitórias gremistas e um empate até o momento.

O JOGO - Com a autorização da Prefeitura de Porto Alegre, o time do técnico Renato Gaúcho voltava para casa depois de 140 dias - o clube vinha mandando as partidas das fases anteriores em estádios do interior.

Seguindo a tendência já estabelecida por outros clubes nesta época de jogos com portões fechados, o Grêmio espalhou faixas pela Arena e reproduziu áudios gravados no sistema de som do estádio para ditar o clima da partida.

Nesse ambiente, o Grêmio precisou de apenas um minuto para marcar território e demonstrar o favoritismo na disputa. Após cruzamento da direita, Everton Cebolinha dominou no peito e ajeitou na medida para Diego Souza abrir o placar. Aos 22 minutos, Maicon pegou uma sobra dentro da área e ampliou a vantagem.

O Novo Hamburgo até criou boas oportunidades, com Juba e Matheus Lagoa, mas a situação parecia bem controlada pelo time da casa. Só parecia. Com eficiência em lances pontuais, os visitantes conseguiram igualar o duelo ainda na etapa inicial.

Aos 30 minutos, Zé Mário descontou em cobrança de falta. E o empate veio logo depois, com Kayron concluindo jogada iniciada em erro de Matheus Henrique na saída de bola. Um susto para deixar os gremistas preocupados e o técnico Renato Gaúcho furioso.

O Grêmio voltou mais ligado do vestiário. Diego Souza chegou a balançar a rede logo aos 2 minutos, mas a jogada foi parada por falta de ataque.

Em noite inspirada, o camisa 9 ainda exigiu uma grande defesa do goleiro Jacsson, aos 5 minutos, antes de colocar o Grêmio novamente à frente do placar. Aos 13, Guilherme Guedes cruzou na medida e o centroavante recebeu livre na marca do pênalti para desempatar.

O susto do primeiro tempo ainda se repetiu. Demonstrando muita bravura, o Novo Hamburgo voltou a buscar o empate, com Zé Mário convertendo pênalti cometido por Jean Pyerre sobre Chicão.

Nos momentos finais, porém, a sorte sorriu para o Grêmio, justamente em um dos piores momentos da equipe na partida. Quando o jogo parecia caminhar para uma disputa por pênaltis, a zaga visitante bateu cabeça e a bola sobrou limpa para Luciano decretar a classificação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;