Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Dicas para melhorar a qualidade da internet


Idec

09/07/2020 | 00:00


O isolamento físico aumentou o uso de internet fixa e móvel para viabilizar o home office, o EAD (Ensino a Distância) e o consumo de entretenimento. Com isso, redes domésticas foram sobrecarregadas e muitos consumidores estão enfrentando problemas para se conectar, o que prejudica o trabalho, os estudos e o lazer de milhares de pessoas durante período tão delicado. Esses problemas de conexão podem ser devido à má qualidade do serviço, mas também podem estar relacionados ao padrão de uso na residência: se o grupo familiar aumentou muito o consumo de internet durante a quarentena, mas continuou com o mesmo plano contratado, é possível que o plano seja insuficiente para atender à demanda. Mas o que posso fazer para minimizar os impactos da sobrecarga e melhorar a qualidade da internet durante a quarentena? Além do que o governo e as próprias empresas de telecomunicações podem (e devem) fazer, podemos tomar pequenas medidas para auxiliar a estabilidade da internet.

Para começar, confira a velocidade da sua internet fixa

Comece verificando se a velocidade que você contratou está sendo efetivamente entregue: os planos de internet fixa são contratados por velocidade, ao contrário dos móveis, que são por franquia (quantidade) de dados. Não sabe qual é a sua velocidade? Confira no seu contrato e algumas empresas também disponibilizam essa informação em faturas e aplicativos. Segundo a Anatel, a operadora deve entregar em média 80% da velocidade contratada, com o mínimo de 40% em eventuais horários de pico. Você pode conferir se sua operadora está cumprindo essa obrigação em sites de medição de velocidade. Se identificar que está inferior, entre em contato com o serviço de atendimento ao consumidor da sua operadora, que não pode cobrar pela assistência técnica, já que esse caso configura ‘falha de serviço’ e por isso deve ser oferecido pela empresa sem custos ao consumidor. Caso a situação não seja resolvida, registre a reclamação no site da Anatel ou pelo telefone 1331.

Para otimizar seu uso (seja na internet fixa ou móvel) é possível adotar algumas práticas

– Não deixe o streaming ligado à toa: costuma deixar filmes ou séries passando enquanto vai tomar banho, lavar a louça, atender ligação etc? Vídeos consomem grande quantidade de dados e podem sobrecarregar sua rede.

– Evite streamings em horário de pico e faça acordos: das 9h às 12h e das 14h às 17h são os períodos de pico de uso de internet e por isso é importante evitar utilizar streamings audiovisuais, como, por exemplo, Netflix e YouTube, e outros serviços de alto consumo de dados, como jogos on-line. Outra dica é conversar com as pessoas com quem compartilha a rede e criar acordos de revezamento para consumir esses serviços, assim não tem sobrecarga simultânea e evita-se brigas na casa por causa da internet (quem nunca?).

– Baixe e assista off-line e reduza a qualidade da imagem: muitos serviços oferecem a possibilidade de fazer download de conteúdos audiovisuais para que você assista quando quiser, sem depender de internet. Se organize para fazer downloads de séries, filmes, vídeos e podcasts no horário de menor sobrecarga da internet. Também é possível reduzir a qualidade de resolução dos vídeos nas configurações do aplicativo e/ou site e diminuir o consumo de dados.

– Precisa mesmo fazer a reunião com a câmera ligada? Se não houver razão específica para que sua conversa de trabalho e até mesmo com familiares e amigos aconteça com as câmeras ligadas, evite utilizar o vídeo, principalmente em momentos de pico no uso da internet. Quando necessário, possibilidade é manter aberta apenas a câmera de quem estiver falando para reduzir o uso de dados.

– Desabilite a reprodução e o download automáticos: nas configurações de suas redes sociais é possível desabilitar a função de reprodução automática de vídeos e em aplicativos de trocas de mensagens é possível desabilitar o download automático de vídeos e fotos. Essa função consome bastante internet para carregar conteúdos que muitas vezes nem serão vistos.

– Lembra do telefone fixo? Muitos de nós já tinham se esquecido e outros nem chegaram a usar a telefonia fixa, mas ela também pode ajudar neste período de isolamento. Além das chamadas de videoconferência e por aplicativos de mensagens, como ligação por WhatsApp, que são realizadas via internet, que tal tentar utilizar os serviços tradicionais de telefonia, tanto fixa quanto móvel?

