Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Delegacia da Mulher de Santo André muda de local

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Equipamento sai da Vila Guiomar e ocupa prédio na região central para facilitar acesso


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

03/07/2020 | 00:01


A DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Santo André funciona desde ontem em uma nova sede. Antes, o equipamento ficava na Vila Guiomar e foi transferido para a Rua Laura, 452, no Centro. Inicialmente o atendimento será de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, mas a Prefeitura prevê ampliar a cobertura para 24 horas já nas próximas semanas. No local, também funcionará a Diju (Delegacia de Polícia da Infância e da Juventude).

A abertura das portas da DDM contou com a presença do prefeito Paulo Serra (PSDB), que ressaltou a parceria com o governo do Estado. Segundo o chefe do Executivo, o novo local foi escolhido pelo amplo espaço físico para realizar os serviços oferecidos e por sua localização, agora na região central do município. O prédio com três andares recebeu investimento da administração municipal de R$ 180 mil, para as adequações na estrutura, como instalações elétricas, divisórias e comunicação visual. Já o Estado empregará o quadro de funcionários e equipamentos integrados com as polícias. 

“A mudança para este novo prédio foi pensada, principalmente, pelos espaços mais acolhedores para as mulheres. Oferecemos aqui uma sala de recepção com brinquedoteca, pois sabemos que a maioria chega aqui com seus filhos e, além disso, a vítima é ouvida em uma sala de acolhimento, individualmente, para narrar o caso de forma mais privativa possível”, destaca a delegada titular da DDM da cidade, Adrianne Mayer Bontempi. Ela reforça que, além do ambiente separado para a mulher prestar as queixas, o agressor também não terá contato com a vítima.

Paulo Serra explicou que o novo equipamento integra outras ações de segurança e proteção da cidade, como o COI (Centro de Operações Integradas), inaugurado em junho do ano passado. “Acreditamos nessa integração dos poderes para melhorar a vida das pessoas, o que não se trata só de segurança, mas também de humanidade. Firmamos esta parceria para combater a violência contra a mulher de forma mais eficiente”, projetou o prefeito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Delegacia da Mulher de Santo André muda de local

Equipamento sai da Vila Guiomar e ocupa prédio na região central para facilitar acesso

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

03/07/2020 | 00:01


A DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Santo André funciona desde ontem em uma nova sede. Antes, o equipamento ficava na Vila Guiomar e foi transferido para a Rua Laura, 452, no Centro. Inicialmente o atendimento será de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, mas a Prefeitura prevê ampliar a cobertura para 24 horas já nas próximas semanas. No local, também funcionará a Diju (Delegacia de Polícia da Infância e da Juventude).

A abertura das portas da DDM contou com a presença do prefeito Paulo Serra (PSDB), que ressaltou a parceria com o governo do Estado. Segundo o chefe do Executivo, o novo local foi escolhido pelo amplo espaço físico para realizar os serviços oferecidos e por sua localização, agora na região central do município. O prédio com três andares recebeu investimento da administração municipal de R$ 180 mil, para as adequações na estrutura, como instalações elétricas, divisórias e comunicação visual. Já o Estado empregará o quadro de funcionários e equipamentos integrados com as polícias. 

“A mudança para este novo prédio foi pensada, principalmente, pelos espaços mais acolhedores para as mulheres. Oferecemos aqui uma sala de recepção com brinquedoteca, pois sabemos que a maioria chega aqui com seus filhos e, além disso, a vítima é ouvida em uma sala de acolhimento, individualmente, para narrar o caso de forma mais privativa possível”, destaca a delegada titular da DDM da cidade, Adrianne Mayer Bontempi. Ela reforça que, além do ambiente separado para a mulher prestar as queixas, o agressor também não terá contato com a vítima.

Paulo Serra explicou que o novo equipamento integra outras ações de segurança e proteção da cidade, como o COI (Centro de Operações Integradas), inaugurado em junho do ano passado. “Acreditamos nessa integração dos poderes para melhorar a vida das pessoas, o que não se trata só de segurança, mas também de humanidade. Firmamos esta parceria para combater a violência contra a mulher de forma mais eficiente”, projetou o prefeito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;