Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Covas cita Aécio e diz que não há nenhum áudio de Serra pedindo dinheiro



03/07/2020 | 14:38


O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que os casos apresentados pelo Ministério Público contra o deputado federal e ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB-MG), e o senador e ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP), são "completamente distintos".

"Não há nenhum áudio do senador José Serra pedindo dinheiro pra ninguém. Eu pelo menos não escutei. Então, são casos completamente distintos", disse Covas durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. "O caso do deputado Aécio Neves é bem diferente, porque há um áudio dele que até agora não foi explicado pedindo dinheiro ao dono da JBS", afirmou.

"Para os dois casos, há o rigor da lei se houver qualquer tipo de problema constatado. Não é porque são companheiros de partido que vou passar a mão na cabeça de quem erra", disse o prefeito de São Paulo.

Nesta sexta-feira, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao senador e ex-governador de São Paulo, José Serra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Covas cita Aécio e diz que não há nenhum áudio de Serra pedindo dinheiro


03/07/2020 | 14:38


O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que os casos apresentados pelo Ministério Público contra o deputado federal e ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB-MG), e o senador e ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP), são "completamente distintos".

"Não há nenhum áudio do senador José Serra pedindo dinheiro pra ninguém. Eu pelo menos não escutei. Então, são casos completamente distintos", disse Covas durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. "O caso do deputado Aécio Neves é bem diferente, porque há um áudio dele que até agora não foi explicado pedindo dinheiro ao dono da JBS", afirmou.

"Para os dois casos, há o rigor da lei se houver qualquer tipo de problema constatado. Não é porque são companheiros de partido que vou passar a mão na cabeça de quem erra", disse o prefeito de São Paulo.

Nesta sexta-feira, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao senador e ex-governador de São Paulo, José Serra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;