Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Conselho técnico define reta final do Campeonato Paulista

Reunião, que teve Botafogo como divergente, determina inscrição de jogadores até dia 30, ajuda de custo da FPF e outras definições


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

09/07/2020 | 23:55


A FPF (Federação Paulista de Futebol) promoveu ontem o conselho técnico para reinício do Paulistão e determinou que as duas rodadas faltantes da primeira fase do Estadual serão realizadas dias 22 e 26 de julho. Além disso, o mata-mata e o Troféu do Interior começam logo na sequência, devendo decidir os campeões até o dia 8 de agosto. Com essas e outras determinações, a reunião transcorreu tranquilamente durante quase todo o tempo, exceção feita ao momento em que o Botafogo de Ribeirão Preto se posicionou contrário às decisões, não concordou com as datas e demais determinações, mas acabou sendo voto vencido.

Mais tarde, nas redes sociais e canais oficiais, o Pantera divulgou nota de repúdio à continuidade da competição, alegando estar sendo prejudicado, sobretudo pelo fato de Ribeirão Preto estar na faixa vermelha do Plano São Paulo de retomada da economia, o que mantém a cidade nas mais exigentes restrições da quarentena. Porém, os demais dirigentes se manifestaram sugerindo que o time deixasse sua sede, assim como o Santo André (que, apesar de ter a cidade na fase amarela, a mínima permitida para receber jogos, tem o Estádio Bruno Daniel servindo para o hospital de campanha), que seguiu viagem a Vargem.

“Só o Botafogo criou objeção. Se sente prejudicado pela situação que Ribeirão Preto vive. Mas todos nós sabíamos que o campeonato voltaria, então acho que faltou melhor avaliação deles para que viessem se preparando e tivessem buscado sair de Ribeirão Preto para treinar em outro lugar. É o que deviam ter feito. Não fizeram. Então foram voto vencido e vamos tocar a vida, vamos para cima”, afirmou o presidente do Água Santa, Paulo Korek. “Eu disse que pegamos 38 pessoas, testamos, colocamos num ônibus e viajamos 100 quilômetros para recomeçar os trabalhos. Nos viramos. (Representante do Botafogo) Disse que isso vai trazer diferença técnica, provocar desigualdade, mas foi vencido, ninguém comprou a ideia”, emendou Sidney Riquetto, mandatário do líder Ramalhão.

Entre outras definições, ficou decidido que a Federação vai custear viagem e hospedagem dos times que não puderem usar seus estádios, como é o caso do Santo André, que deverá mandar o jogo contra o Ituano, às 16h do dia 26, no Canindé (Capital). Aliás, pelo fato de o Grande ABC integrar a Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo, os Estádios 1º de Maio (São Bernardo) e Anacleto Campanella (São Caetano), que têm times nas Séries A-2 e A-3, poderão receber confrontos da elite. De acordo com nota da Federação, as divulgações de novas atualizações referentes às regiões de saúde por parte do governo do Estado – hoje, inclusive, deverá acontecer uma – poderão promover alterações de locais e horários dos jogos, que deverão ser comunicados nos próximos dias.

Com relação às inscrições, a FPF autorizou que os clubes façam até o dia 21 de julho. Além disso, posteriormente, para as quartas de final, as equipes poderão trocar quatro atletas das listas de inscrição.

PEDIDO
O presidente Sidney Riquetto fez um apelo em cima de uma solicitação da FPF: para as torcidas não irem às portas dos estádios nos dias de jogos. “Vai ser feito trabalho preventivo pela PM (Polícia Militar) para evitar aglomerações. Se houver pessoa não autorizada nas três zonas permitidas, corre risco de o árbitro não realizar a partida. Que não faça, só vai atrapalhar”, salientou.

Edição 2021 somente em fevereiro

O Campeonato Paulista de 2021 sofrerá alteração no período de realização. Se nos últimos anos a competição começou entre o fim de janeiro e o início de fevereiro, na próxima temporada o Estadual iniciará somente no fim do segundo mês do ano. Isso para evitar conflito de datas com as retas finais de Copa do Brasil e Brasileirão, que terão as edições 2020 encerradas de maneira tardia em razão da pandemia do novo coronavírus (leia mais abaixo). De acordo com o presidente do Santo André, Sidney Riquetto, o assunto foi rapidamente falado pela FPF (Federação Paulista de Futebol) na reunião de ontem. “O Paulistão de 2021 começa no fim de fevereiro, tão logo termine o Brasileiro (previsto para se encerrar no dia 24 daquele mês)”, explicou o mandatário andreense.

Outra situação que causa conflito de datas é o início justamente do Brasileirão e a final do Paulistão, ambos marcados para 9 de agosto. “Eventualmente os clubes das Séries A e B do Brasileiro que estiverem envolvidos com as finais do Paulistão terão as estreias do Nacional adiadas e a tabela, remanejada com este jogo no meio do campeonato”, declarou Riquetto.

