Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Governistas dão aval a cobrança de explicações sobre área verde de São Bernardo


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

30/06/2020 | 22:33


Composta por integrantes da base de sustentação do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), na Câmara, a comissão de defesa do meio ambiente no Legislativo conseguiu emplacar requerimento cobrando da Prefeitura informações sobre a construção de um supermercado do Grupo Bem Barato em área verde na região central da cidade.

O presidente do bloco é Gordo da Adega (Republicanos). Tem como vice Pastor Zezinho Soares (PSDB) e secretário Ivan Silva (PP).

O Grupo Bem Barato arrematou parte do terreno que pertenceu, no passado, à antiga Fiação e Tecelagem Tognato – no ano passado, pagou R$ 42,1 milhões por quase 10 mil metros quadrados do espaço com 42 mil metros quadrados. Árvores foram cortadas para a instalação da unidade, gerando revolta da população local.

Há suspeita de benefícios ao grupo supermercadista pelo fato de ter havido, na época do leilão, redução de alíquota do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis). Outro item contestado é a ausência de anuência da Comissão Municipal de Meio Ambiente.

No documento de solicitação de informações do Paço, a comissão argumenta que a ouvidoria legislativa recebeu reclamação de munícipe sobre o caso. O bloco pede detalhes sobre o tamanho do supermercado, se houve mais de um interessado pelo terreno arrematado, qual a compensação ambiental, se foi confeccionado estudo de impacto de vizinhança e qual será a localização da entrada de saída de veículos.

Líder de governo, Pery Cartola (PSDB) afirmou que o requerimento “é bem-vindo” e que poderá sanar dúvidas dos vereadores. “Eu mesmo não sei de todos os trâmites envolvendo o processo envolvendo o terreno e o mercado Bem Barato”, declarou o vereador.

O assunto gerou pequeno bate-boca entre os vereadores durante a sessão. Pery e Joilson Santos (PT) chegaram a discutir, fora da tribuna, logo após as falas. O requerimento foi aprovado com 18 votos a zero. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governistas dão aval a cobrança de explicações sobre área verde de São Bernardo

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

30/06/2020 | 22:33


Composta por integrantes da base de sustentação do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), na Câmara, a comissão de defesa do meio ambiente no Legislativo conseguiu emplacar requerimento cobrando da Prefeitura informações sobre a construção de um supermercado do Grupo Bem Barato em área verde na região central da cidade.

O presidente do bloco é Gordo da Adega (Republicanos). Tem como vice Pastor Zezinho Soares (PSDB) e secretário Ivan Silva (PP).

O Grupo Bem Barato arrematou parte do terreno que pertenceu, no passado, à antiga Fiação e Tecelagem Tognato – no ano passado, pagou R$ 42,1 milhões por quase 10 mil metros quadrados do espaço com 42 mil metros quadrados. Árvores foram cortadas para a instalação da unidade, gerando revolta da população local.

Há suspeita de benefícios ao grupo supermercadista pelo fato de ter havido, na época do leilão, redução de alíquota do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis). Outro item contestado é a ausência de anuência da Comissão Municipal de Meio Ambiente.

No documento de solicitação de informações do Paço, a comissão argumenta que a ouvidoria legislativa recebeu reclamação de munícipe sobre o caso. O bloco pede detalhes sobre o tamanho do supermercado, se houve mais de um interessado pelo terreno arrematado, qual a compensação ambiental, se foi confeccionado estudo de impacto de vizinhança e qual será a localização da entrada de saída de veículos.

Líder de governo, Pery Cartola (PSDB) afirmou que o requerimento “é bem-vindo” e que poderá sanar dúvidas dos vereadores. “Eu mesmo não sei de todos os trâmites envolvendo o processo envolvendo o terreno e o mercado Bem Barato”, declarou o vereador.

O assunto gerou pequeno bate-boca entre os vereadores durante a sessão. Pery e Joilson Santos (PT) chegaram a discutir, fora da tribuna, logo após as falas. O requerimento foi aprovado com 18 votos a zero. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;