Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Voo 447: parentes das vítimas embarcam para Paris

Divulgação/Marinha Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


31/05/2010 | 07:00


Parentes de passageiros brasileiros do voo 447 da Air France, que caiu há um ano no Oceano Atlântico, embarcaram ontem no Aeroporto do Galeão, no Rio, para participar de uma cerimônia de homenagem às vítimas do acidente em Paris. As despesas da viagem serão pagas pela companhia aérea, que organizou as homenagens na França.

Antes de embarcar, no entanto, o presidente da Associação de Familiares das Vítimas do Voo 447 (AFVV447), Nelson Marinho, que perdeu o filho na tragédia, criticou os detalhes da oferta feita pela empresa, que considerou "de mau gosto". As famílias foram acomodadas em dois voos: o 443, às 16h20, e o 445, às 19h05 - mesmo horário de partida do voo que se acidentou.

Segundo a associação, 138 parentes de vítimas brasileiras embarcariam nos dois voos do Rio para participar, ao lado de parentes das vítimas de outras nacionalidades. Em Paris vai ser inaugurado um monumento para lembrar as 228 vítimas do acidente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Voo 447: parentes das vítimas embarcam para Paris


31/05/2010 | 07:00


Parentes de passageiros brasileiros do voo 447 da Air France, que caiu há um ano no Oceano Atlântico, embarcaram ontem no Aeroporto do Galeão, no Rio, para participar de uma cerimônia de homenagem às vítimas do acidente em Paris. As despesas da viagem serão pagas pela companhia aérea, que organizou as homenagens na França.

Antes de embarcar, no entanto, o presidente da Associação de Familiares das Vítimas do Voo 447 (AFVV447), Nelson Marinho, que perdeu o filho na tragédia, criticou os detalhes da oferta feita pela empresa, que considerou "de mau gosto". As famílias foram acomodadas em dois voos: o 443, às 16h20, e o 445, às 19h05 - mesmo horário de partida do voo que se acidentou.

Segundo a associação, 138 parentes de vítimas brasileiras embarcariam nos dois voos do Rio para participar, ao lado de parentes das vítimas de outras nacionalidades. Em Paris vai ser inaugurado um monumento para lembrar as 228 vítimas do acidente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;