Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Por que é preciso usar máscara em tempos de Covid-19?

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Item se tornou essencial no convívio com outras pessoas em meio à pandemia do novo coronavírus


Luís Felipe Soares

11/07/2020 | 23:59


O uso da máscara em meio à pandemia da Covid-19 é essencial como proteção para você e para as pessoas com quem tem contato quando está fora de casa ou cruzam seu caminho nas trajetórias pelas ruas. Ela ajuda a evitar que alguém contamine outros indivíduos caso esteja infectado com o novo coronavírus, além de diminuir a possibilidade de o ‘mascarado’ ser contaminado por agentes externos, principalmente por meio das gotinhas contaminadas que saem pela boca e pelo nariz de quem está doente quando fala, espirra ou tosse.

A utilização deve ocorrer em período de atividades pela rua, incluindo visitas a ambientes fechados que tenham a presença de uma pessoa ou mais, casos de mercados, padarias e farmácias. Não é necessário estar com esse tipo de proteção quando estiver em casa caso ninguém que more ali esteja infectado ou com sintomas da Covid-19. Quanto mais tempo em casa e seguro, menor é a possibilidade de proliferação da complicação.

Existem dois tipos mais comuns de máscaras. As chamadas descartáveis (compradas em farmácias e que devem ser jogadas fora após o uso) e as feitas com tecidos, como algodão, tricoline ou TNT, estas podendo ser reutilizadas depois de curto período, a cada duas horas ou se ela ficar úmida, e higienização adequada, com banho em sabão e água sanitária. Cada pessoa deve ter seus próprios itens de proteção, não dividindo a vestimenta com ninguém, mesmo familiares que vivem juntos.

Os olhos não são cobertos por esse tipo de equipamento de segurança, mas também necessitam de atenção. Máscaras de plástico acrílico estão disponíveis no mercado e são capazes de criar barreira entre os olhos e o mundo externo. As diferentes versões podem ser utilizadas ao mesmo tempo, com uma complementando a outra para evitar a contaminação ao novo coronavírus.

O Estado de São Paulo, incluindo as sete cidades do Grande ABC, atualmente tem ação punitiva para quem não usar máscara quando estiver na rua. A vigilância sanitária local realiza a fiscalização pelos municípios desde o início de julho e a multa para quem for flagrado sem a proteção em locais públicos é de R$ 500 para a pessoa.

Consultoria de Fabiano Brandão, médico otorrinolaringologista do Hospital Paulista, de São Paulo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por que é preciso usar máscara em tempos de Covid-19?

Item se tornou essencial no convívio com outras pessoas em meio à pandemia do novo coronavírus

Luís Felipe Soares

11/07/2020 | 23:59


O uso da máscara em meio à pandemia da Covid-19 é essencial como proteção para você e para as pessoas com quem tem contato quando está fora de casa ou cruzam seu caminho nas trajetórias pelas ruas. Ela ajuda a evitar que alguém contamine outros indivíduos caso esteja infectado com o novo coronavírus, além de diminuir a possibilidade de o ‘mascarado’ ser contaminado por agentes externos, principalmente por meio das gotinhas contaminadas que saem pela boca e pelo nariz de quem está doente quando fala, espirra ou tosse.

A utilização deve ocorrer em período de atividades pela rua, incluindo visitas a ambientes fechados que tenham a presença de uma pessoa ou mais, casos de mercados, padarias e farmácias. Não é necessário estar com esse tipo de proteção quando estiver em casa caso ninguém que more ali esteja infectado ou com sintomas da Covid-19. Quanto mais tempo em casa e seguro, menor é a possibilidade de proliferação da complicação.

Existem dois tipos mais comuns de máscaras. As chamadas descartáveis (compradas em farmácias e que devem ser jogadas fora após o uso) e as feitas com tecidos, como algodão, tricoline ou TNT, estas podendo ser reutilizadas depois de curto período, a cada duas horas ou se ela ficar úmida, e higienização adequada, com banho em sabão e água sanitária. Cada pessoa deve ter seus próprios itens de proteção, não dividindo a vestimenta com ninguém, mesmo familiares que vivem juntos.

Os olhos não são cobertos por esse tipo de equipamento de segurança, mas também necessitam de atenção. Máscaras de plástico acrílico estão disponíveis no mercado e são capazes de criar barreira entre os olhos e o mundo externo. As diferentes versões podem ser utilizadas ao mesmo tempo, com uma complementando a outra para evitar a contaminação ao novo coronavírus.

O Estado de São Paulo, incluindo as sete cidades do Grande ABC, atualmente tem ação punitiva para quem não usar máscara quando estiver na rua. A vigilância sanitária local realiza a fiscalização pelos municípios desde o início de julho e a multa para quem for flagrado sem a proteção em locais públicos é de R$ 500 para a pessoa.

Consultoria de Fabiano Brandão, médico otorrinolaringologista do Hospital Paulista, de São Paulo. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;