Por outro lado, não se foi falado em Copa Paulista, competição estadual que contempla clubes que não têm calendário anual.<TL>DB 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Conselho técnico define reta final do Campeonato Paulista

Reunião, que teve Botafogo como divergente, determina inscrição de jogadores até dia 30, ajuda de custo da FPF e outras definições

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

09/07/2020 | 23:55


A FPF (Federação Paulista de Futebol) promoveu ontem o conselho técnico para reinício do Paulistão e determinou que as duas rodadas faltantes da primeira fase do Estadual serão realizadas dias 22 e 26 de julho. Além disso, o mata-mata e o Troféu do Interior começam logo na sequência, devendo decidir os campeões até o dia 8 de agosto. Com essas e outras determinações, a reunião transcorreu tranquilamente durante quase todo o tempo, exceção feita ao momento em que o Botafogo de Ribeirão Preto se posicionou contrário às decisões, não concordou com as datas e demais determinações, mas acabou sendo voto vencido.

Mais tarde, nas redes sociais e canais oficiais, o Pantera divulgou nota de repúdio à continuidade da competição, alegando estar sendo prejudicado, sobretudo pelo fato de Ribeirão Preto estar na faixa vermelha do Plano São Paulo de retomada da economia, o que mantém a cidade nas mais exigentes restrições da quarentena. Porém, os demais dirigentes se manifestaram sugerindo que o time deixasse sua sede, assim como o Santo André (que, apesar de ter a cidade na fase amarela, a mínima permitida para receber jogos, tem o Estádio Bruno Daniel servindo para o hospital de campanha), que seguiu viagem a Vargem.

“Só o Botafogo criou objeção. Se sente prejudicado pela situação que Ribeirão Preto vive. Mas todos nós sabíamos que o campeonato voltaria, então acho que faltou melhor avaliação deles para que viessem se preparando e tivessem buscado sair de Ribeirão Preto para treinar em outro lugar. É o que deviam ter feito. Não fizeram. Então foram voto vencido e vamos tocar a vida, vamos para cima”, afirmou o presidente do Água Santa, Paulo Korek. “Eu disse que pegamos 38 pessoas, testamos, colocamos num ônibus e viajamos 100 quilômetros para recomeçar os trabalhos. Nos viramos. (Representante do Botafogo) Disse que isso vai trazer diferença técnica, provocar desigualdade, mas foi vencido, ninguém comprou a ideia”, emendou Sidney Riquetto, mandatário do líder Ramalhão.

Entre outras definições, ficou decidido que a Federação vai custear viagem e hospedagem dos times que não puderem usar seus estádios, como é o caso do Santo André, que deverá mandar o jogo contra o Ituano, às 16h do dia 26, no Canindé (Capital). Aliás, pelo fato de o Grande ABC integrar a Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo, os Estádios 1º de Maio (São Bernardo) e Anacleto Campanella (São Caetano), que têm times nas Séries A-2 e A-3, poderão receber confrontos da elite. De acordo com nota da Federação, as divulgações de novas atualizações referentes às regiões de saúde por parte do governo do Estado – hoje, inclusive, deverá acontecer uma – poderão promover alterações de locais e horários dos jogos, que deverão ser comunicados nos próximos dias.

Com relação às inscrições, a FPF autorizou que os clubes façam até o dia 21 de julho. Além disso, posteriormente, para as quartas de final, as equipes poderão trocar quatro atletas das listas de inscrição.

PEDIDO
O presidente Sidney Riquetto fez um apelo em cima de uma solicitação da FPF: para as torcidas não irem às portas dos estádios nos dias de jogos. “Vai ser feito trabalho preventivo pela PM (Polícia Militar) para evitar aglomerações. Se houver pessoa não autorizada nas três zonas permitidas, corre risco de o árbitro não realizar a partida. Que não faça, só vai atrapalhar”, salientou.

Edição 2021 somente em fevereiro

O Campeonato Paulista de 2021 sofrerá alteração no período de realização. Se nos últimos anos a competição começou entre o fim de janeiro e o início de fevereiro, na próxima temporada o Estadual iniciará somente no fim do segundo mês do ano. Isso para evitar conflito de datas com as retas finais de Copa do Brasil e Brasileirão, que terão as edições 2020 encerradas de maneira tardia em razão da pandemia do novo coronavírus (leia mais abaixo). De acordo com o presidente do Santo André, Sidney Riquetto, o assunto foi rapidamente falado pela FPF (Federação Paulista de Futebol) na reunião de ontem. “O Paulistão de 2021 começa no fim de fevereiro, tão logo termine o Brasileiro (previsto para se encerrar no dia 24 daquele mês)”, explicou o mandatário andreense.

Outra situação que causa conflito de datas é o início justamente do Brasileirão e a final do Paulistão, ambos marcados para 9 de agosto. “Eventualmente os clubes das Séries A e B do Brasileiro que estiverem envolvidos com as finais do Paulistão terão as estreias do Nacional adiadas e a tabela, remanejada com este jogo no meio do campeonato”, declarou Riquetto.

Por outro lado, não se foi falado em Copa Paulista, competição estadual que contempla clubes que não têm calendário anual.<TL>DB 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;