Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas da Europa fecham em alta, com foco em orçamento da UE e remdesivir



10/07/2020 | 15:53


As bolsas da Europa fecharam o pregão desta sexta-feira, 10, em alta, depois de uma abertura perto da estabilidade, após a divulgação da proposta de orçamento plurianual da União Europeia. Além disso, avanços no tratamento de infectados por covid-19 com remdesivir e dados positivos de atividade no bloco impulsionaram o otimismo.

Com isso, o índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,88% a 366,83 pontos, com alta semanal de 0,38% na semana. "Os mercados continuam parecendo um pouco presos entre a recente flexibilização da política monetária e fiscal global que gera otimismo e a incerteza renovada sobre as perspectivas devido aos números de coronavírus nos EUA que gera cautela", avaliam analistas do Danske Bank.

Depois de começar o pregão perto da estabilidade, o mercado acionário europeu se fortaleceu com a divulgação da proposta do Conselho Europeu para criar um fundo de US$ 5 bilhões como proteção a eventuais problemas envolvendo o Brexit, além da versão revisada para o orçamento plurianual do bloco e um plano para a recuperação da economia local.

Indicadores de atividade também geraram otimismo. A produção industrial da França aumentou 19,6% em maio ante abril, acima da estimativa de alta de 12,5%. Já a produção industrial italiana deu um salto de 42,1% em igual período, ante previsão de avanço de 18,2%.

Além disso, a farmacêutica Gilead Sciences informou hoje que o medicamento remdesivir reduziu em 62% a mortalidade em pacientes com casos graves de covid-19. Já a companhia alemã de biotecnologia BioNTech disse que espera que sua potencial vacina esteja pronta para aprovação até dezembro.

O diretor-executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, no entanto, disse hoje que é "muito improvável" que se consiga erradicar o coronavírus. "O coronavírus parece estar sob controle na UE, mas nos EUA ainda não há sinal de pico", diz o Danske Bank.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 avançou 0,76%, a 6.095,41 pontos, mas registrou perda semanal de 1,01%. Em Frankfurt, o índice DAX ganhou 1,15%, a 12.633,71 pontos, com alta de 0,84% na semana. As ações da Volkswagen subiram 3,47% e as da Continental, 2,64%.

Em Paris, o CAC 40 subiu 1,01%, a 4.970,48 pontos, mas caiu 0,73% na semana. Os papéis da Renault avançaram 3,77% e os da Airbus, 3,53%.

Nas demais praças, o FTSE MIB, de Milão, teve alta de 1,34% hoje, com avanço de 0,21% na semana. O Ibex 35, de Madri, registrou ganho de 1,16%, a 7.321,10 pontos, mas recuou 1,11% na comparação semanal. Em Lisboa, o PSI 20 ganhou 0,77%, a 4.464,64 pontos, com alta semanal de 1,35%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsas da Europa fecham em alta, com foco em orçamento da UE e remdesivir


10/07/2020 | 15:53


As bolsas da Europa fecharam o pregão desta sexta-feira, 10, em alta, depois de uma abertura perto da estabilidade, após a divulgação da proposta de orçamento plurianual da União Europeia. Além disso, avanços no tratamento de infectados por covid-19 com remdesivir e dados positivos de atividade no bloco impulsionaram o otimismo.

Com isso, o índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,88% a 366,83 pontos, com alta semanal de 0,38% na semana. "Os mercados continuam parecendo um pouco presos entre a recente flexibilização da política monetária e fiscal global que gera otimismo e a incerteza renovada sobre as perspectivas devido aos números de coronavírus nos EUA que gera cautela", avaliam analistas do Danske Bank.

Depois de começar o pregão perto da estabilidade, o mercado acionário europeu se fortaleceu com a divulgação da proposta do Conselho Europeu para criar um fundo de US$ 5 bilhões como proteção a eventuais problemas envolvendo o Brexit, além da versão revisada para o orçamento plurianual do bloco e um plano para a recuperação da economia local.

Indicadores de atividade também geraram otimismo. A produção industrial da França aumentou 19,6% em maio ante abril, acima da estimativa de alta de 12,5%. Já a produção industrial italiana deu um salto de 42,1% em igual período, ante previsão de avanço de 18,2%.

Além disso, a farmacêutica Gilead Sciences informou hoje que o medicamento remdesivir reduziu em 62% a mortalidade em pacientes com casos graves de covid-19. Já a companhia alemã de biotecnologia BioNTech disse que espera que sua potencial vacina esteja pronta para aprovação até dezembro.

O diretor-executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, no entanto, disse hoje que é "muito improvável" que se consiga erradicar o coronavírus. "O coronavírus parece estar sob controle na UE, mas nos EUA ainda não há sinal de pico", diz o Danske Bank.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 avançou 0,76%, a 6.095,41 pontos, mas registrou perda semanal de 1,01%. Em Frankfurt, o índice DAX ganhou 1,15%, a 12.633,71 pontos, com alta de 0,84% na semana. As ações da Volkswagen subiram 3,47% e as da Continental, 2,64%.

Em Paris, o CAC 40 subiu 1,01%, a 4.970,48 pontos, mas caiu 0,73% na semana. Os papéis da Renault avançaram 3,77% e os da Airbus, 3,53%.

Nas demais praças, o FTSE MIB, de Milão, teve alta de 1,34% hoje, com avanço de 0,21% na semana. O Ibex 35, de Madri, registrou ganho de 1,16%, a 7.321,10 pontos, mas recuou 1,11% na comparação semanal. Em Lisboa, o PSI 20 ganhou 0,77%, a 4.464,64 pontos, com alta semanal de 1,35%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;