Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Incêndio em prédio da saúde destrói 2.000 testes de coronavírus em Botucatu



11/07/2020 | 12:38


Um incêndio destruiu 2 mil testes rápidos para detecção do coronavírus, na madrugada deste sábado, 11, em Botucatu, interior de São Paulo. O material, que seria utilizado em programas de testagem da população, estava armazenado no almoxarifado da secretaria municipal de saúde, que pegou fogo. As chamas destruíram também insumos e equipamentos. Conforme o Corpo de Bombeiros, as chamas irromperam em um vagão de madeira abandonado na linha férrea que passa nos fundos do prédio. O fogo consumiu o vagão e se propagou para o prédio da saúde.

Incêndio destruiu dois mil testes rápidos para coronavírus em Botucatu, no interior de São Paulo. Foto: Foto: Divulgação/Prefeitura de Botucatu

Equipes dos bombeiros e da defesa civil deram combate ao incêndio, mas o prédio foi praticamente destruído pelas chamas. Não houve feridos. A Polícia Civil fez perícia nas instalações. Um inquérito vai apurar as causas do incêndio. A suspeita é de que vândalos tenham ateado fogo ao vagão.

Segundo o prefeito Mário Pardini (PSDB), que acompanhou o combate às chamas, o prejuízo só não foi maior porque parte dos testes disponíveis para controle da covid-19 estava em outro prédio. Segundo ele, o trabalho de testagem não será interrompido porque a cidade deve receber 14 mil testes nos próximos dias. Com 145 mil habitantes, Botucatu tem 823 casos confirmados e 18 óbitos pelo coronavírus.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Incêndio em prédio da saúde destrói 2.000 testes de coronavírus em Botucatu


11/07/2020 | 12:38


Um incêndio destruiu 2 mil testes rápidos para detecção do coronavírus, na madrugada deste sábado, 11, em Botucatu, interior de São Paulo. O material, que seria utilizado em programas de testagem da população, estava armazenado no almoxarifado da secretaria municipal de saúde, que pegou fogo. As chamas destruíram também insumos e equipamentos. Conforme o Corpo de Bombeiros, as chamas irromperam em um vagão de madeira abandonado na linha férrea que passa nos fundos do prédio. O fogo consumiu o vagão e se propagou para o prédio da saúde.

Incêndio destruiu dois mil testes rápidos para coronavírus em Botucatu, no interior de São Paulo. Foto: Foto: Divulgação/Prefeitura de Botucatu

Equipes dos bombeiros e da defesa civil deram combate ao incêndio, mas o prédio foi praticamente destruído pelas chamas. Não houve feridos. A Polícia Civil fez perícia nas instalações. Um inquérito vai apurar as causas do incêndio. A suspeita é de que vândalos tenham ateado fogo ao vagão.

Segundo o prefeito Mário Pardini (PSDB), que acompanhou o combate às chamas, o prejuízo só não foi maior porque parte dos testes disponíveis para controle da covid-19 estava em outro prédio. Segundo ele, o trabalho de testagem não será interrompido porque a cidade deve receber 14 mil testes nos próximos dias. Com 145 mil habitantes, Botucatu tem 823 casos confirmados e 18 óbitos pelo coronavírus.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;