Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasil registra 656 mortes por covid-19 em 24h; infectados passam de 1,6 milhão



06/07/2020 | 20:14


O Brasil registrou 656 mortes e 21.486 infectados pelo novo coronavírus no balanço divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa às 13h desta segunda-feira, 6, ultrapassando o total de 65 mil óbitos pela doença. Ao todo, 65.556 vidas foram perdidas para a covid-19 e 1.626.071 contaminados pela doença desde o início da pandemia, segundo dados do levantamento realizado pelo Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL junto às secretarias estaduais de Saúde.

Desde que as regras de isolamento e distanciamento sociais foram flexibilizadas em meio à pandemia, pelo menos 12 capitais brasileiras viram seus índices de infecções aumentarem. Em São Paulo, a reabertura da economia com o Plano SP também fez o registro de mortes acelerar e atingir o maior número de vítimas fatais na última quinzena de junho. Ainda no domingo, 5, o Estado ultrapassou a marca de 320 mil infectados e 16 mil óbitos, mas nos últimos dias os números apresentaram uma desaceleração.

O Rio de Janeiro vem na sequência da lista de Estados mais afetados, com 10.698 óbitos pela doença e mais de 101.554 casos confirmados da doença. O Estado registrou 31 mortes por covid-19 e 587 novos casos da doença no período de 24 horas.

Consórcio de veículos de imprensa

O balanço de óbitos e casos no Brasil é resultado da parceria entre jornalistas dos seis meios de comunicação, que uniram forças para coletar junto às secretarias estaduais de Saúde e divulgar os números totais de mortos e contaminados. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia.

Mesmo com o recuo do Ministério da Saúde, que voltou a divulgar o consolidado de casos e mortes, o consórcio dos veículos de imprensa continua com o objetivo de informar os brasileiros sobre a evolução da covid-19 no País, cumprindo o papel de dar transparência aos dados públicos.

O órgão informou, no início da noite desta segunda-feira, 6, que o Brasil contabilizou 620 óbitos e mais 20.229 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Com isso, segundo o Ministério da Saúde, no total são 65.487 mortes e 1.623.284 casos confirmados pelo coronavírus. O número é diferente do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Mortes no mundo

O Brasil é o segundo do mundo com maior número de casos e mortes por covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que possuem 2,8 milhões de infecções confirmadas e 129,7 mil óbitos, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Estados Unidos: 129,9 mil

Brasil: 65 mil

Reino Unido: 44,3 mil

Itália: 34,8 mil

México: 30,6 mil

França: 29,8 mil

Espanha: 28,3 mil

Índia: 19,6 mil

Irã: 11,7 mil

Peru: 10,5 mil

Infectados

Estados Unidos: 2,8 milhões

Brasil: 1,6 milhão

Índia: 697,4 mil

Rússia: 686 mil

Peru: 302 mil

Chile: 295 mil

Reino Unido: 286,9 mil

México: 256 mil

Espanha: 250,5 mil

Irã: 243 mil



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil registra 656 mortes por covid-19 em 24h; infectados passam de 1,6 milhão


06/07/2020 | 20:14


O Brasil registrou 656 mortes e 21.486 infectados pelo novo coronavírus no balanço divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa às 13h desta segunda-feira, 6, ultrapassando o total de 65 mil óbitos pela doença. Ao todo, 65.556 vidas foram perdidas para a covid-19 e 1.626.071 contaminados pela doença desde o início da pandemia, segundo dados do levantamento realizado pelo Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL junto às secretarias estaduais de Saúde.

Desde que as regras de isolamento e distanciamento sociais foram flexibilizadas em meio à pandemia, pelo menos 12 capitais brasileiras viram seus índices de infecções aumentarem. Em São Paulo, a reabertura da economia com o Plano SP também fez o registro de mortes acelerar e atingir o maior número de vítimas fatais na última quinzena de junho. Ainda no domingo, 5, o Estado ultrapassou a marca de 320 mil infectados e 16 mil óbitos, mas nos últimos dias os números apresentaram uma desaceleração.

O Rio de Janeiro vem na sequência da lista de Estados mais afetados, com 10.698 óbitos pela doença e mais de 101.554 casos confirmados da doença. O Estado registrou 31 mortes por covid-19 e 587 novos casos da doença no período de 24 horas.

Consórcio de veículos de imprensa

O balanço de óbitos e casos no Brasil é resultado da parceria entre jornalistas dos seis meios de comunicação, que uniram forças para coletar junto às secretarias estaduais de Saúde e divulgar os números totais de mortos e contaminados. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia.

Mesmo com o recuo do Ministério da Saúde, que voltou a divulgar o consolidado de casos e mortes, o consórcio dos veículos de imprensa continua com o objetivo de informar os brasileiros sobre a evolução da covid-19 no País, cumprindo o papel de dar transparência aos dados públicos.

O órgão informou, no início da noite desta segunda-feira, 6, que o Brasil contabilizou 620 óbitos e mais 20.229 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Com isso, segundo o Ministério da Saúde, no total são 65.487 mortes e 1.623.284 casos confirmados pelo coronavírus. O número é diferente do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Mortes no mundo

O Brasil é o segundo do mundo com maior número de casos e mortes por covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que possuem 2,8 milhões de infecções confirmadas e 129,7 mil óbitos, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Estados Unidos: 129,9 mil

Brasil: 65 mil

Reino Unido: 44,3 mil

Itália: 34,8 mil

México: 30,6 mil

França: 29,8 mil

Espanha: 28,3 mil

Índia: 19,6 mil

Irã: 11,7 mil

Peru: 10,5 mil

Infectados

Estados Unidos: 2,8 milhões

Brasil: 1,6 milhão

Índia: 697,4 mil

Rússia: 686 mil

Peru: 302 mil

Chile: 295 mil

Reino Unido: 286,9 mil

México: 256 mil

Espanha: 250,5 mil

Irã: 243 mil

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;