Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Quase 200 mil empresas foram criadas em abril, revela indicador da Serasa Experian

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Matheus Moreira
Especial para o dgabc.com.br

29/07/2020 | 12:16


O Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian revela que, em abril deste ano, 194.882 novas empresas foram criadas no Brasil. Destas, 84,7% fazem parte da categoria de microempreendedores individuais (MEIs), maior resultado desde fevereiro de 2019. Ainda segundo o levantamento, o setor de Serviços continua representando a maior parte das empresas recém criadas, com 68,9%.
Ao avaliar as regiões do país, a participação mensal mostra que os Estados do Sudeste foram os principais influenciadores do número total, hospedando 51,1% dos novos negócios. Em seguida, estão as regiões Sul (17,6%), Nordeste (15,8%), Centro-Oeste (9,7%) e Norte (5,8%).
“Apesar das incertezas econômicas e das medidas de distanciamento social, uma parcela considerável da população segue apostando em empreender por meio da criação de micro e pequenos negócios”, diz o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi. Ainda segundo ele, garantir renda com pouco investimento é uma necessidade. “Por isso, o setor de Serviços é preferível, já que nessa área podem ser criados ramos de atuação que não dependem da contratação de um espaço ou equipe de trabalho”, ressalta Rabi.
Variação Anual
O índice de nascimento de empresas apresentou queda de 25,7% em abril em relação ao mesmo período de 2019. A baixa foi puxada pelos segmentos do Comércio, Serviços e Indústria, que registraram -33,1%, -24,5% e -20,2%, respectivamente. As regiões também tiveram retração na relação ano a ano: Sudeste (-28,7%), Sul (-26,0%), Nordeste (-25,0%), Centro-Oeste (-17,2%) e Norte (-7,3%).
Cuidar das finanças do negócio desde o início é essencial
Como as micro, pequenas e médias empresas normalmente dependem mais do capital de giro do que as companhias de porte maior, é fundamental que os novos empreendedores façam um planejamento financeiro desde o início da operação do negócio. Estar pronto para encarar momentos de incerteza e ter algumas estratégias planejadas podem fazer a diferença na manutenção da receita. Para isso, os especialistas da Serasa Experian dão algumas dicas:
- Aposte na expansão da carteira de clientes e busque mercados que ainda não haviam sido mapeados;
- Utilize a tecnologia a favor, criando canais nas redes sociais e se cadastrando em aplicativos de entrega e outros sites de marketplace, que reúnem pequenos e médios lojistas de setores variados para novas vendas;
- Peça crédito com cautela, buscando sempre as menores taxas e prazos para o seu negócio;
- Busque desde já implementar outras ações que impactarão as vendas e a fidelização de clientes, como oferta de brindes e benefícios para aqueles que compram com periodicidade. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quase 200 mil empresas foram criadas em abril, revela indicador da Serasa Experian

Matheus Moreira
Especial para o dgabc.com.br

29/07/2020 | 12:16


O Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian revela que, em abril deste ano, 194.882 novas empresas foram criadas no Brasil. Destas, 84,7% fazem parte da categoria de microempreendedores individuais (MEIs), maior resultado desde fevereiro de 2019. Ainda segundo o levantamento, o setor de Serviços continua representando a maior parte das empresas recém criadas, com 68,9%.
Ao avaliar as regiões do país, a participação mensal mostra que os Estados do Sudeste foram os principais influenciadores do número total, hospedando 51,1% dos novos negócios. Em seguida, estão as regiões Sul (17,6%), Nordeste (15,8%), Centro-Oeste (9,7%) e Norte (5,8%).
“Apesar das incertezas econômicas e das medidas de distanciamento social, uma parcela considerável da população segue apostando em empreender por meio da criação de micro e pequenos negócios”, diz o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi. Ainda segundo ele, garantir renda com pouco investimento é uma necessidade. “Por isso, o setor de Serviços é preferível, já que nessa área podem ser criados ramos de atuação que não dependem da contratação de um espaço ou equipe de trabalho”, ressalta Rabi.
Variação Anual
O índice de nascimento de empresas apresentou queda de 25,7% em abril em relação ao mesmo período de 2019. A baixa foi puxada pelos segmentos do Comércio, Serviços e Indústria, que registraram -33,1%, -24,5% e -20,2%, respectivamente. As regiões também tiveram retração na relação ano a ano: Sudeste (-28,7%), Sul (-26,0%), Nordeste (-25,0%), Centro-Oeste (-17,2%) e Norte (-7,3%).
Cuidar das finanças do negócio desde o início é essencial
Como as micro, pequenas e médias empresas normalmente dependem mais do capital de giro do que as companhias de porte maior, é fundamental que os novos empreendedores façam um planejamento financeiro desde o início da operação do negócio. Estar pronto para encarar momentos de incerteza e ter algumas estratégias planejadas podem fazer a diferença na manutenção da receita. Para isso, os especialistas da Serasa Experian dão algumas dicas:
- Aposte na expansão da carteira de clientes e busque mercados que ainda não haviam sido mapeados;
- Utilize a tecnologia a favor, criando canais nas redes sociais e se cadastrando em aplicativos de entrega e outros sites de marketplace, que reúnem pequenos e médios lojistas de setores variados para novas vendas;
- Peça crédito com cautela, buscando sempre as menores taxas e prazos para o seu negócio;
- Busque desde já implementar outras ações que impactarão as vendas e a fidelização de clientes, como oferta de brindes e benefícios para aqueles que compram com periodicidade. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;