Fechar
Publicidade

Domingo, 12 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Katy Perry revela que considerou suicídio em 2017, após término com Orlando Bloom



29/06/2020 | 12:10


Katy Perry abriu o coração em entrevista à rádio SiriusXM CBC. A cantora, que atualmente está grávida de Orlando Bloom, de quem também é noiva, revelou que considerou suicídio em 2017, quando sua vida pessoal e profissional não estava muito bem. Na época, Katy e Orlando estavam separados e ela tinha lançado o seu álbum Witness, que não fez muito sucesso e teve um desempenho ruim nas paradas musicais.

- Minha carreira estava nessa trajetória que subia, subia e subia, e então tive uma pequena mudança, não tão grande se vemos uma perspectiva externa. Mas para mim era sísmica [de grande impacto]. Eu tinha me doado tanto, e isso literalmente me partiu ao meio. Eu tinha terminado com meu namorado, que agora é o pai do meu futuro bebê. E aí fiquei empolgada em voar alto no próximo disco. Mas a validação não me fez bem, então eu apenas desmoronei.

Felizmente, a fé de Katy a ajudou a se curar com o tempo.

- Foi tão importante para mim ter desmoronado, para que assim eu pudesse encontrar minha totalidade de uma maneira totalmente diferente. E ser mais dimensional do que apenas viver minha vida como uma estrela pop sedenta o tempo todo. A gratidão é provavelmente a coisa que salvou a minha vida, porque se eu não a achasse, teria mergulhado na minha própria tristeza e provavelmente entrado de cabeça nela. Mas encontrei maneiras de agradecer. Se ficar muito, muito difícil, eu vou e digo: Sou grata, sou grata!, mesmo estando de mau humor.

Agora, a artista sabe melhor como lidar com seus problemas psicológicos.

-

A esperança sempre foi uma opção para mim, por causa do meu relacionamento com Deus e de algo que é maior que eu. É claro que se sou eu quem está controlando meu destino, eu vou ser a única a jogá-lo no chão. Minha esperança é que algo maior que eu tenha me criado para um propósito e me criado por uma razão, que não seja descartável, e que toda pessoa tenha sido criada para um propósito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Katy Perry revela que considerou suicídio em 2017, após término com Orlando Bloom


29/06/2020 | 12:10


Katy Perry abriu o coração em entrevista à rádio SiriusXM CBC. A cantora, que atualmente está grávida de Orlando Bloom, de quem também é noiva, revelou que considerou suicídio em 2017, quando sua vida pessoal e profissional não estava muito bem. Na época, Katy e Orlando estavam separados e ela tinha lançado o seu álbum Witness, que não fez muito sucesso e teve um desempenho ruim nas paradas musicais.

- Minha carreira estava nessa trajetória que subia, subia e subia, e então tive uma pequena mudança, não tão grande se vemos uma perspectiva externa. Mas para mim era sísmica [de grande impacto]. Eu tinha me doado tanto, e isso literalmente me partiu ao meio. Eu tinha terminado com meu namorado, que agora é o pai do meu futuro bebê. E aí fiquei empolgada em voar alto no próximo disco. Mas a validação não me fez bem, então eu apenas desmoronei.

Felizmente, a fé de Katy a ajudou a se curar com o tempo.

- Foi tão importante para mim ter desmoronado, para que assim eu pudesse encontrar minha totalidade de uma maneira totalmente diferente. E ser mais dimensional do que apenas viver minha vida como uma estrela pop sedenta o tempo todo. A gratidão é provavelmente a coisa que salvou a minha vida, porque se eu não a achasse, teria mergulhado na minha própria tristeza e provavelmente entrado de cabeça nela. Mas encontrei maneiras de agradecer. Se ficar muito, muito difícil, eu vou e digo: Sou grata, sou grata!, mesmo estando de mau humor.

Agora, a artista sabe melhor como lidar com seus problemas psicológicos.

-

A esperança sempre foi uma opção para mim, por causa do meu relacionamento com Deus e de algo que é maior que eu. É claro que se sou eu quem está controlando meu destino, eu vou ser a única a jogá-lo no chão. Minha esperança é que algo maior que eu tenha me criado para um propósito e me criado por uma razão, que não seja descartável, e que toda pessoa tenha sido criada para um propósito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;