Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Home office: 83,5% dos brasileiros gostariam de trabalhar de casa permanentemente, diz pesquisa

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

06/07/2020 | 18:18


Em uma pesquisa realizada com mais de 2.250 pessoas ao redor do mundo, os brasileiros ficam atrás apenas dos Estados Unidos e da Índia quando o assunto é estarem aptos a trabalhar de casa. 77,2% disseram que estão acostumados a realizar home office algumas vezes ao ano. 40,8%, já trabalhavam remotamente algumas vezes por semana e 10% em tempo integral.

Leia mais: Last.fm e Brazzers têm dados vazados na internet; saiba se você foi atingido

Os dados foram divulgados pela empresa de tecnologia LogMeIn (que mantém o ótimo gerenciador de senhas LastPass), a partir de um estudo realizado em março de 2020. Entre os entrevistados do Brasil, 83,5% disseram que adorariam adotar o home office de forma permanente. 50% deles topariam um corte salarial caso pudessem trabalhar de casa por tempo integral.

Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, escreva para 33giga@33giga.com.br e suas questões podem ser respondidas

Quando indagados sobre as vantagens e desvantagens do trabalho remoto, o lado positivo teve maior destaque. A economia de tempo (84%) e dinheiro (70%) foram destacadas como os principais benefícios desta forma de trabalhar, seguidos da possibilidade de passar mais tempo com a família e amigos (68,8%), ganhos reais na produtividade (58%) e maior felicidade (54%).

Para os brasileiros, o principal desafio são as distrações com tarefas da casa, que podem atrapalhar o trabalho para 54,8% dos respondentes.

A pesquisa também destaca que, se implementado o trabalho remoto em tempo integral nos escritórios no Brasil, cada funcionário poderia economizar, em média, 50,32 minutos por dia no trânsito. Esse é, aliás, um dos principais responsáveis pelo aumento do estresse em relação ao trabalho para 73,2% dos brasileiros.

“O trabalho remoto traz benefícios reais à qualidade de vida dos funcionários em todo o mundo e esta pesquisa atesta, mais uma vez, que é um desejo da maioria dos trabalhadores, incluindo os brasileiros”, pontua Vanessa D’Angelo, head de marketing para a LogMeIn na América Latina.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Home office: 83,5% dos brasileiros gostariam de trabalhar de casa permanentemente, diz pesquisa

Da Redação
Do 33Giga

06/07/2020 | 18:18


Em uma pesquisa realizada com mais de 2.250 pessoas ao redor do mundo, os brasileiros ficam atrás apenas dos Estados Unidos e da Índia quando o assunto é estarem aptos a trabalhar de casa. 77,2% disseram que estão acostumados a realizar home office algumas vezes ao ano. 40,8%, já trabalhavam remotamente algumas vezes por semana e 10% em tempo integral.

Leia mais: Last.fm e Brazzers têm dados vazados na internet; saiba se você foi atingido

Os dados foram divulgados pela empresa de tecnologia LogMeIn (que mantém o ótimo gerenciador de senhas LastPass), a partir de um estudo realizado em março de 2020. Entre os entrevistados do Brasil, 83,5% disseram que adorariam adotar o home office de forma permanente. 50% deles topariam um corte salarial caso pudessem trabalhar de casa por tempo integral.

Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, escreva para 33giga@33giga.com.br e suas questões podem ser respondidas

Quando indagados sobre as vantagens e desvantagens do trabalho remoto, o lado positivo teve maior destaque. A economia de tempo (84%) e dinheiro (70%) foram destacadas como os principais benefícios desta forma de trabalhar, seguidos da possibilidade de passar mais tempo com a família e amigos (68,8%), ganhos reais na produtividade (58%) e maior felicidade (54%).

Para os brasileiros, o principal desafio são as distrações com tarefas da casa, que podem atrapalhar o trabalho para 54,8% dos respondentes.

A pesquisa também destaca que, se implementado o trabalho remoto em tempo integral nos escritórios no Brasil, cada funcionário poderia economizar, em média, 50,32 minutos por dia no trânsito. Esse é, aliás, um dos principais responsáveis pelo aumento do estresse em relação ao trabalho para 73,2% dos brasileiros.

“O trabalho remoto traz benefícios reais à qualidade de vida dos funcionários em todo o mundo e esta pesquisa atesta, mais uma vez, que é um desejo da maioria dos trabalhadores, incluindo os brasileiros”, pontua Vanessa D’Angelo, head de marketing para a LogMeIn na América Latina.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;