Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas da Europa fecham em alta, apoiadas por avanços na busca por vacina

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


13/07/2020 | 14:16


As bolsas europeias fecharam com ganhos, nesta segunda-feira, impulsionadas por relatos de avanços na busca por uma vacina para a covid-19. Em semana marcada pela expectativa com balanços importantes nos Estados Unidos, investidores do continente também monitoraram as tensões entre americanos e chineses, por seus possíveis impactos para o comércio global.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 1,00%, em 370,50 pontos.

Mesmo diante da continuidade do avanço do novo coronavírus pelo mundo, as bolsas europeias tiveram abertura positiva, à espera de resultados corporativos nos EUA, inclusive de grandes bancos, e por suas sinalizações para o quadro econômico.

O Commerzbank comenta em relatório que pode haver "surpresas positivas" nos números, citando que, para o banco alemão, o nível para que algumas companhias superassem as projeções do mercado em seus balanços estaria baixo.

Nas bolsas europeias, os índices chegaram a perder força após a notícia de que a China imporá sanções contra quatro autoridades dos EUA, entre elas os senadores republicanos Marco Rubio e Ted Cruz, em retaliação. Hoje, o diretor do Conselho Econômico da Casa Branca admitiu que a relação bilateral é "complexa e difícil", mas insistiu que a fase 1 do acordo comercial bilateral continua a vigorar.

As bolsas europeias voltaram a ganhar força após notícias sobre possíveis avanços na luta por uma vacina para covid-19. A Pfizer e a BioNTech anunciaram que duas de quatro possíveis vacinas em desenvolvimento receberam status de "fast track" nos EUA, o que significa que poderão acelerar o processo de revisão nos órgãos regulatórios nessa busca.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 1,33%, a 6.176,19 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 1,32%, a 12.799,97 pontos.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 avançou 1,73%, a 5.056,23 pontos.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, subiu 1,19%, a 20.003,25 pontos.

Em Madri, o índice IBEX-35 fechou com ganho de 1,45%, a 7.426,90 pontos.

Já em Lisboa, o índice PSI 20 avançou 0,18%, a 4.472,83 pontos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsas da Europa fecham em alta, apoiadas por avanços na busca por vacina


13/07/2020 | 14:16


As bolsas europeias fecharam com ganhos, nesta segunda-feira, impulsionadas por relatos de avanços na busca por uma vacina para a covid-19. Em semana marcada pela expectativa com balanços importantes nos Estados Unidos, investidores do continente também monitoraram as tensões entre americanos e chineses, por seus possíveis impactos para o comércio global.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 1,00%, em 370,50 pontos.

Mesmo diante da continuidade do avanço do novo coronavírus pelo mundo, as bolsas europeias tiveram abertura positiva, à espera de resultados corporativos nos EUA, inclusive de grandes bancos, e por suas sinalizações para o quadro econômico.

O Commerzbank comenta em relatório que pode haver "surpresas positivas" nos números, citando que, para o banco alemão, o nível para que algumas companhias superassem as projeções do mercado em seus balanços estaria baixo.

Nas bolsas europeias, os índices chegaram a perder força após a notícia de que a China imporá sanções contra quatro autoridades dos EUA, entre elas os senadores republicanos Marco Rubio e Ted Cruz, em retaliação. Hoje, o diretor do Conselho Econômico da Casa Branca admitiu que a relação bilateral é "complexa e difícil", mas insistiu que a fase 1 do acordo comercial bilateral continua a vigorar.

As bolsas europeias voltaram a ganhar força após notícias sobre possíveis avanços na luta por uma vacina para covid-19. A Pfizer e a BioNTech anunciaram que duas de quatro possíveis vacinas em desenvolvimento receberam status de "fast track" nos EUA, o que significa que poderão acelerar o processo de revisão nos órgãos regulatórios nessa busca.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 1,33%, a 6.176,19 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 1,32%, a 12.799,97 pontos.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 avançou 1,73%, a 5.056,23 pontos.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, subiu 1,19%, a 20.003,25 pontos.

Em Madri, o índice IBEX-35 fechou com ganho de 1,45%, a 7.426,90 pontos.

Já em Lisboa, o índice PSI 20 avançou 0,18%, a 4.472,83 pontos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;