Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Setor agropecuário mantém crescimento em plena pandemia


Wilson Marini

09/07/2020 | 00:01


Mesmo diante do atual cenário da pandemia, o setor agropecuário vem apresentando bons resultados no Brasil, com um crescimento do PIB de 1,9% em 2020, comparado ao mesmo período do ano anterior, segundo a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (ANEC). O dado foi confirmado em monitoramento de grupo técnico de alimentos e produtos agropecuários da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo em diagnóstico sobre o impacto da Covid-19 na produção. Uma safra recorde vem sendo colhida e o setor tem sido capaz de escoá-la para os mercados consumidores, tanto interna quanto externamente. A automação presente em toda a cadeia, incluindo fazendas, logística interna, armazéns, terminais portuários, tem garantido a continuidade das operações em época de crise.
O desempenho por setores
? O total de exportação de carne bovina cresceu 9,1% entre janeiro e maio de 2020, comparado ao mesmo período de 2019. Em função da alta demanda externa, volta do consumo interno de cortes mais nobres, retomada leve do food service e falta de oferta de animais para abate, nota-se preços firmes com tendência de alta para a carne bovina na primeira quinzena de junho.
? A carne de frango atingiu estabilidade entre oferta e demanda indicando para junho preços em forte recuperação e tendência de alta, com o mercado interno se ajustando e o bom desempenho das exportações. As negociações externas da proteína cresceram 5,6% entre janeiro e maio de 2020, comparadas ao mesmo período de 2019. A China é o principal destino do produto brasileiro, responsável por 15% das exportações.
? As exportações totais de carne suína também cresceram 35,1% entre janeiro e maio de 2020, e a demanda interna está mais aquecida diante do afrouxamento gradual da quarentena em diversas regiões do país. A melhora nas vendas do animal vivo e da carne, especialmente no início do mês, elevou as cotações de todos os produtos de origem suinícola.
? No setor de food service é observada tendência de indícios de futura recuperação à medida que as ações de distanciamento social começam a ser atenuadas por todo o país, segundo o estudo.
? A mesma movimentação se percebe na demanda pelo serviço de transporte rodoviário de carga, que, embora ainda se mantenha em queda, registra recuos cada vez menores.

Hora e vez da bioenergia
As mudanças por conta do novo coronavírus podem gerar transformações permanentes, inclusive acelerando a adoção da bioenergia. Essa foi uma das conclusões do webinar “Biomass and Sustainability”, ocorrido no dia 25 de junho e disponível no YouTube.

Frase
“Ao final da pandemia, talvez o resultado seja acelerar e concentrar, em um período de tempo muito curto, mudanças globais que já estão ocorrendo. Uma dessas tendências é a substituição das fontes não renováveis de energia por alternativas como a bioenergia” – Marco Antonio Zago, presidente do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Investimento em energia
Com o objetivo de garantir uma nova fonte de suprimento de energia para suportar o crescimento e desenvolvimento de Presidente Prudente, a Energisa Sul-Sudeste deu início à construção da sua quinta subestação no município: a SE Presidente Prudente 2. Paralelamente, a empresa está em fase de execução das obras da linha de distribuição de 138 mil volts. As duas obras representam um investimento de mais de R$ 12 milhões. A informação é do jornal O Imparcial, de Presidente Prudente.

Infraestrutura no Interior
O governo estadual anunciou este mês a entrega de 190 equipamentos agrícolas a 173 municípios paulistas, no valor de R$ 30 milhões, como parte do programa Frota Agro 2020, que visa fortalecer o agronegócio no Estado de São Paulo. Os implementos – tratores, retroescavadeiras, caminhões basculantes, motoniveladoras e pás carregadeiras – serão utilizados para o atendimento de demanda relacionada à conservação, manutenção e recuperação de estradas rurais e patrulha agrícola.

Vendas em alta
A Receita Federal identificou que as vendas registradas por meio de notas fiscais eletrônicas em todo o país reagiram em junho e atingiram o maior patamar do ano, com uma média diária de R$ 23,9 bilhões. O crescimento chegou a 15,6% na comparação com maio e a 10,3% em relação ao mesmo mês do ano passado. Essas notas funcionam como um “termômetro” da atividade econômica. A informação foi publicada no jornal Cruzeiro do Sul (Sorocaba), da Rede APJ.

