Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Senado aprova projeto que obriga síndicos a informarem violência doméstica



08/07/2020 | 20:05


O Senado aprovou nesta quarta-feira, 8, projeto que estabelece que condôminos, locatários e síndicos informem às autoridades os casos de violência doméstica e familiar contra mulher, que tenham conhecimento. A proposta foi aprovada de forma simbólica e será enviada agora para a análise da Câmara dos Deputados.

O texto foi chancelado na forma do substitutivo da senadora Zenaide Maia (Prós-RN), que inclui as mesmas previsões para situações de violência contra idosos, crianças e adolescentes. O síndico também deverá, em caso de medida protetiva em vigor, impedir a entrada e permanência do agressor nas dependências do condomínio, além de comunicar à autoridade policial.

A relatora destacou que a proposta visa unir a sociedade em torno da causa do combate à violência contra a mulher, em um contexto que as agressões aumentaram. "A gente sabe que, só da maneira como está, sem dar visibilidade à população como um todo, a gente não tem conseguido grande sucesso em relação a isso. A violência aumentou demais", disse Zenaide.

O projeto é de autoria do senador Luiz do Carmo (MDB-GO), que foi elogiado pela bancada feminina pela iniciativa. "Esse projeto de lei faz parte de uma luta que abracei desde que a minha filha Michelle Muniz do Carmo foi assassinada em 2012, vítima de latrocínio. Me sinto no dever para que as mulheres se sintam acolhidas e protegidas", disse o autor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Senado aprova projeto que obriga síndicos a informarem violência doméstica


08/07/2020 | 20:05


O Senado aprovou nesta quarta-feira, 8, projeto que estabelece que condôminos, locatários e síndicos informem às autoridades os casos de violência doméstica e familiar contra mulher, que tenham conhecimento. A proposta foi aprovada de forma simbólica e será enviada agora para a análise da Câmara dos Deputados.

O texto foi chancelado na forma do substitutivo da senadora Zenaide Maia (Prós-RN), que inclui as mesmas previsões para situações de violência contra idosos, crianças e adolescentes. O síndico também deverá, em caso de medida protetiva em vigor, impedir a entrada e permanência do agressor nas dependências do condomínio, além de comunicar à autoridade policial.

A relatora destacou que a proposta visa unir a sociedade em torno da causa do combate à violência contra a mulher, em um contexto que as agressões aumentaram. "A gente sabe que, só da maneira como está, sem dar visibilidade à população como um todo, a gente não tem conseguido grande sucesso em relação a isso. A violência aumentou demais", disse Zenaide.

O projeto é de autoria do senador Luiz do Carmo (MDB-GO), que foi elogiado pela bancada feminina pela iniciativa. "Esse projeto de lei faz parte de uma luta que abracei desde que a minha filha Michelle Muniz do Carmo foi assassinada em 2012, vítima de latrocínio. Me sinto no dever para que as mulheres se sintam acolhidas e protegidas", disse o autor.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;