Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Surto dispara em cidade que recebeu comício



10/07/2020 | 07:20


O número de casos de covid-19 em Tulsa, no Estado de Oklahoma, aumentou nas duas semanas depois que Donald Trump realizou um comício na cidade. Autoridades sanitárias disseram que os diagnósticos positivos, que tinham uma média diária de 90 casos, quase triplicou desde o evento, chegando a 266 casos na quarta-feira.

Bruce Dart, diretor do Departamento de Saúde de Tulsa, disse que era possível vincular o aumento ao comício. "Nos últimos dois dias, tivemos quase 500 casos", disse. "Então, estamos apenas conectando os pontos."

O empresário Herman Cain, que foi pré-candidato republicano à presidência em 2012, foi diagnosticado com covid-19 após ter participado do comício em Tulsa. Pelo menos oito assessores e funcionários da campanha contraíram o vírus em Oklahoma. Kimberly Guilfoyle, namorada de Donald Trump Jr., filho do presidente, também testou positivo após o comício.

O comício de Tulsa acabou sendo um desastre para a campanha de Trump. A organização esperava a presença de 60 mil pessoas, mas apenas 6,2 mil compareceram. O fracasso não impediu o presidente de repetir a dose. Neste sábado, 11, ele discursará em New Hampshire, tentando reverter a má impressão deixada em Oklahoma. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS) As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Surto dispara em cidade que recebeu comício


10/07/2020 | 07:20


O número de casos de covid-19 em Tulsa, no Estado de Oklahoma, aumentou nas duas semanas depois que Donald Trump realizou um comício na cidade. Autoridades sanitárias disseram que os diagnósticos positivos, que tinham uma média diária de 90 casos, quase triplicou desde o evento, chegando a 266 casos na quarta-feira.

Bruce Dart, diretor do Departamento de Saúde de Tulsa, disse que era possível vincular o aumento ao comício. "Nos últimos dois dias, tivemos quase 500 casos", disse. "Então, estamos apenas conectando os pontos."

O empresário Herman Cain, que foi pré-candidato republicano à presidência em 2012, foi diagnosticado com covid-19 após ter participado do comício em Tulsa. Pelo menos oito assessores e funcionários da campanha contraíram o vírus em Oklahoma. Kimberly Guilfoyle, namorada de Donald Trump Jr., filho do presidente, também testou positivo após o comício.

O comício de Tulsa acabou sendo um desastre para a campanha de Trump. A organização esperava a presença de 60 mil pessoas, mas apenas 6,2 mil compareceram. O fracasso não impediu o presidente de repetir a dose. Neste sábado, 11, ele discursará em New Hampshire, tentando reverter a má impressão deixada em Oklahoma. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS) As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;