Prudente: retomada aérea
A Azul Linhas Aéreas Brasileiras anunciou que retornará os voos em Presidente Prudente a partir do dia 3 de agosto. O aeroporto local, que está parado desde o dia 28 de março em virtude da pandemia, contará, inicialmente, com os voos da Azul que partem e chegam de Campinas, duas vezes ao dia, exceto aos finais de semana. A informação é do jornal O Imparcial, de Presidente Prudente. A Gol Linhas Aéreas informou que os voos suspensos para a cidade poderão ser retomados nos meses seguintes. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Setor agropecuário mantém crescimento em plena pandemia

Wilson Marini

09/07/2020 | 00:01


Mesmo diante do atual cenário da pandemia, o setor agropecuário vem apresentando bons resultados no Brasil, com um crescimento do PIB de 1,9% em 2020, comparado ao mesmo período do ano anterior, segundo a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (ANEC). O dado foi confirmado em monitoramento de grupo técnico de alimentos e produtos agropecuários da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo em diagnóstico sobre o impacto da Covid-19 na produção. Uma safra recorde vem sendo colhida e o setor tem sido capaz de escoá-la para os mercados consumidores, tanto interna quanto externamente. A automação presente em toda a cadeia, incluindo fazendas, logística interna, armazéns, terminais portuários, tem garantido a continuidade das operações em época de crise.
O desempenho por setores
? O total de exportação de carne bovina cresceu 9,1% entre janeiro e maio de 2020, comparado ao mesmo período de 2019. Em função da alta demanda externa, volta do consumo interno de cortes mais nobres, retomada leve do food service e falta de oferta de animais para abate, nota-se preços firmes com tendência de alta para a carne bovina na primeira quinzena de junho.
? A carne de frango atingiu estabilidade entre oferta e demanda indicando para junho preços em forte recuperação e tendência de alta, com o mercado interno se ajustando e o bom desempenho das exportações. As negociações externas da proteína cresceram 5,6% entre janeiro e maio de 2020, comparadas ao mesmo período de 2019. A China é o principal destino do produto brasileiro, responsável por 15% das exportações.
? As exportações totais de carne suína também cresceram 35,1% entre janeiro e maio de 2020, e a demanda interna está mais aquecida diante do afrouxamento gradual da quarentena em diversas regiões do país. A melhora nas vendas do animal vivo e da carne, especialmente no início do mês, elevou as cotações de todos os produtos de origem suinícola.
? No setor de food service é observada tendência de indícios de futura recuperação à medida que as ações de distanciamento social começam a ser atenuadas por todo o país, segundo o estudo.
? A mesma movimentação se percebe na demanda pelo serviço de transporte rodoviário de carga, que, embora ainda se mantenha em queda, registra recuos cada vez menores.

Hora e vez da bioenergia
As mudanças por conta do novo coronavírus podem gerar transformações permanentes, inclusive acelerando a adoção da bioenergia. Essa foi uma das conclusões do webinar “Biomass and Sustainability”, ocorrido no dia 25 de junho e disponível no YouTube.

Frase
“Ao final da pandemia, talvez o resultado seja acelerar e concentrar, em um período de tempo muito curto, mudanças globais que já estão ocorrendo. Uma dessas tendências é a substituição das fontes não renováveis de energia por alternativas como a bioenergia” – Marco Antonio Zago, presidente do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Investimento em energia
Com o objetivo de garantir uma nova fonte de suprimento de energia para suportar o crescimento e desenvolvimento de Presidente Prudente, a Energisa Sul-Sudeste deu início à construção da sua quinta subestação no município: a SE Presidente Prudente 2. Paralelamente, a empresa está em fase de execução das obras da linha de distribuição de 138 mil volts. As duas obras representam um investimento de mais de R$ 12 milhões. A informação é do jornal O Imparcial, de Presidente Prudente.

Infraestrutura no Interior
O governo estadual anunciou este mês a entrega de 190 equipamentos agrícolas a 173 municípios paulistas, no valor de R$ 30 milhões, como parte do programa Frota Agro 2020, que visa fortalecer o agronegócio no Estado de São Paulo. Os implementos – tratores, retroescavadeiras, caminhões basculantes, motoniveladoras e pás carregadeiras – serão utilizados para o atendimento de demanda relacionada à conservação, manutenção e recuperação de estradas rurais e patrulha agrícola.

Vendas em alta
A Receita Federal identificou que as vendas registradas por meio de notas fiscais eletrônicas em todo o país reagiram em junho e atingiram o maior patamar do ano, com uma média diária de R$ 23,9 bilhões. O crescimento chegou a 15,6% na comparação com maio e a 10,3% em relação ao mesmo mês do ano passado. Essas notas funcionam como um “termômetro” da atividade econômica. A informação foi publicada no jornal Cruzeiro do Sul (Sorocaba), da Rede APJ.

Prudente: retomada aérea
A Azul Linhas Aéreas Brasileiras anunciou que retornará os voos em Presidente Prudente a partir do dia 3 de agosto. O aeroporto local, que está parado desde o dia 28 de março em virtude da pandemia, contará, inicialmente, com os voos da Azul que partem e chegam de Campinas, duas vezes ao dia, exceto aos finais de semana. A informação é do jornal O Imparcial, de Presidente Prudente. A Gol Linhas Aéreas informou que os voos suspensos para a cidade poderão ser retomados nos meses seguintes. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;