Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Doria autoriza aula prática na faculdade e curso livre presencial

Celso Luiz/Aulas práticas e laboratoriais estão permitidas nas universidades Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Instituições podem receber até 35% dos alunos matriculados; região deve aderir semana que vem


Flavia Kurotori
Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

14/07/2020 | 00:01


Instituições de ensino superior, cursos profissionalizantes e de educação complementar (idiomas, artes, música, dança, por exemplo) do Estado de São Paulo podem voltar a funcionar com capacidade reduzida. O anúncio foi feito ontem pelo governador João Doria (PSDB). “Para isso, essas instituições devem estar localizadas em cidade que esteja na Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo de reabertura econômica há pelo menos 14 dias”, explicou. O Grande ABC completou a primeira semana na terceira etapa da flexibilização ontem, ou seja, na prática, as cidades da região podem reabrir os locais a partir da próxima semana.

O secretário de Educação Rossieli Soares detalhou as regras do novo protocolo. “As disciplinas mais teóricas você consegue trabalhar de forma remota, mas em curso técnico, as aulas laboratoriais, como dos profissionais de saúde, por exemplo, isso não é possível. Por isso está autorizada toda a parte prática dos cursos, o que não é possível fazer a distância, mas com capacidade reduzida de 35%”, detalhou.

Já os cursos livres e profissionalizantes devem voltar com 40% da capacidade de alunos e horários previstos – por exemplo, se uma determinada turma tem 20 estudantes e carga horária de uma hora e 40, o limite de pessoas na sala de aula será de oito e a aula deverá ser de 40 minutos. Quando a região entrar na Fase 4 (verde) e na Fase 5 (azul), os percentuais mudam para 60% e 100%, respectivamente. Vale lembrar que as aulas teóricas presenciais devem retornar dia 8 de setembro.

Estágio curricular obrigatório e internato dos cursos de medicina, enfermagem, farmácia, fisioterapia e odontologia também foram liberados. Isso porque, na avaliação do governo, os cursos da área da saúde são essenciais para o enfrentamento da pandemia.

Na Fundação Santo André, na cidade de mesmo nome, o reitor Rodrigo Cutri informou que a criação de comissão para tratar do plano de retorno e medidas de higiene estão sendo estudadas. Na mesma cidade, a FMABC (Faculdade de Medicina do ABC) disse que não definiu datas para o retorno. Em São Bernardo, a Universidade Metodista de São Paulo afirmou que está finalizando documento com orientações sobre retorno das aulas presenciais.

Já a USCS (Universidade Municipal de São Caetano) garantiu que aulas práticas serão retomadas junto com o início do segundo semestre letivo do ano, em agosto. “A decisão do Estado foi positiva porque os alunos tiveram um primeiro semestre complicado e, com a possibilidade da parte prática voltar neste contexto, principalmente para aqueles que irão se formar, é importante para encerrar o curso como deveria ser”, assinalou o reitor Leandro Prearo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;