Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Investigação envolvendo PC Siqueira entra em sigilo de justiça, diz jornal

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


06/07/2020 | 17:11


O caso envolvendo supostas acusações de pedofilia contra o youtuber PC Siqueira foi colocado em sigilo de justiça, de acordo com o jornal Extra. Por conta disso, os trabalhos e esforços feitos pela polícia para solucionar o caso não serão detalhados para o público geral. O processo está sendo apurado pela 4ª Delegacia de Repressão à Pedofilia, do Departamento de Homicídios e de Proteção a Pessoa (DHPP).

PC Siqueira prestou o seu depoimento no dia 16 de junho, assim como outras testemunhas, que também foram ouvidas pela polícia.

As acusações contra PC Siqueira surgiram na internet, quando um vídeo em que o youtuber supostamente conversa com um amigo sobre ter recebido fotos da filha de uma amiga passou a circular nas redes sociais. Na ocasião, PC publicou um comunicado em seu Instagram dizendo que isso não passava de uma notícia falsa, mas depois deletou o pronunciamento.

Após a repercussão, o canal de YouTube de PC foi desativado, e Cauê Moura e Rafinha Bastos se pronunciaram dizendo que não continuariam com os vídeos do Ilha de Barbados, projeto que tinham junto com Siqueira.

Procurada, a assessoria de imprensa da polícia civil não foi encontrada para comentar o caso.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Investigação envolvendo PC Siqueira entra em sigilo de justiça, diz jornal


06/07/2020 | 17:11


O caso envolvendo supostas acusações de pedofilia contra o youtuber PC Siqueira foi colocado em sigilo de justiça, de acordo com o jornal Extra. Por conta disso, os trabalhos e esforços feitos pela polícia para solucionar o caso não serão detalhados para o público geral. O processo está sendo apurado pela 4ª Delegacia de Repressão à Pedofilia, do Departamento de Homicídios e de Proteção a Pessoa (DHPP).

PC Siqueira prestou o seu depoimento no dia 16 de junho, assim como outras testemunhas, que também foram ouvidas pela polícia.

As acusações contra PC Siqueira surgiram na internet, quando um vídeo em que o youtuber supostamente conversa com um amigo sobre ter recebido fotos da filha de uma amiga passou a circular nas redes sociais. Na ocasião, PC publicou um comunicado em seu Instagram dizendo que isso não passava de uma notícia falsa, mas depois deletou o pronunciamento.

Após a repercussão, o canal de YouTube de PC foi desativado, e Cauê Moura e Rafinha Bastos se pronunciaram dizendo que não continuariam com os vídeos do Ilha de Barbados, projeto que tinham junto com Siqueira.

Procurada, a assessoria de imprensa da polícia civil não foi encontrada para comentar o caso.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;