Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ataque à natureza


Do Diário do Grande ABC

01/07/2020 | 23:59


Impactada fortemente pela pandemia e assustada com a letalidade do vírus, a população mundial se viu obrigada a mudar hábitos e praticamente ficar reclusa em casa para evitar disseminação ainda maior da doença. Especialistas avaliam que esse período ajudou na proteção do meio ambiente, livre de milhões de toneladas de monóxido de carbono lançadas no ar pela queima de combustíveis por veículos, que ficaram parados nas garagens, e indústrias, fechadas pelo isolamento físico imposto por governantes de todos os cantos do planeta. Também notaram que rios e mares estão com as águas mais limpas, pois têm recebido menos poluentes.

Não por acaso, o cuidar da natureza tem conquistado mais espaço na sociedade, porque o mal da pandemia fortaleceu o sentimento de que é possível. Infelizmente, a agressão ao meio ambiente no Grande ABC tem partido exatamente daquele que deveria ser o primeiro a protegê-lo, ou pelo menos fiscalizar para garantir sua proteção: o poder público.

No caso, a Prefeitura de São Bernardo, que em poucos dias autorizou a supressão de vegetação em extensa área na região central e poda de árvores tão drástica no entorno do Paço Municipal que especialistas chamam de decapitação, como mostra reportagem de hoje deste Diário.

A insensibilidade do governo do prefeito Orlando Morando é tamanha que não deu ouvidos aos desejos da população, que havia pedido à administração anterior – e tinha conquistado – a construção de parque na área verde que ora está sendo dizimada para dar lugar a mais um supermercado.

E também faz ouvidos moucos para os anseios do mundo em salvar a natureza quando permite que decepem árvores frondosas sob a desculpa de que podem significar risco em épocas de chuvas. Mas sabe-se que já enfrentaram muitas tempestades sem nunca ter causado mal nenhum. Tanto que há muitos anos enfeitam aquela região. Também argumenta o governo que são exóticas e por isso não deveriam estar ali, que serão substituídas por plantas nativas. Se a equipe de Morando diz a verdade, só o tempo dirá. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ataque à natureza

Do Diário do Grande ABC

01/07/2020 | 23:59


Impactada fortemente pela pandemia e assustada com a letalidade do vírus, a população mundial se viu obrigada a mudar hábitos e praticamente ficar reclusa em casa para evitar disseminação ainda maior da doença. Especialistas avaliam que esse período ajudou na proteção do meio ambiente, livre de milhões de toneladas de monóxido de carbono lançadas no ar pela queima de combustíveis por veículos, que ficaram parados nas garagens, e indústrias, fechadas pelo isolamento físico imposto por governantes de todos os cantos do planeta. Também notaram que rios e mares estão com as águas mais limpas, pois têm recebido menos poluentes.

Não por acaso, o cuidar da natureza tem conquistado mais espaço na sociedade, porque o mal da pandemia fortaleceu o sentimento de que é possível. Infelizmente, a agressão ao meio ambiente no Grande ABC tem partido exatamente daquele que deveria ser o primeiro a protegê-lo, ou pelo menos fiscalizar para garantir sua proteção: o poder público.

No caso, a Prefeitura de São Bernardo, que em poucos dias autorizou a supressão de vegetação em extensa área na região central e poda de árvores tão drástica no entorno do Paço Municipal que especialistas chamam de decapitação, como mostra reportagem de hoje deste Diário.

A insensibilidade do governo do prefeito Orlando Morando é tamanha que não deu ouvidos aos desejos da população, que havia pedido à administração anterior – e tinha conquistado – a construção de parque na área verde que ora está sendo dizimada para dar lugar a mais um supermercado.

E também faz ouvidos moucos para os anseios do mundo em salvar a natureza quando permite que decepem árvores frondosas sob a desculpa de que podem significar risco em épocas de chuvas. Mas sabe-se que já enfrentaram muitas tempestades sem nunca ter causado mal nenhum. Tanto que há muitos anos enfeitam aquela região. Também argumenta o governo que são exóticas e por isso não deveriam estar ali, que serão substituídas por plantas nativas. Se a equipe de Morando diz a verdade, só o tempo dirá. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;