Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado inicia projeto para frear transmissão do coronavírus

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

São Bernardo, Bauru e Araraquara são primeiras a testar; objetivo é traçar ações de enfrentamento


Do Diário do Grande ABC

10/07/2020 | 00:01


O governo do Estado anunciou, ontem, que está realizando, desde segunda-feira, projeto piloto de monitoramento do avanço da Covid-19. Com apoio de plataforma tecnológica unificada, três municípios selecionados – São Bernardo, Bauru e Araraquara, todos na Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo, totalizando 1,4 milhão de habitantes – adotaram novos protocolos visando acompanhar e isolar todas as pessoas que tiveram contato com pacientes infectados pelo novo coronavírus. A iniciativa está sendo conduzida por 7.500 profissionais da vigilância epidemiológica e atenção básica de saúde, em parceria com as secretarias municipais de Saúde.

“Medida bastante importante, o rastreamento une o trabalho de agentes comunitários e epidemiológicos nos municípios. As pessoas que tiveram, nos últimos 14 dias, contato com um indivíduo infectado serão rastreadas e acompanhadas por intermédio do novo protocolo elaborado pelo governo do Estado. Assim, poderemos avançar com a busca ativa que será feita nos municípios”, explicou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

A nova modalidade de acompanhamento é considerada essencial para frear a curva de contaminação do coronavírus. Além disso, as administrações terão mecanismo para aperfeiçoar e traçar perfil epidemiológico da doença, com o objetivo de avançar na política de isolamento físico. Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen, a ferramenta foi adaptada e cada cidade segue um padrão. “Em São Bernardo já existe uma equipe bastante profissionalizada e nós vamos apoiá-los com modelo de controle e integração de plataforma”, afirmou.

A partir de agosto, a iniciativa será expandida para 100 municípios e, posteriormente, para todas as cidades que aderirem ao protocolo estabelecido pelo governo do Estado. A expectativa é que os municípios que poderão integrar a nova política sejam divulgados nos próximos dias.

Orlando Morando (PSDB), prefeito de São Bernardo, celebrou a escolha da cidade para integrar o projeto piloto. “Ao rastrear e identificar esses possíveis casos suspeitos estaremos atuando diretamente no combate à disseminação da Covid-19, evitando a exposição dessas pessoas. Trata-se de uma iniciativa adotada por países da Europa e que foi fundamental para diminuir a curvas de casos”, assinalou.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado inicia projeto para frear transmissão do coronavírus

São Bernardo, Bauru e Araraquara são primeiras a testar; objetivo é traçar ações de enfrentamento

Do Diário do Grande ABC

10/07/2020 | 00:01


O governo do Estado anunciou, ontem, que está realizando, desde segunda-feira, projeto piloto de monitoramento do avanço da Covid-19. Com apoio de plataforma tecnológica unificada, três municípios selecionados – São Bernardo, Bauru e Araraquara, todos na Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo, totalizando 1,4 milhão de habitantes – adotaram novos protocolos visando acompanhar e isolar todas as pessoas que tiveram contato com pacientes infectados pelo novo coronavírus. A iniciativa está sendo conduzida por 7.500 profissionais da vigilância epidemiológica e atenção básica de saúde, em parceria com as secretarias municipais de Saúde.

“Medida bastante importante, o rastreamento une o trabalho de agentes comunitários e epidemiológicos nos municípios. As pessoas que tiveram, nos últimos 14 dias, contato com um indivíduo infectado serão rastreadas e acompanhadas por intermédio do novo protocolo elaborado pelo governo do Estado. Assim, poderemos avançar com a busca ativa que será feita nos municípios”, explicou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

A nova modalidade de acompanhamento é considerada essencial para frear a curva de contaminação do coronavírus. Além disso, as administrações terão mecanismo para aperfeiçoar e traçar perfil epidemiológico da doença, com o objetivo de avançar na política de isolamento físico. Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen, a ferramenta foi adaptada e cada cidade segue um padrão. “Em São Bernardo já existe uma equipe bastante profissionalizada e nós vamos apoiá-los com modelo de controle e integração de plataforma”, afirmou.

A partir de agosto, a iniciativa será expandida para 100 municípios e, posteriormente, para todas as cidades que aderirem ao protocolo estabelecido pelo governo do Estado. A expectativa é que os municípios que poderão integrar a nova política sejam divulgados nos próximos dias.

Orlando Morando (PSDB), prefeito de São Bernardo, celebrou a escolha da cidade para integrar o projeto piloto. “Ao rastrear e identificar esses possíveis casos suspeitos estaremos atuando diretamente no combate à disseminação da Covid-19, evitando a exposição dessas pessoas. Trata-se de uma iniciativa adotada por países da Europa e que foi fundamental para diminuir a curvas de casos”, assinalou.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;