Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

'Provavelmente superamos a pior fase da crise do coronavírus', diz Lagarde

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presidente do Banco Central Europeu ressaltou que o choque atual é mais grave do que a crise financeira de 2008



26/06/2020 | 08:28


A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta sexta-feira que "provavelmente superamos a pior fase" da crise do novo coronavírus, mas ressaltou que o choque atual é mais grave do que a crise financeira de 2008 e que há um sentimento de cautela em relação à possibilidade de uma segunda onda de infecções pela covid-19.

Em evento virtual promovido pela Convenção de Líderes Empresariais Europeus, Lagarde previu que a recuperação econômica será complicada em meio a tantas incertezas.

Lagarde também comentou que os níveis de poupança cresceram substancialmente nos últimos dois meses, mas fez a ressalva de que vai demorar um pouco antes que esse movimento se traduza em mais investimentos e gastos.

Lagarde disse ainda que os bancos centrais globais têm respondido a crise atual de "forma maciça" e reiterou que o mandato do BCE continua sendo o mesmo, ou seja, focar a estabilidade dos preços.

Referindo-se ao Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês), Lagarde afirmou que o BCE sabia que "tinha mais a fazer" para garantir liquidez suficiente e possibilitar que os bancos continuassem "emprestando para a economia".

Lagarde também destacou que, para combater a atual crise, é preciso usar todos os instrumentos disponíveis nas frentes monetária e fiscal. "Pelo menos uma vez, as políticas monetária e fiscal têm trabalhado juntas", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Provavelmente superamos a pior fase da crise do coronavírus', diz Lagarde

Presidente do Banco Central Europeu ressaltou que o choque atual é mais grave do que a crise financeira de 2008


26/06/2020 | 08:28


A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta sexta-feira que "provavelmente superamos a pior fase" da crise do novo coronavírus, mas ressaltou que o choque atual é mais grave do que a crise financeira de 2008 e que há um sentimento de cautela em relação à possibilidade de uma segunda onda de infecções pela covid-19.

Em evento virtual promovido pela Convenção de Líderes Empresariais Europeus, Lagarde previu que a recuperação econômica será complicada em meio a tantas incertezas.

Lagarde também comentou que os níveis de poupança cresceram substancialmente nos últimos dois meses, mas fez a ressalva de que vai demorar um pouco antes que esse movimento se traduza em mais investimentos e gastos.

Lagarde disse ainda que os bancos centrais globais têm respondido a crise atual de "forma maciça" e reiterou que o mandato do BCE continua sendo o mesmo, ou seja, focar a estabilidade dos preços.

Referindo-se ao Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês), Lagarde afirmou que o BCE sabia que "tinha mais a fazer" para garantir liquidez suficiente e possibilitar que os bancos continuassem "emprestando para a economia".

Lagarde também destacou que, para combater a atual crise, é preciso usar todos os instrumentos disponíveis nas frentes monetária e fiscal. "Pelo menos uma vez, as políticas monetária e fiscal têm trabalhado juntas", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;