Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grande ABC supera 40 mil infectados pelo coronavírus

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

As sete cidades confirmaram 785 casos em 24 horas; total de mortes chegou a 1.717


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

31/07/2020 | 00:01


As prefeituras do Grande ABC confirmaram, ontem, 785 casos de Covid-19, totalizando 40.396 infectados desde o início da pandemia. Cidade com maior número de testes positivos é São Bernardo, com 18.138 diagnóstico, seguida por Santo André (11.092), Diadema (5.585), São Caetano (2.593), Mauá (1.932), Ribeirão Pires (728) e Rio Grande da Serra (328).

No mesmo período, 1.717 pessoas morreram pela doença, sendo que oito foram confirmadas nas últimas 24 horas. Assim, a letalidade da Covid é de 4,25% na região. Do total, 612 eram moradores de São Bernardo, 374 de Santo André, 332 de Diadema, 201 de Mauá, 128 de São Caetano, 53 de Ribeirão Pires e 17 de Rio Grande da Serra.

A média diária de casos nesta semana é de 645 e a de mortes, 14. O primeiro óbito causado pelo novo coronavírus no Grande ABC foi em 25 de março e a 1.000ª vítima fatal foi registrada em 23 de junho. Até ontem, 43.681 casos estavam sob investigação. Entre os infectados, 20.358, equivalente a 50,4%, já se recuperaram e receberam alta médica.

O governo do Estado confirmou 14.809 diagnósticos de Covid-19 ontem, somando 529.006 casos em 640 dos 645 municípios. Além disso, 321 mortes foram registradas em 24 horas, desta maneira, são 22.710 óbitos ao todo.

Entre as vítimas fatais, 13.091 eram homens e 9.619 eram mulheres. Três quartos delas tinham mais de 60 anos e os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,7%), diabetes mellitus (43,4%), doenças neurológicas (11,1%) e renal (9,6%), pneumopatia (8,1%), obesidade (7,1%), imunodepressão (5,9%), asma (3,1%), doenças hepáticas (2,2%) e hematológica (1,9%), Síndrome de Down (0,5%), puerpério (0,1%) e gestação (0,1%). As comorbidades foram identificadas em 18.149 (79,9%) dos óbitos.

Ontem, o governo estadual anunciou que 1.788.185 pessoas já foram testadas para o coronavírus até segunda-feira. A proporção dos tipos de testes utilizados demonstra que a cada dez diagnósticos, seis são realizados por meio de RT-PCR, três por teste rápido e um por outros métodos.
No Estado, 349.287 (66%) pacientes foram curados. A ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) é de 62,9% na Grande São Paulo e de 65,1% no Estado.

O Ministério da Saúde contabilizou mais 57.837 contaminados, atingindo 2.610.102 casos acumulados. Após 1.129 óbitos confirmados em 24 horas, o País chegou a 91.263 vítimas – letalidade de 3,5% e mortalidade de 43,4.

Depois de São Paulo, os Estados com o maior número de mortes são Rio de Janeiro (13.348), Ceará (7.661), Pernambuco (6.526) e Pará (5.699). Em relação à quantidade de infectados, o Estado é seguido por Ceará (171.468), Rio de Janeiro (163.642), Bahia (161.630) e Pará (153.350).

O Ministério da Saúde informou que 1.824.095 (84,4%) brasileiros já se recuperaram. Pelo menos 694.744 pacientes seguem em acompanhamento. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grande ABC supera 40 mil infectados pelo coronavírus

As sete cidades confirmaram 785 casos em 24 horas; total de mortes chegou a 1.717

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

31/07/2020 | 00:01


As prefeituras do Grande ABC confirmaram, ontem, 785 casos de Covid-19, totalizando 40.396 infectados desde o início da pandemia. Cidade com maior número de testes positivos é São Bernardo, com 18.138 diagnóstico, seguida por Santo André (11.092), Diadema (5.585), São Caetano (2.593), Mauá (1.932), Ribeirão Pires (728) e Rio Grande da Serra (328).

No mesmo período, 1.717 pessoas morreram pela doença, sendo que oito foram confirmadas nas últimas 24 horas. Assim, a letalidade da Covid é de 4,25% na região. Do total, 612 eram moradores de São Bernardo, 374 de Santo André, 332 de Diadema, 201 de Mauá, 128 de São Caetano, 53 de Ribeirão Pires e 17 de Rio Grande da Serra.

A média diária de casos nesta semana é de 645 e a de mortes, 14. O primeiro óbito causado pelo novo coronavírus no Grande ABC foi em 25 de março e a 1.000ª vítima fatal foi registrada em 23 de junho. Até ontem, 43.681 casos estavam sob investigação. Entre os infectados, 20.358, equivalente a 50,4%, já se recuperaram e receberam alta médica.

O governo do Estado confirmou 14.809 diagnósticos de Covid-19 ontem, somando 529.006 casos em 640 dos 645 municípios. Além disso, 321 mortes foram registradas em 24 horas, desta maneira, são 22.710 óbitos ao todo.

Entre as vítimas fatais, 13.091 eram homens e 9.619 eram mulheres. Três quartos delas tinham mais de 60 anos e os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,7%), diabetes mellitus (43,4%), doenças neurológicas (11,1%) e renal (9,6%), pneumopatia (8,1%), obesidade (7,1%), imunodepressão (5,9%), asma (3,1%), doenças hepáticas (2,2%) e hematológica (1,9%), Síndrome de Down (0,5%), puerpério (0,1%) e gestação (0,1%). As comorbidades foram identificadas em 18.149 (79,9%) dos óbitos.

Ontem, o governo estadual anunciou que 1.788.185 pessoas já foram testadas para o coronavírus até segunda-feira. A proporção dos tipos de testes utilizados demonstra que a cada dez diagnósticos, seis são realizados por meio de RT-PCR, três por teste rápido e um por outros métodos.
No Estado, 349.287 (66%) pacientes foram curados. A ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) é de 62,9% na Grande São Paulo e de 65,1% no Estado.

O Ministério da Saúde contabilizou mais 57.837 contaminados, atingindo 2.610.102 casos acumulados. Após 1.129 óbitos confirmados em 24 horas, o País chegou a 91.263 vítimas – letalidade de 3,5% e mortalidade de 43,4.

Depois de São Paulo, os Estados com o maior número de mortes são Rio de Janeiro (13.348), Ceará (7.661), Pernambuco (6.526) e Pará (5.699). Em relação à quantidade de infectados, o Estado é seguido por Ceará (171.468), Rio de Janeiro (163.642), Bahia (161.630) e Pará (153.350).

O Ministério da Saúde informou que 1.824.095 (84,4%) brasileiros já se recuperaram. Pelo menos 694.744 pacientes seguem em acompanhamento. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;