Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Bar, restaurante e salão abrem hoje na região

Banco de dados Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estabelecimentos estão autorizados a atender ao público por até seis horas por dia


Flávia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

06/07/2020 | 00:01


A região aumenta a partir de hoje a flexibilização da quarentena, de acordo com a Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo. Principal mudança é a que bares, restaurantes e similares, além de salões de beleza e barbearias, poderão voltar a atender ao público. Os estabelecimentos que já estavam autorizados a funcionar na fase 2 (laranja), cuja região estava há duas semanas, tiveram ampliação do horário e podem manter as portas abertas por até seis horas a partir de agora.

As regras gerais para reabertura são as mesmas nas sete cidades: obrigação de controle de entrada e fluxo de clientes, necessidade do uso de máscaras por clientes e funcionários, disponibilização de álcool gel, intensificação dos protocolos de limpeza, manutenção da ventilação natural e o veto de eventos que gerem aglomerações.

Em Santo André, decreto determina que os bares e restaurantes poderão funcionar por até seis horas com horário limite de fechamento às 23h30. Barbearias e salões de beleza deverão atender entre 14h e 20h. Já o comércio da rua passa a atender das 10h às 16h e os shoppings, das 14h às 20h (veja mais detalhes abaixo).

A Prefeitura de Diadema determinou que estabelecimentos do ramo alimentício podem abrir para consumo no local até às 17h, com limite de funcionamento em seis horas. Cabeleireiros estão autorizados a atender das 14h às 20h, enquanto o comércio de rua está liberado a operar das 11h às 17h, e os shoppings, das 14h às 20h.

Mauá, por sua vez, autorizou os salões de beleza a abrirem das 11h às 16h e restaurantes por até seis horas com limite de fechamento às 17h. O comércio não essencial e o shopping devem operar das 11h às 17h e entre 14h e 20h, respectivamente.

Em São Bernardo, bares, restaurantes, lanchonetes e similares poderão funcionar por até seis horas, optando pelo horário e turno de trabalho até às 17h. Nos salões de beleza, as atividades serão de até seis horas, entre 12h e 18h. Comércio, shoppings, além de serviços, obtiveram ampliação de quatro para seis horas de abertura (das 10h às 16h). São Bernardo foi a única cidade da região a liberar funcionamento de academias, que poderão abrir por seis horas, das 6h às 12h ou das 17h às 23h, com até 30% da capacidade e atendimento agendado e individualizado. 

A Prefeitura de Ribeirão Pires determinou que estabelecimentos do setor alimentício devem funcionar das 11h às 17h; salões de beleza e barbearias, das 12h às 18h. Comércios de rua passam a funcionar das 10h às 16h; shoppings e galerias, das 12h às 18h. 

Em São Caetano, as regras são as mesmas dos outros municípios. Bares e restaurantes funcionam por seis horas por dia, até às 17h. Salões de beleza e barbearia devem abrir das 14h às 20h, além de comércio de rua (10h às 16h) e dos shoppings (12h às 18h). 

Já em Rio Grande da Serra, bares e restaurantes podem rebrir somente ao ar livre, das 14h às 20h; barbearias e salões de beleza de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h; 

A reabertura será realizada em sintonia com a Capital. Os demais setores, já autorizados a funcionar nas etapas anteriores do Plano São Paulo, como comércio, shoppings centers, além de serviços, tiveram ampliação de quatro para seis horas de abertura (das 10h às 16h).

Comemorada pelos comerciantes e empresários, a flexibilização coloca em alerta a comunidade médica. “Autorizar ambientes fechados a funcionar é um risco muito grande com o vírus ainda circulando, pois o número de pessoas (que antes estavam em isolamento) interagindo pode aumentar as contaminações”, alerta Carlos Quadros, infectologista do HMCG (Hospital e Maternidade Chritóvão da Gama).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bar, restaurante e salão abrem hoje na região

Estabelecimentos estão autorizados a atender ao público por até seis horas por dia

Flávia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

06/07/2020 | 00:01


A região aumenta a partir de hoje a flexibilização da quarentena, de acordo com a Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo. Principal mudança é a que bares, restaurantes e similares, além de salões de beleza e barbearias, poderão voltar a atender ao público. Os estabelecimentos que já estavam autorizados a funcionar na fase 2 (laranja), cuja região estava há duas semanas, tiveram ampliação do horário e podem manter as portas abertas por até seis horas a partir de agora.

As regras gerais para reabertura são as mesmas nas sete cidades: obrigação de controle de entrada e fluxo de clientes, necessidade do uso de máscaras por clientes e funcionários, disponibilização de álcool gel, intensificação dos protocolos de limpeza, manutenção da ventilação natural e o veto de eventos que gerem aglomerações.

Em Santo André, decreto determina que os bares e restaurantes poderão funcionar por até seis horas com horário limite de fechamento às 23h30. Barbearias e salões de beleza deverão atender entre 14h e 20h. Já o comércio da rua passa a atender das 10h às 16h e os shoppings, das 14h às 20h (veja mais detalhes abaixo).

A Prefeitura de Diadema determinou que estabelecimentos do ramo alimentício podem abrir para consumo no local até às 17h, com limite de funcionamento em seis horas. Cabeleireiros estão autorizados a atender das 14h às 20h, enquanto o comércio de rua está liberado a operar das 11h às 17h, e os shoppings, das 14h às 20h.

Mauá, por sua vez, autorizou os salões de beleza a abrirem das 11h às 16h e restaurantes por até seis horas com limite de fechamento às 17h. O comércio não essencial e o shopping devem operar das 11h às 17h e entre 14h e 20h, respectivamente.

Em São Bernardo, bares, restaurantes, lanchonetes e similares poderão funcionar por até seis horas, optando pelo horário e turno de trabalho até às 17h. Nos salões de beleza, as atividades serão de até seis horas, entre 12h e 18h. Comércio, shoppings, além de serviços, obtiveram ampliação de quatro para seis horas de abertura (das 10h às 16h). São Bernardo foi a única cidade da região a liberar funcionamento de academias, que poderão abrir por seis horas, das 6h às 12h ou das 17h às 23h, com até 30% da capacidade e atendimento agendado e individualizado. 

A Prefeitura de Ribeirão Pires determinou que estabelecimentos do setor alimentício devem funcionar das 11h às 17h; salões de beleza e barbearias, das 12h às 18h. Comércios de rua passam a funcionar das 10h às 16h; shoppings e galerias, das 12h às 18h. 

Em São Caetano, as regras são as mesmas dos outros municípios. Bares e restaurantes funcionam por seis horas por dia, até às 17h. Salões de beleza e barbearia devem abrir das 14h às 20h, além de comércio de rua (10h às 16h) e dos shoppings (12h às 18h). 

Já em Rio Grande da Serra, bares e restaurantes podem rebrir somente ao ar livre, das 14h às 20h; barbearias e salões de beleza de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h; 

A reabertura será realizada em sintonia com a Capital. Os demais setores, já autorizados a funcionar nas etapas anteriores do Plano São Paulo, como comércio, shoppings centers, além de serviços, tiveram ampliação de quatro para seis horas de abertura (das 10h às 16h).

Comemorada pelos comerciantes e empresários, a flexibilização coloca em alerta a comunidade médica. “Autorizar ambientes fechados a funcionar é um risco muito grande com o vírus ainda circulando, pois o número de pessoas (que antes estavam em isolamento) interagindo pode aumentar as contaminações”, alerta Carlos Quadros, infectologista do HMCG (Hospital e Maternidade Chritóvão da Gama).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;