– Sempre vale tentar conversar com sua operadora: seja para seu plano de banda larga fixa ou para seu plano de internet móvel pré ou pós-paga, vale tentar negociar no SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor), pois podem existir novos e melhores planos com preço semelhante. Além disso, as empresas de telecomunicações têm assumido alguns compromissos para minimizar os impactos da pandemia, como, por exemplo, disponibilizar mais bônus para usuários de internet móvel durante o período de isolamento físico. Verifique qual é o canal oficial para atendimento da sua operadora e entre em contato. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dicas para melhorar a qualidade da internet

Idec

09/07/2020 | 00:00


O isolamento físico aumentou o uso de internet fixa e móvel para viabilizar o home office, o EAD (Ensino a Distância) e o consumo de entretenimento. Com isso, redes domésticas foram sobrecarregadas e muitos consumidores estão enfrentando problemas para se conectar, o que prejudica o trabalho, os estudos e o lazer de milhares de pessoas durante período tão delicado. Esses problemas de conexão podem ser devido à má qualidade do serviço, mas também podem estar relacionados ao padrão de uso na residência: se o grupo familiar aumentou muito o consumo de internet durante a quarentena, mas continuou com o mesmo plano contratado, é possível que o plano seja insuficiente para atender à demanda. Mas o que posso fazer para minimizar os impactos da sobrecarga e melhorar a qualidade da internet durante a quarentena? Além do que o governo e as próprias empresas de telecomunicações podem (e devem) fazer, podemos tomar pequenas medidas para auxiliar a estabilidade da internet.

Para começar, confira a velocidade da sua internet fixa

Comece verificando se a velocidade que você contratou está sendo efetivamente entregue: os planos de internet fixa são contratados por velocidade, ao contrário dos móveis, que são por franquia (quantidade) de dados. Não sabe qual é a sua velocidade? Confira no seu contrato e algumas empresas também disponibilizam essa informação em faturas e aplicativos. Segundo a Anatel, a operadora deve entregar em média 80% da velocidade contratada, com o mínimo de 40% em eventuais horários de pico. Você pode conferir se sua operadora está cumprindo essa obrigação em sites de medição de velocidade. Se identificar que está inferior, entre em contato com o serviço de atendimento ao consumidor da sua operadora, que não pode cobrar pela assistência técnica, já que esse caso configura ‘falha de serviço’ e por isso deve ser oferecido pela empresa sem custos ao consumidor. Caso a situação não seja resolvida, registre a reclamação no site da Anatel ou pelo telefone 1331.

Para otimizar seu uso (seja na internet fixa ou móvel) é possível adotar algumas práticas

– Não deixe o streaming ligado à toa: costuma deixar filmes ou séries passando enquanto vai tomar banho, lavar a louça, atender ligação etc? Vídeos consomem grande quantidade de dados e podem sobrecarregar sua rede.

– Evite streamings em horário de pico e faça acordos: das 9h às 12h e das 14h às 17h são os períodos de pico de uso de internet e por isso é importante evitar utilizar streamings audiovisuais, como, por exemplo, Netflix e YouTube, e outros serviços de alto consumo de dados, como jogos on-line. Outra dica é conversar com as pessoas com quem compartilha a rede e criar acordos de revezamento para consumir esses serviços, assim não tem sobrecarga simultânea e evita-se brigas na casa por causa da internet (quem nunca?).

– Baixe e assista off-line e reduza a qualidade da imagem: muitos serviços oferecem a possibilidade de fazer download de conteúdos audiovisuais para que você assista quando quiser, sem depender de internet. Se organize para fazer downloads de séries, filmes, vídeos e podcasts no horário de menor sobrecarga da internet. Também é possível reduzir a qualidade de resolução dos vídeos nas configurações do aplicativo e/ou site e diminuir o consumo de dados.

– Precisa mesmo fazer a reunião com a câmera ligada? Se não houver razão específica para que sua conversa de trabalho e até mesmo com familiares e amigos aconteça com as câmeras ligadas, evite utilizar o vídeo, principalmente em momentos de pico no uso da internet. Quando necessário, possibilidade é manter aberta apenas a câmera de quem estiver falando para reduzir o uso de dados.

– Desabilite a reprodução e o download automáticos: nas configurações de suas redes sociais é possível desabilitar a função de reprodução automática de vídeos e em aplicativos de trocas de mensagens é possível desabilitar o download automático de vídeos e fotos. Essa função consome bastante internet para carregar conteúdos que muitas vezes nem serão vistos.

– Lembra do telefone fixo? Muitos de nós já tinham se esquecido e outros nem chegaram a usar a telefonia fixa, mas ela também pode ajudar neste período de isolamento. Além das chamadas de videoconferência e por aplicativos de mensagens, como ligação por WhatsApp, que são realizadas via internet, que tal tentar utilizar os serviços tradicionais de telefonia, tanto fixa quanto móvel?

– Sempre vale tentar conversar com sua operadora: seja para seu plano de banda larga fixa ou para seu plano de internet móvel pré ou pós-paga, vale tentar negociar no SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor), pois podem existir novos e melhores planos com preço semelhante. Além disso, as empresas de telecomunicações têm assumido alguns compromissos para minimizar os impactos da pandemia, como, por exemplo, disponibilizar mais bônus para usuários de internet móvel durante o período de isolamento físico. Verifique qual é o canal oficial para atendimento da sua operadora e entre em contato. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;