Fechar
Publicidade

Domingo, 12 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Caminhão reforça combate aos pancadões em Diadema

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Foram investidos R$ 18 mil na reforma do equipamento; utilização começa no fim de semana


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

26/06/2020 | 00:01


A GCM (Guarda Civil Municipal) de Diadema ganhou importante reforço no combate aos pancadões, festas clandestinas que promovem aglomerações de pessoas. Um caminhão equipado com jato de água começa a ser utilizado no próximo fim de semana nas ações da guarda, que ocorrem em parceria com as polícias Civil e Militar.
A administração municipal explicou que o equipamento é próprio, patrimônio da Prefeitura, e que estava a serviço do Corpo de Bombeiros no posto de Diadema. A corporação realizou a aquisição de um veículo mais moderno e o que vai ser usado nas operações foi incorporado à frota da GCM.

Para o veículo ser colocado em operação, a Prefeitura investiu R$ 18 mil na adaptação e automação do canhão monitor (nome técnico do local por onde sai a água), com recursos oriundos do Fundo Municipal de Segurança Pública. A pintura e grades de proteção foram adquiridas por meio de parcerias com empresas do município.
Desde o início da quarentena, que visa reduzir o contágio do novo coronavírus, foram registradas 71 ocorrências de pancadões na cidade.

A administração ressaltou que a metodologia de trabalho empregada na concepção deste caminhão foi amplamente estudada, aplicando-se o uso diferenciado da força por meio de material de menor potencial ofensivo (água) e visando menor risco de lesão e efeitos colaterais, em todas as partes envolvidas nas operações de restabelecimento do sossego público.

NA REGIÃO
O Diário mostrou em 11 de maio que os pancadões persistem durante a quarentena em toda o Grande ABC. Segundo as prefeituras de Santo André, Diadema e Mauá, existem nos municípios 21 pontos viciados. Entre os dias 20 de março e 4 de maio, as duas primeiras cidades registraram 173 denúncias. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Caminhão reforça combate aos pancadões em Diadema

Foram investidos R$ 18 mil na reforma do equipamento; utilização começa no fim de semana

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

26/06/2020 | 00:01


A GCM (Guarda Civil Municipal) de Diadema ganhou importante reforço no combate aos pancadões, festas clandestinas que promovem aglomerações de pessoas. Um caminhão equipado com jato de água começa a ser utilizado no próximo fim de semana nas ações da guarda, que ocorrem em parceria com as polícias Civil e Militar.
A administração municipal explicou que o equipamento é próprio, patrimônio da Prefeitura, e que estava a serviço do Corpo de Bombeiros no posto de Diadema. A corporação realizou a aquisição de um veículo mais moderno e o que vai ser usado nas operações foi incorporado à frota da GCM.

Para o veículo ser colocado em operação, a Prefeitura investiu R$ 18 mil na adaptação e automação do canhão monitor (nome técnico do local por onde sai a água), com recursos oriundos do Fundo Municipal de Segurança Pública. A pintura e grades de proteção foram adquiridas por meio de parcerias com empresas do município.
Desde o início da quarentena, que visa reduzir o contágio do novo coronavírus, foram registradas 71 ocorrências de pancadões na cidade.

A administração ressaltou que a metodologia de trabalho empregada na concepção deste caminhão foi amplamente estudada, aplicando-se o uso diferenciado da força por meio de material de menor potencial ofensivo (água) e visando menor risco de lesão e efeitos colaterais, em todas as partes envolvidas nas operações de restabelecimento do sossego público.

NA REGIÃO
O Diário mostrou em 11 de maio que os pancadões persistem durante a quarentena em toda o Grande ABC. Segundo as prefeituras de Santo André, Diadema e Mauá, existem nos municípios 21 pontos viciados. Entre os dias 20 de março e 4 de maio, as duas primeiras cidades registraram 173 denúncias. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;