Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grande ABC confirma mais 28 mortes pela Covid-19

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

São 1.444 óbitos e 30.787 infectados desde o início da pandemia; 16.516 se recuperaram


Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

16/07/2020 | 00:01


As sete cidades chegaram, ontem, a 1.444 mortes causadas pelo novo coronavírus após confirmar mais 28 vítimas. Desde o início da pandemia, 30.787 moradores do Grande ABC se infectaram pelo vírus, sendo que pelo menos 16.516 se recuperaram e receberam alta médica. As informações são dos boletins epidemiológicos divulgados diariamente pelas prefeituras.

Em Santo André, são 9.191 casos, 329 mortes, 5.667 recuperados e 5.303 pessoas que aguardam o diagnóstico. São Bernardo, por sua vez, registra 12.767 infectados e 512 óbitos, sendo a cidade com o maior número de contaminados e vítimas fatais do Grande ABC. Já 3.995 são-bernardenses se recuperaram e outros 20.809 estão sob investigação.

A Prefeitura de São Caetano acumula 2.231 munícipes contaminados, 105 mortos, 1.902 curados e 73 pacientes com suspeita da Covid-19. Diadema registra 4.399 casos, 276 óbitos e 3.482 recuperados, além de 8.084 casos que aguardam diagnóstico. Por sua vez, Mauá computa 1.417 ocorrências, 164 vítimas fatais, 1.100 curados e 810 suspeitos.

Em Ribeirão Pires, são 561 residentes infectados pelo coronavírus, 44 mortes, 263 óbitos e 211 pacientes sob investigação. Por fim, Rio Grande da Serra diagnosticou 221 contaminados, 14 mortos, 107 curados e 188 casos suspeitos.

ISOLAMENTO
No primeiro dia da quarentena, o Grande ABC registrou, em média, 46% de isolamento físico. Nesta semana, de acordo com dados do governo estadual, o índice está a 44% em Santo André e São Bernardo, 43% em São Caetano e Ribeirão Pires, 41% em Diadema e 40% em Mauá. No Estado, a média foi de 45%.

Mesmo com a região na Fase 3 (amarela) do Plano Sâo Paulo, que prevê a retomada gradual das atividades, a recomendação dos especialistas é que as pessoas sigam mantendo o isolamento físico. A orientação é que, quem pode, siga em home office e saia apenas em caso de necessidade.

Munir Ayub, consultor da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), lembra que mesmo as pessoas que não integram o grupo de risco da Covid-19 (idosos e indivíduos com doenças preexistentes) devem ficar em casa. “Às vezes, a família toda adoece, um acaba evoluindo mal e morrendo. Para preservar a vida de todos, o melhor é que todos mantenham o isolamento.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grande ABC confirma mais 28 mortes pela Covid-19

São 1.444 óbitos e 30.787 infectados desde o início da pandemia; 16.516 se recuperaram

Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

16/07/2020 | 00:01


As sete cidades chegaram, ontem, a 1.444 mortes causadas pelo novo coronavírus após confirmar mais 28 vítimas. Desde o início da pandemia, 30.787 moradores do Grande ABC se infectaram pelo vírus, sendo que pelo menos 16.516 se recuperaram e receberam alta médica. As informações são dos boletins epidemiológicos divulgados diariamente pelas prefeituras.

Em Santo André, são 9.191 casos, 329 mortes, 5.667 recuperados e 5.303 pessoas que aguardam o diagnóstico. São Bernardo, por sua vez, registra 12.767 infectados e 512 óbitos, sendo a cidade com o maior número de contaminados e vítimas fatais do Grande ABC. Já 3.995 são-bernardenses se recuperaram e outros 20.809 estão sob investigação.

A Prefeitura de São Caetano acumula 2.231 munícipes contaminados, 105 mortos, 1.902 curados e 73 pacientes com suspeita da Covid-19. Diadema registra 4.399 casos, 276 óbitos e 3.482 recuperados, além de 8.084 casos que aguardam diagnóstico. Por sua vez, Mauá computa 1.417 ocorrências, 164 vítimas fatais, 1.100 curados e 810 suspeitos.

Em Ribeirão Pires, são 561 residentes infectados pelo coronavírus, 44 mortes, 263 óbitos e 211 pacientes sob investigação. Por fim, Rio Grande da Serra diagnosticou 221 contaminados, 14 mortos, 107 curados e 188 casos suspeitos.

ISOLAMENTO
No primeiro dia da quarentena, o Grande ABC registrou, em média, 46% de isolamento físico. Nesta semana, de acordo com dados do governo estadual, o índice está a 44% em Santo André e São Bernardo, 43% em São Caetano e Ribeirão Pires, 41% em Diadema e 40% em Mauá. No Estado, a média foi de 45%.

Mesmo com a região na Fase 3 (amarela) do Plano Sâo Paulo, que prevê a retomada gradual das atividades, a recomendação dos especialistas é que as pessoas sigam mantendo o isolamento físico. A orientação é que, quem pode, siga em home office e saia apenas em caso de necessidade.

Munir Ayub, consultor da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), lembra que mesmo as pessoas que não integram o grupo de risco da Covid-19 (idosos e indivíduos com doenças preexistentes) devem ficar em casa. “Às vezes, a família toda adoece, um acaba evoluindo mal e morrendo. Para preservar a vida de todos, o melhor é que todos mantenham o isolamento.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;