Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Fraudes contra seguradoras de veículos aumentam 117% em meio a pandemia

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Os dados são obtidos por meio de tecnologia,que considera o cruzamento das informações relatadas pelas vítimas


Da Redação
Do Garagem360

22/06/2020 | 13:18


O número das fraudes contra seguros de veículos aumentou em 117% em maio de 2020 comparado com o mesmo período de 2019, segundo dados de um levantamento realizado pela Ituran Brasil.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Fraudes contra seguradoras de veículos

Levando-se em conta apenas os casos de roubo e furto de veículos, os dados mostram que, no intervalo entre os dias 1 e 24 maio do ano passado, a cada 100 queixas, 6 eram fraudes. Neste mesmo período de 2020, a cada 100 denúncias, 13 são fraudulentas.

Os dados são obtidos por meio de tecnologia única, utilizada pela Ituran Brasil, que considera o cruzamento das informações relatadas pelas vítimas, com os dados dos rastreadores instalados nos veículos e interpretados por algoritmos de inteligência artificial. A base com o número de veículos e o total de casos registrados de roubos e furtos é considerada estratégica pela empresa e, portanto, sigilosa.

LEIA MAIS: Coronavírus reduz em 50% a circulação de veículos no País, diz estudo
Procura por serviços automotivos cresce 89% durante a pandemia

De acordo com Rodrigo Boutti, gerente de operações da Ituran Brasil são diversos os fatores que levam as pessoas a tentarem fraudar. “A combinação da diferença entre o valor da Fipe, versus o valor de mercado, queda na renda das famílias e falta de necessidade do carro para se deslocar são os principais fatores para o aumento nos casos. Como muitos não precisam mais se locomover para trabalhar, o carro vira apenas ‘um custo’ e, por isto, visto como algo que precisa ser eliminado”, esclarece Rodrigo.

“Por conta do isolamento devido a pandemia do novo coronavírus, o mercado de veículos está parado, principalmente o de carros usados, o que leva a uma queda no preço. As pessoas que compraram seus veículos antes da pandemia, estão vendo os seus bens perderem valor, principalmente se houver avarias”, diz Rodrigo.

Para o gerente de operações da Ituran Brasil, a queda na renda das famílias, provocada pelo desemprego de um dos membros ou da redução de salários também influencia no aumento das tentativas de fraude. “Na Tabela Fipe – referência para o pagamento das indenizações – o valor está muito mais atrativo do que o valor atual de mercado do carro. Então, em vez de venderem por um preço mais baixo, muitos tentam enganar as seguradoras para receber mais”, pondera Boutti.

Quem tenta burlar o sistema das seguradoras está cometendo crime e, portanto, sujeito às penalidades impostas pela lei. O indivíduo pode ser acusado de estelionato e obter uma pena de um a cinco anos e pagar uma multa. Além disso, ele também pode ser condenado por comunicação falsa de crime ou de contravenção e comprir uma pena de detenção de um a seis meses, ou o pagamento de multa.

10 carros mais vendidos no mundo

Se o Chevrolet Onix domina as vendas no Brasil e na América do Sul, no mundo o Toyota Corolla segue firme no ranking de emplacamentos. É o que revela os dados da consultoria Focus2Move, cujas informações apontam que o modelo é o carro mais vendido no planeta em 2020 (até fevereiro).

Na galeria, confira quais são os 10 modelos mais vendidos neste ano.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fraudes contra seguradoras de veículos aumentam 117% em meio a pandemia

Os dados são obtidos por meio de tecnologia,que considera o cruzamento das informações relatadas pelas vítimas

Da Redação
Do Garagem360

22/06/2020 | 13:18


O número das fraudes contra seguros de veículos aumentou em 117% em maio de 2020 comparado com o mesmo período de 2019, segundo dados de um levantamento realizado pela Ituran Brasil.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Fraudes contra seguradoras de veículos

Levando-se em conta apenas os casos de roubo e furto de veículos, os dados mostram que, no intervalo entre os dias 1 e 24 maio do ano passado, a cada 100 queixas, 6 eram fraudes. Neste mesmo período de 2020, a cada 100 denúncias, 13 são fraudulentas.

Os dados são obtidos por meio de tecnologia única, utilizada pela Ituran Brasil, que considera o cruzamento das informações relatadas pelas vítimas, com os dados dos rastreadores instalados nos veículos e interpretados por algoritmos de inteligência artificial. A base com o número de veículos e o total de casos registrados de roubos e furtos é considerada estratégica pela empresa e, portanto, sigilosa.

LEIA MAIS: Coronavírus reduz em 50% a circulação de veículos no País, diz estudo
Procura por serviços automotivos cresce 89% durante a pandemia

De acordo com Rodrigo Boutti, gerente de operações da Ituran Brasil são diversos os fatores que levam as pessoas a tentarem fraudar. “A combinação da diferença entre o valor da Fipe, versus o valor de mercado, queda na renda das famílias e falta de necessidade do carro para se deslocar são os principais fatores para o aumento nos casos. Como muitos não precisam mais se locomover para trabalhar, o carro vira apenas ‘um custo’ e, por isto, visto como algo que precisa ser eliminado”, esclarece Rodrigo.

“Por conta do isolamento devido a pandemia do novo coronavírus, o mercado de veículos está parado, principalmente o de carros usados, o que leva a uma queda no preço. As pessoas que compraram seus veículos antes da pandemia, estão vendo os seus bens perderem valor, principalmente se houver avarias”, diz Rodrigo.

Para o gerente de operações da Ituran Brasil, a queda na renda das famílias, provocada pelo desemprego de um dos membros ou da redução de salários também influencia no aumento das tentativas de fraude. “Na Tabela Fipe – referência para o pagamento das indenizações – o valor está muito mais atrativo do que o valor atual de mercado do carro. Então, em vez de venderem por um preço mais baixo, muitos tentam enganar as seguradoras para receber mais”, pondera Boutti.

Quem tenta burlar o sistema das seguradoras está cometendo crime e, portanto, sujeito às penalidades impostas pela lei. O indivíduo pode ser acusado de estelionato e obter uma pena de um a cinco anos e pagar uma multa. Além disso, ele também pode ser condenado por comunicação falsa de crime ou de contravenção e comprir uma pena de detenção de um a seis meses, ou o pagamento de multa.

10 carros mais vendidos no mundo

Se o Chevrolet Onix domina as vendas no Brasil e na América do Sul, no mundo o Toyota Corolla segue firme no ranking de emplacamentos. É o que revela os dados da consultoria Focus2Move, cujas informações apontam que o modelo é o carro mais vendido no planeta em 2020 (até fevereiro).

Na galeria, confira quais são os 10 modelos mais vendidos neste ano.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;