Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Cinco das sete câmaras resgatam sessões presenciais

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Somente Sto.André e Ribeirão permanecerão em ambiente virtual, embora andreenses cogitem rodízio de vereadores


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

02/08/2020 | 00:04


Cinco das sete câmaras da região se preparam para retomar as sessões presenciais após período de recesso e de plenárias on-line devido pandemia do novo coronavírus. Somente os Legislativos de Santo André e Ribeirão Pires ainda deverão permanecer realizando atividade parlamentar por meio de videoconferência, embora a mesa diretora andreense estude a possibilidade de adoção de rodízio.

Em São Caetano, que abriu mão das férias de meio do ano, os vereadores ficaram longe do plenário pouco mais de três meses – a primeira sessão on-line aconteceu no dia 28 de abril. No retorno dos parlamentares, na terça-feira, o presidente da casa, Pio Mielo (PSDB), decretou que somente os vereadores poderão ficar no plenário e que apenas um assessor por parlamentar deverá comparecer aos gabinetes. Neste primeiro momento, o público também estará impedido de acompanhar as sessões.

A atividade parlamentar em Mauá, que decretou recesso para os vereadores, deverá retornar na próxima terça-feira, ainda sem a presença do público. Durante o período de pandemia da Covid-19, os parlamentares realizaram apenas três sessões utilizando plataforma digital. Dentro de plenário, os parlamentares são obrigados a utilizar máscaras e há álcool em gel para sanitização. O presidente do Legislativo, Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), declarou que vai acompanhar decreto do governo do Estado para liberar o retorno do público às sessões.

Já em Diadema, que também não optou pelas férias, os políticos realizaram sessões presenciais durante período de pandemia do novo coronavírus. Os trabalhos legislativos não contavam com participação do público, mas, nos outros dias, gabinetes estavam abertos para colher demandas dos populares. O presidente da Câmara, Pretinho do Água Santa (DEM), também deverá seguir o decreto do governo do Estado sobre a mudança de fase na abertura de locais públicos.

Em São Bernardo, os vereadores também decidiram abrir mão do recesso, em sessões presenciais e sem público. O protocolo será mantido na sessão de quarta-feira. Segundo o presidente da Câmara, Juarez Tudo Azul (PSDB), o parlamento se prepara para abrir as plenárias para parte do público assim que a vigilância sanitária atestar que o retorno é seguro.

Os vereadores de Rio Grande da Serra gozaram férias no meio do ano e, até então, se encontravam presencialmente no Legislativo. Houve debate para que os trabalhos fossem realizados de forma remota, mas a presidência desconsiderou as sugestões.

A previsão do retorno das sessões na Câmara de Santo André é para terça-feira, ainda utilizando plataforma digital e videoconferência. O presidente da casa, Pedrinho Botaro (PSDB), se baseia em decreto do governo do Estado para liberar a participação do público. Uma das intenções do mandatário do Legislativo é o de realizar, ainda em agosto, espécie de rodízio entre os parlamentares, liberando a presença de uma parte dos vereadores dentro da Câmara, enquanto a outra parte participaria da sessão por meio de videoconferência.

Já em Ribeirão Pires, a retomada das sessões está prevista para ocorrer no dia 6 de agosto, mas ainda por meio de videoconferência. A casa se baseará na extensão do decreto de calamidade que o prefeito da cidade, Adler Kiko Teixeira (PSDB), que ampliou a normativa por mais 90 dias.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cinco das sete câmaras resgatam sessões presenciais

Somente Sto.André e Ribeirão permanecerão em ambiente virtual, embora andreenses cogitem rodízio de vereadores

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

02/08/2020 | 00:04


Cinco das sete câmaras da região se preparam para retomar as sessões presenciais após período de recesso e de plenárias on-line devido pandemia do novo coronavírus. Somente os Legislativos de Santo André e Ribeirão Pires ainda deverão permanecer realizando atividade parlamentar por meio de videoconferência, embora a mesa diretora andreense estude a possibilidade de adoção de rodízio.

Em São Caetano, que abriu mão das férias de meio do ano, os vereadores ficaram longe do plenário pouco mais de três meses – a primeira sessão on-line aconteceu no dia 28 de abril. No retorno dos parlamentares, na terça-feira, o presidente da casa, Pio Mielo (PSDB), decretou que somente os vereadores poderão ficar no plenário e que apenas um assessor por parlamentar deverá comparecer aos gabinetes. Neste primeiro momento, o público também estará impedido de acompanhar as sessões.

A atividade parlamentar em Mauá, que decretou recesso para os vereadores, deverá retornar na próxima terça-feira, ainda sem a presença do público. Durante o período de pandemia da Covid-19, os parlamentares realizaram apenas três sessões utilizando plataforma digital. Dentro de plenário, os parlamentares são obrigados a utilizar máscaras e há álcool em gel para sanitização. O presidente do Legislativo, Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), declarou que vai acompanhar decreto do governo do Estado para liberar o retorno do público às sessões.

Já em Diadema, que também não optou pelas férias, os políticos realizaram sessões presenciais durante período de pandemia do novo coronavírus. Os trabalhos legislativos não contavam com participação do público, mas, nos outros dias, gabinetes estavam abertos para colher demandas dos populares. O presidente da Câmara, Pretinho do Água Santa (DEM), também deverá seguir o decreto do governo do Estado sobre a mudança de fase na abertura de locais públicos.

Em São Bernardo, os vereadores também decidiram abrir mão do recesso, em sessões presenciais e sem público. O protocolo será mantido na sessão de quarta-feira. Segundo o presidente da Câmara, Juarez Tudo Azul (PSDB), o parlamento se prepara para abrir as plenárias para parte do público assim que a vigilância sanitária atestar que o retorno é seguro.

Os vereadores de Rio Grande da Serra gozaram férias no meio do ano e, até então, se encontravam presencialmente no Legislativo. Houve debate para que os trabalhos fossem realizados de forma remota, mas a presidência desconsiderou as sugestões.

A previsão do retorno das sessões na Câmara de Santo André é para terça-feira, ainda utilizando plataforma digital e videoconferência. O presidente da casa, Pedrinho Botaro (PSDB), se baseia em decreto do governo do Estado para liberar a participação do público. Uma das intenções do mandatário do Legislativo é o de realizar, ainda em agosto, espécie de rodízio entre os parlamentares, liberando a presença de uma parte dos vereadores dentro da Câmara, enquanto a outra parte participaria da sessão por meio de videoconferência.

Já em Ribeirão Pires, a retomada das sessões está prevista para ocorrer no dia 6 de agosto, mas ainda por meio de videoconferência. A casa se baseará na extensão do decreto de calamidade que o prefeito da cidade, Adler Kiko Teixeira (PSDB), que ampliou a normativa por mais 90 dias.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;