Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Casaquistão desmente afirmações chinesas sobre novo vírus mortal

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


10/07/2020 | 15:50


O Casaquistão negou nesta sexta-feira, 10, as afirmações da embaixada chinesa de que um novo vírus mais letal que o que provoca a covid-19 está em propagação em várias regiões do país de Asia central.

Em uma mensagem enviada a seus cidadãos, a embaixada chinesa em Nur-Sultan, capital do país, advertiu contra uma nova doença com "índice de mortalidade de longe superior à covid-19", que teria provocado, segundo o texto, 1.772 mortes nos seis primeiros meses de 2020 e "628 apenas em junho".

O comunicado citava inicialmente uma "pneumonia casaque", mas depois o termo foi substituído por "pneumonia não covid". De acordo com a embaixada, três regiões do Casaquistão estão afetadas e entre as vítimas estariam cidadãos chineses.

As afirmações "da mídia chinesa não correspondem à realidade", afirmou nesta sexta-feira o ministério casaque da Saúde, sem uma referência ao comunicado da embaixada chinesa. O ministério mencionou pacientes registrados como afetados por pneumonia e não pelo novo coronavírus, apesar dos sintomas, pois os testes de covid-19 foram negativos. Disse ainda que o problema se deve a uma falha de tradução. No total, o país registra oficialmente até esta sexta-feira 57.747 casos e 264 mortes, mas como seus vizinhos da Ásia central é acusado por observadores e ONGs de minimizar a dimensão da pandemia. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casaquistão desmente afirmações chinesas sobre novo vírus mortal


10/07/2020 | 15:50


O Casaquistão negou nesta sexta-feira, 10, as afirmações da embaixada chinesa de que um novo vírus mais letal que o que provoca a covid-19 está em propagação em várias regiões do país de Asia central.

Em uma mensagem enviada a seus cidadãos, a embaixada chinesa em Nur-Sultan, capital do país, advertiu contra uma nova doença com "índice de mortalidade de longe superior à covid-19", que teria provocado, segundo o texto, 1.772 mortes nos seis primeiros meses de 2020 e "628 apenas em junho".

O comunicado citava inicialmente uma "pneumonia casaque", mas depois o termo foi substituído por "pneumonia não covid". De acordo com a embaixada, três regiões do Casaquistão estão afetadas e entre as vítimas estariam cidadãos chineses.

As afirmações "da mídia chinesa não correspondem à realidade", afirmou nesta sexta-feira o ministério casaque da Saúde, sem uma referência ao comunicado da embaixada chinesa. O ministério mencionou pacientes registrados como afetados por pneumonia e não pelo novo coronavírus, apesar dos sintomas, pois os testes de covid-19 foram negativos. Disse ainda que o problema se deve a uma falha de tradução. No total, o país registra oficialmente até esta sexta-feira 57.747 casos e 264 mortes, mas como seus vizinhos da Ásia central é acusado por observadores e ONGs de minimizar a dimensão da pandemia. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;