Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Espaços culturais devem ser abertos no fim de julho na região

Divulgação/Governo do Estado Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Autorização será dada pelo Centro de Contingência após quatro semanas da fase amarela, que começa segunda-feira no Grande ABC


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

03/07/2020 | 12:53


Espaços culturais devem reabrir no Grande ABC no fim do mês. A autorização será dada pelo Centro de Contingência em combate ao coronavírus caso o andamento da Fase Amarela corra de acordo com o desejado. Ela tem início efetivo segunda-feira na região. O anúncio acaba de ser feito em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patricia Ellen, disse que serão autorizados a reabrir cinema, teatros, museus, bibliotecas, entre outros espaços culturais, após quatro semanas de estabilidade na fase amarela. Como a região teve uma semana de preparação nesta terceira fase do Plano São Paulo, que começa de forma efetiva na segunda, a previsão de reabertura é 27 de julho. "Os eventos terão de contar com público sentado, seguindo o distanciamento, além de funcionar em capacidade máxima de 40% de público e funcionamento reduzido de 6 horas", ressaltou. A compra do ingresso deverá ser feita de forma antecipada, os assentos serão marcados e será proibido o consumo de bebidas e alimentos.

Já os eventos grandes com públicos em pé, como feiras, por exemplo, só serão permitidos com quatro semanas de estabilidade na fase 3, previsto pelo Estado no dia 12 de outubro. "Mas só se a análise dos indicadores forem positivas", completa a secretária. O acesso livre a estes tipos de eventos só quando houver a vacina contra o coronavírus.

Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional, disse que teve redução nos índices de redução da pandemia no Estado. Segundo ele, foram menos 5% do número de internações, a mesma porcentagem ocorreu nos casos, além de menos 17% do número de óbitos. "Eles mostram o sucesso na implementação do Plao São Paulo", ressaltou o secretário. "É um passo de cada vez. Por isso o Plano funciona bem, sem precipitação", completa Doria.

SEGUNDA-FEIRA
Nesta segunda está permitido abrir bares e restaurantes, além de salões de beleza e academias, cada um com protocolos específicos. Nos estabelecimentos de alimentação, o funcionamento pode ser até as 17h, com 40% de capacidade de funcionamento e distanciamento dos assentos. Eles podem funcionar por seis horas e devem ter uso obrigatório de máscaras. Os shoppings também passam a funcionar durante seis horas, assim como os salões de beleza.

Já no caso das academias, só na Fase Verde elas poderão abrir por completo. "Nesta etapa o que pode ter é uma ocupação máxima de 30%, funcionamento máximo de 6 horas e apenas as atividades individuais são permitidas. Tem de ter também agendamento prévio e uso de máscaras, além de lImpeza intensificada dos equipamentos e restrição do uso de vestiários", explicou Patricia Ellen.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Espaços culturais devem ser abertos no fim de julho na região

Autorização será dada pelo Centro de Contingência após quatro semanas da fase amarela, que começa segunda-feira no Grande ABC

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

03/07/2020 | 12:53


Espaços culturais devem reabrir no Grande ABC no fim do mês. A autorização será dada pelo Centro de Contingência em combate ao coronavírus caso o andamento da Fase Amarela corra de acordo com o desejado. Ela tem início efetivo segunda-feira na região. O anúncio acaba de ser feito em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patricia Ellen, disse que serão autorizados a reabrir cinema, teatros, museus, bibliotecas, entre outros espaços culturais, após quatro semanas de estabilidade na fase amarela. Como a região teve uma semana de preparação nesta terceira fase do Plano São Paulo, que começa de forma efetiva na segunda, a previsão de reabertura é 27 de julho. "Os eventos terão de contar com público sentado, seguindo o distanciamento, além de funcionar em capacidade máxima de 40% de público e funcionamento reduzido de 6 horas", ressaltou. A compra do ingresso deverá ser feita de forma antecipada, os assentos serão marcados e será proibido o consumo de bebidas e alimentos.

Já os eventos grandes com públicos em pé, como feiras, por exemplo, só serão permitidos com quatro semanas de estabilidade na fase 3, previsto pelo Estado no dia 12 de outubro. "Mas só se a análise dos indicadores forem positivas", completa a secretária. O acesso livre a estes tipos de eventos só quando houver a vacina contra o coronavírus.

Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional, disse que teve redução nos índices de redução da pandemia no Estado. Segundo ele, foram menos 5% do número de internações, a mesma porcentagem ocorreu nos casos, além de menos 17% do número de óbitos. "Eles mostram o sucesso na implementação do Plao São Paulo", ressaltou o secretário. "É um passo de cada vez. Por isso o Plano funciona bem, sem precipitação", completa Doria.

SEGUNDA-FEIRA
Nesta segunda está permitido abrir bares e restaurantes, além de salões de beleza e academias, cada um com protocolos específicos. Nos estabelecimentos de alimentação, o funcionamento pode ser até as 17h, com 40% de capacidade de funcionamento e distanciamento dos assentos. Eles podem funcionar por seis horas e devem ter uso obrigatório de máscaras. Os shoppings também passam a funcionar durante seis horas, assim como os salões de beleza.

Já no caso das academias, só na Fase Verde elas poderão abrir por completo. "Nesta etapa o que pode ter é uma ocupação máxima de 30%, funcionamento máximo de 6 horas e apenas as atividades individuais são permitidas. Tem de ter também agendamento prévio e uso de máscaras, além de lImpeza intensificada dos equipamentos e restrição do uso de vestiários", explicou Patricia Ellen.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;