Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Toninho Cecílio fala sobre desafios em volta ao Água Santa

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Técnico confia na classificação do time e diz que vaga na segunda fase do Paulistão consequentemente salva de possível rebaixamento


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

01/07/2020 | 23:45


O técnico Toninho Cecílio regressa ao Água Santa com uma situação desafiadora pela frente: preparar o grupo de jogadores em 30 dias para dois jogos decisivos do Campeonato Paulista, após três meses de inatividade, tendo tanto a chance de colocar o Netuno na segunda fase quanto, ao mesmo tempo, com a responsabilidade de fazer com que o time escape do rebaixamento para a Série A-2 estadual.

O representante de Diadema ocupa a terceira colocação do Grupo A, com os mesmos dez pontos do Oeste, mas uma vitória a menos. Porém, a pontuação do Netuno, na classificação geral, o coloca em 14º lugar, apenas uma posição acima da zona da degola. Os dois jogos faltantes na primeira fase são contra Mirassol, em casa, e Palmeiras, fora. Assim, se desenha um cenário com muitas possibilidades.

“Exige uma preparação diferente, porque é cenário diferente para todos e (é preciso) ousar um pouco na leitura do que vai acontecer. Porque não há exemplos, nunca aconteceu de pegar um elenco que está há três meses sem jogar e prepará-lo em duas, três semanas, para jogar duas decisões. Não tem exemplo, não tem como pegar um livro e ver o que fazer. Vai depender muito do que cada treinador pensa, interpreta e adota para lidar com tudo isso”, declarou o comandante do Netuno.

Como o Água Santa tem a situação específica de lutar por objetivos distintos – apesar de complementares –, o treinador admite que será “desafio grande”. “Porque numa situação assim é preciso preparar o grupo para tudo, principalmente suportar a pressão do primeiro minuto do primeiro jogo até o último minuto do segundo jogo. É diferente de fazer uma pré-temporada para um início de campeonato. Vai preparar equipe para erro zero, porque tem muita coisa em jogo. A gente tem de se preparar para buscar o melhor, que é a classificação, que é o mais difícil de acontecer, mas nos preparando para isso automaticamente atinge o outro objetivo, que é a permanência”, afirmou Toninho Cecílio. “Acho que (vai se dar melhor) quem trabalhar melhor neste período em que recebe o grupo com três meses de inatividade e prepará-lo para dois jogos decisivos. E com mudanças nas regras, a mais importante a possibilidade de cinco alterações no jogo”, emendou, se referindo à alteração determinada pela Fifa que, até o fim do ano, permite que cada time realize cinco mudanças no time, em razão do longo período de paralisação e possível prejuízo ao físico dos atletas.

MERCADO
Como quase todos os times do Paulistão, o Água Santa sofreu baixas em razão da paralisação do campeonato. Entre alguns dos atletas que deixaram o Estádio do Inamar estão os zagueiros Andrés Robles (se transferiu para o futebol alemão) e Naylhor (foi para o Brasiliense-DF). Desta maneira, o Netuno terá de ir ao mercado em busca de reforços.

“Provável que façamos (contratações), se encontrarmos, porque a situação é difícil, diferente de dezembro, estamos no meio da temporada e muitos jogadores disputaram o Paulista e restringe demais. Mas a intenção é realizar a contratação de cinco reposições, não passaria de seis, desde que a gente encontre alguém que faça a diferença”, explicou Toninho Cecílio. “Minha preocupação mais forte é a zaga. Estamos tentando repor para fazer um final de campeonato muito forte”, concluiu o comandante do Netuno. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Toninho Cecílio fala sobre desafios em volta ao Água Santa

Técnico confia na classificação do time e diz que vaga na segunda fase do Paulistão consequentemente salva de possível rebaixamento

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

01/07/2020 | 23:45


O técnico Toninho Cecílio regressa ao Água Santa com uma situação desafiadora pela frente: preparar o grupo de jogadores em 30 dias para dois jogos decisivos do Campeonato Paulista, após três meses de inatividade, tendo tanto a chance de colocar o Netuno na segunda fase quanto, ao mesmo tempo, com a responsabilidade de fazer com que o time escape do rebaixamento para a Série A-2 estadual.

O representante de Diadema ocupa a terceira colocação do Grupo A, com os mesmos dez pontos do Oeste, mas uma vitória a menos. Porém, a pontuação do Netuno, na classificação geral, o coloca em 14º lugar, apenas uma posição acima da zona da degola. Os dois jogos faltantes na primeira fase são contra Mirassol, em casa, e Palmeiras, fora. Assim, se desenha um cenário com muitas possibilidades.

“Exige uma preparação diferente, porque é cenário diferente para todos e (é preciso) ousar um pouco na leitura do que vai acontecer. Porque não há exemplos, nunca aconteceu de pegar um elenco que está há três meses sem jogar e prepará-lo em duas, três semanas, para jogar duas decisões. Não tem exemplo, não tem como pegar um livro e ver o que fazer. Vai depender muito do que cada treinador pensa, interpreta e adota para lidar com tudo isso”, declarou o comandante do Netuno.

Como o Água Santa tem a situação específica de lutar por objetivos distintos – apesar de complementares –, o treinador admite que será “desafio grande”. “Porque numa situação assim é preciso preparar o grupo para tudo, principalmente suportar a pressão do primeiro minuto do primeiro jogo até o último minuto do segundo jogo. É diferente de fazer uma pré-temporada para um início de campeonato. Vai preparar equipe para erro zero, porque tem muita coisa em jogo. A gente tem de se preparar para buscar o melhor, que é a classificação, que é o mais difícil de acontecer, mas nos preparando para isso automaticamente atinge o outro objetivo, que é a permanência”, afirmou Toninho Cecílio. “Acho que (vai se dar melhor) quem trabalhar melhor neste período em que recebe o grupo com três meses de inatividade e prepará-lo para dois jogos decisivos. E com mudanças nas regras, a mais importante a possibilidade de cinco alterações no jogo”, emendou, se referindo à alteração determinada pela Fifa que, até o fim do ano, permite que cada time realize cinco mudanças no time, em razão do longo período de paralisação e possível prejuízo ao físico dos atletas.

MERCADO
Como quase todos os times do Paulistão, o Água Santa sofreu baixas em razão da paralisação do campeonato. Entre alguns dos atletas que deixaram o Estádio do Inamar estão os zagueiros Andrés Robles (se transferiu para o futebol alemão) e Naylhor (foi para o Brasiliense-DF). Desta maneira, o Netuno terá de ir ao mercado em busca de reforços.

“Provável que façamos (contratações), se encontrarmos, porque a situação é difícil, diferente de dezembro, estamos no meio da temporada e muitos jogadores disputaram o Paulista e restringe demais. Mas a intenção é realizar a contratação de cinco reposições, não passaria de seis, desde que a gente encontre alguém que faça a diferença”, explicou Toninho Cecílio. “Minha preocupação mais forte é a zaga. Estamos tentando repor para fazer um final de campeonato muito forte”, concluiu o comandante do Netuno. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;