Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA/Tesouro: gastos com coronavírus levam déficit de junho a US$ 684 bilhões

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


13/07/2020 | 17:12


O déficit orçamentário dos Estados Unidos ficou em US$ 684 bilhões em junho, quase o mesmo montante de todo o ano fiscal de 2019, com o gasto federal triplicando para combater a pandemia da covid-19 e diante da forte queda nas receitas tributárias. A saída de dinheiro disparou para US$ 1,1 trilhão no mês passado, sendo que quase a metade do montante foi para empréstimos a pequenas empresas no Programa de Proteção ao Salário, informou nesta segunda-feira, 13, o Departamento do Tesouro.

As receitas federais recuaram 28% na comparação anual, a US$ 241 bilhões. Em parte isso ocorre pela decisão do governo de adiar prazos para a entrega de pagamentos de impostos até 15 de julho. A menor atividade econômica e a queda nos salários, porém, também influenciaram, segundo graduadas fontes do Tesouro.

Os números divulgados hoje estão em linha com as estimativas do Escritório Orçamentário do Congresso (CBO, na sigla em inglês), publicadas na semana passada. O CBO espera agora que o déficit orçamentário anual atinja US$ 3,7 trilhões no ano fiscal que termina em setembro. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA/Tesouro: gastos com coronavírus levam déficit de junho a US$ 684 bilhões


13/07/2020 | 17:12


O déficit orçamentário dos Estados Unidos ficou em US$ 684 bilhões em junho, quase o mesmo montante de todo o ano fiscal de 2019, com o gasto federal triplicando para combater a pandemia da covid-19 e diante da forte queda nas receitas tributárias. A saída de dinheiro disparou para US$ 1,1 trilhão no mês passado, sendo que quase a metade do montante foi para empréstimos a pequenas empresas no Programa de Proteção ao Salário, informou nesta segunda-feira, 13, o Departamento do Tesouro.

As receitas federais recuaram 28% na comparação anual, a US$ 241 bilhões. Em parte isso ocorre pela decisão do governo de adiar prazos para a entrega de pagamentos de impostos até 15 de julho. A menor atividade econômica e a queda nos salários, porém, também influenciaram, segundo graduadas fontes do Tesouro.

Os números divulgados hoje estão em linha com as estimativas do Escritório Orçamentário do Congresso (CBO, na sigla em inglês), publicadas na semana passada. O CBO espera agora que o déficit orçamentário anual atinja US$ 3,7 trilhões no ano fiscal que termina em setembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;