Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

As 5 maiores polêmicas de J.K. Rowling, que chega aos 55 anos

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


31/07/2020 | 17:47


A escritora britânica J.K. Rowling, conhecida pela série infantojuvenil Harry Potter, completa 55 anos nesta sexta-feira, 31, em meio ao escrutínio público por algumas de suas declarações recentes. Veja cinco polêmicas nas quais a autora já se envolveu:

J.K. Rowling foi recentemente acusada de transfobia ao brincar com um artigo que falava sobre sexismo e as injustiças contra "pessoas que menstruam". Segundo ela, "pessoas que menstruam" são mulheres. No entanto, a ideia do artigo era ser inclusivo para pessoas trans, mulheres que não menstruam. Esse breve comentário acabou se desdobrando em uma série de declarações da escritora, que foi rebatida pelos atores da saga Harry Potter e desautorizada até mesmo por Stephen King.

Boicote a Israel

Rowling publicou um artigo no jornal inglês The Guardian criticando o boicote cultural que diversos artistas promoveram contra Israel por causa das políticas implementadas pelo primeiro-ministro do país Benjamin Netanyahu. Ela foi duramente criticada e teve de explicar que não apoiava o mandatário israelense.

Rupert Murdoch e muçulmanos

Quando o magnata da mídia Rupert Murdoch afirmou que os muçulmanos deveriam ser responsabilizados por atentados terroristas, Rowling replicou: "Eu sou cristã. Se eu devo ser responsabilizada por Murdoch, então vou me auto-excomungar."

Imprensa

Apesar de ser uma tuiteira convicta, J.K. Rowling se diz uma reclusa por conta de sua aversão a entrevistas. Ela já processou jornais ingleses diversas vezes e, em geral, sua representação da imprensa é bastante negativa em suas obras -- basta ver Rita Skeeter, a repórter fofoqueira de Harry Potter.

Plágio

Rowling foi acusada de plágio algumas vezes por escritores cujas obras guardam semelhanças com o universo de Harry Potter, como Adrian Jacobs, autor de Willie the Wizard, e Nancy Kathleen Stouffer, autora de Larry Potter. Rowling venceu ambas as disputas judiciais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

As 5 maiores polêmicas de J.K. Rowling, que chega aos 55 anos


31/07/2020 | 17:47


A escritora britânica J.K. Rowling, conhecida pela série infantojuvenil Harry Potter, completa 55 anos nesta sexta-feira, 31, em meio ao escrutínio público por algumas de suas declarações recentes. Veja cinco polêmicas nas quais a autora já se envolveu:

J.K. Rowling foi recentemente acusada de transfobia ao brincar com um artigo que falava sobre sexismo e as injustiças contra "pessoas que menstruam". Segundo ela, "pessoas que menstruam" são mulheres. No entanto, a ideia do artigo era ser inclusivo para pessoas trans, mulheres que não menstruam. Esse breve comentário acabou se desdobrando em uma série de declarações da escritora, que foi rebatida pelos atores da saga Harry Potter e desautorizada até mesmo por Stephen King.

Boicote a Israel

Rowling publicou um artigo no jornal inglês The Guardian criticando o boicote cultural que diversos artistas promoveram contra Israel por causa das políticas implementadas pelo primeiro-ministro do país Benjamin Netanyahu. Ela foi duramente criticada e teve de explicar que não apoiava o mandatário israelense.

Rupert Murdoch e muçulmanos

Quando o magnata da mídia Rupert Murdoch afirmou que os muçulmanos deveriam ser responsabilizados por atentados terroristas, Rowling replicou: "Eu sou cristã. Se eu devo ser responsabilizada por Murdoch, então vou me auto-excomungar."

Imprensa

Apesar de ser uma tuiteira convicta, J.K. Rowling se diz uma reclusa por conta de sua aversão a entrevistas. Ela já processou jornais ingleses diversas vezes e, em geral, sua representação da imprensa é bastante negativa em suas obras -- basta ver Rita Skeeter, a repórter fofoqueira de Harry Potter.

Plágio

Rowling foi acusada de plágio algumas vezes por escritores cujas obras guardam semelhanças com o universo de Harry Potter, como Adrian Jacobs, autor de Willie the Wizard, e Nancy Kathleen Stouffer, autora de Larry Potter. Rowling venceu ambas as disputas judiciais.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;