Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Zona Azul retoma cobranças em vagas de rotativas na região

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estacionamento em vias públicas de seis cidades tinham sido liberados desde o início da pandemia


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

18/06/2020 | 23:58


 Seis das sete cidades do Grande ABC, com exceção de Rio Grande da Serra, que não possui o serviço, retomaram as cobranças de Zona Azul nas ruas e avenidas da região. A suspensão do serviço aconteceu em março, no início da pandemia causada pela Covid-19 e tinha como meta facilitar o acesso de motoristas a vagas para deslocamentos de extrema necessidade.

Santo André foi a primeira cidade a retomar os serviços, ainda em abril. A Prefeitura informa que o sistema tem 4.743 vagas e as cobranças podem ser feitas pelo Aplicativo Estapar – Vaga Inteligente ou por meio de cartão recarga, cartão débito, de crédito, além de dinheiro no ponto de venda móvel com agentes operacionais da Hora Park, responsável pelo serviço. Os preços continuam os mesmos, podendo variar de R$ 1 a R$ 4, dependendo do tempo de estacionamento.

Em São Bernardo, o sistema da empresa Estapar conta com 31 mil usuários e o serviço foi retomado na terça-feira, um dia após a flexibilização do comércio e serviço realizada pela Prefeitura. Os usuários podem pagar a Zona Azul Digital pelo aplicativo Vaga Inteligente.

Em São Caetano, as cobranças retomaram na segunda-feira. São cerca de 3.900 vagas em pelo menos 100 vias sinalizadas pela área central da cidade e em pontos específicos pelos bairros. A cobrança do serviço também pode ser feita pelo aplicativo ou cartão.

Já em Diadema, a Zona Azul foi retomada quarta-feira, com as cobranças sendo feitas via aplicativo, mas também por meio da venda de tíquetes por monitores e postos de venda. O serviço atende 1.256 vagas em 75 vias. A tarifa é de R$ 2 por hora.
Já em Mauá, o retorno do serviço aconteceu segunda-feira. A cidade possui 1.190 vagas no total. As cobranças na cidade são feitas por agentes de fiscalização, via aplicativo.

Por fim, em Ribeirão Pires a Zona Azul foi retomada na segunda-feira. O sistema é mantido por convênio entre a Prefeitura e a Aciarp (Associação Comercial de Ribeirão Pires), e possui cerca de 360 vagas. O serviço funciona a partir da venda de talões pelos monitores e dos estabelecimentos devidamente autorizados.

As prefeituras reforçam que o serviço é importante para que haja rotatividade nas vagas, ou seja, para que um munícipe não estacione o carro por longo período, diminuindo a oferta. O estacionamento sem o pagamento da tarifa ocasiona punição das administradoras e, se o motorista não quitar o débito, está sujeito as infrações de trânsito, como estacionamento irregular.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Zona Azul retoma cobranças em vagas de rotativas na região

Estacionamento em vias públicas de seis cidades tinham sido liberados desde o início da pandemia

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

18/06/2020 | 23:58


 Seis das sete cidades do Grande ABC, com exceção de Rio Grande da Serra, que não possui o serviço, retomaram as cobranças de Zona Azul nas ruas e avenidas da região. A suspensão do serviço aconteceu em março, no início da pandemia causada pela Covid-19 e tinha como meta facilitar o acesso de motoristas a vagas para deslocamentos de extrema necessidade.

Santo André foi a primeira cidade a retomar os serviços, ainda em abril. A Prefeitura informa que o sistema tem 4.743 vagas e as cobranças podem ser feitas pelo Aplicativo Estapar – Vaga Inteligente ou por meio de cartão recarga, cartão débito, de crédito, além de dinheiro no ponto de venda móvel com agentes operacionais da Hora Park, responsável pelo serviço. Os preços continuam os mesmos, podendo variar de R$ 1 a R$ 4, dependendo do tempo de estacionamento.

Em São Bernardo, o sistema da empresa Estapar conta com 31 mil usuários e o serviço foi retomado na terça-feira, um dia após a flexibilização do comércio e serviço realizada pela Prefeitura. Os usuários podem pagar a Zona Azul Digital pelo aplicativo Vaga Inteligente.

Em São Caetano, as cobranças retomaram na segunda-feira. São cerca de 3.900 vagas em pelo menos 100 vias sinalizadas pela área central da cidade e em pontos específicos pelos bairros. A cobrança do serviço também pode ser feita pelo aplicativo ou cartão.

Já em Diadema, a Zona Azul foi retomada quarta-feira, com as cobranças sendo feitas via aplicativo, mas também por meio da venda de tíquetes por monitores e postos de venda. O serviço atende 1.256 vagas em 75 vias. A tarifa é de R$ 2 por hora.
Já em Mauá, o retorno do serviço aconteceu segunda-feira. A cidade possui 1.190 vagas no total. As cobranças na cidade são feitas por agentes de fiscalização, via aplicativo.

Por fim, em Ribeirão Pires a Zona Azul foi retomada na segunda-feira. O sistema é mantido por convênio entre a Prefeitura e a Aciarp (Associação Comercial de Ribeirão Pires), e possui cerca de 360 vagas. O serviço funciona a partir da venda de talões pelos monitores e dos estabelecimentos devidamente autorizados.

As prefeituras reforçam que o serviço é importante para que haja rotatividade nas vagas, ou seja, para que um munícipe não estacione o carro por longo período, diminuindo a oferta. O estacionamento sem o pagamento da tarifa ocasiona punição das administradoras e, se o motorista não quitar o débito, está sujeito as infrações de trânsito, como estacionamento irregular.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;