Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Hezbollah assume papel moderado na vida política


Do Diário do Grande ABC

29/05/2000 | 12:22


O movimento integrista libanês xiita Hezbollah está apostando na moderaçao, tanto no plano interno quanto externo, para preservar os frutos de sua vitória sobre Israel e para consolidar-se como uma verdadeira força a serviço do povo libanês.

``Depois de sua incontestável vitória, o Hezbollah nao quer passos em falso, que venham a colocar sua vitória em perigo'', afirmou nesta segunda-feira Ahmad Beydun, professor universitário libanês de sociologia e especialista neste movimento.

Nos últimos dias, seu chefe, o xeque Hassan Nasralá, abandonou o tom beligerante dos últimos anos para assumir a imagem de um homem que coloca os interesses do Líbano acima de qualquer outra consideraçao.

``Sejam autênticos libaneses. É preciso preservar esta vitória com esforço, sacrifício e modéstia'', proclamou o dirigente na sexta-feira passada ante 100 mil de seus partidários, congregados a 3 km da fronteira com Israel.

Nasralá multiplicou os gestos conciliadores desde a retirada israelense, como nao permitir a presença de seus homens presentes nas localidades cristas do Sul e tentar a todo momento apaziguar o ardor das pessoas que jogam pedras contra os soldados israelenses de Kfar Kila.

O xeque, que insiste que sua organizaçao ``nao tem a intençao de substituir o Estado'', reconheceu ter ``exagerado'' quando, poucos dias antes da retirada, pediu que os ``colaboracionistas fossem degolados''.

O Hezbollah deve ``passar da luta armada para um novo discurso político, que nao vá contra as aspiraçoes de um povo ansioso em saborear a calma e a liberdade'', enfatizou Beydun.

No plano internacional, o xeque Nasralá estendeu a mao à França, depois do esfriamento das relaçoes ocorrido devido às declaraçoes feitas, em março passado, pelo primeiro-ministro francês, Lionel Jospin, que classificou de ``atos terroristas'' as operaçoes do movimento integrista contra Israel.

Para Beydun, através de uma ampla e eficiente rede social, cultural e escolar, a formaçao integrista tentará reforçar sua implantaçao nas regioes xiitas, em detrimento de seu adversário político, o movimiento Amal, ante as eleiçoes legislativas do próximo verao (boreal).

Esta nova postura moderada do movimento contrasta com os primeiros aos deste movimento, nascido depois da invasao israelense de 1982, graças a um centena de Pasdarans (Guardiaes da Revoluçao) iranianos, instalados na planície libanesa de Becaa, sob controle sírio, quando foi acusado pelos atentados mortais contra soldados americanos e franceses da Força Multinacional, em 1983, e de ter seqüestrado ocidentais em 1985.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Hezbollah assume papel moderado na vida política

Do Diário do Grande ABC

29/05/2000 | 12:22


O movimento integrista libanês xiita Hezbollah está apostando na moderaçao, tanto no plano interno quanto externo, para preservar os frutos de sua vitória sobre Israel e para consolidar-se como uma verdadeira força a serviço do povo libanês.

``Depois de sua incontestável vitória, o Hezbollah nao quer passos em falso, que venham a colocar sua vitória em perigo'', afirmou nesta segunda-feira Ahmad Beydun, professor universitário libanês de sociologia e especialista neste movimento.

Nos últimos dias, seu chefe, o xeque Hassan Nasralá, abandonou o tom beligerante dos últimos anos para assumir a imagem de um homem que coloca os interesses do Líbano acima de qualquer outra consideraçao.

``Sejam autênticos libaneses. É preciso preservar esta vitória com esforço, sacrifício e modéstia'', proclamou o dirigente na sexta-feira passada ante 100 mil de seus partidários, congregados a 3 km da fronteira com Israel.

Nasralá multiplicou os gestos conciliadores desde a retirada israelense, como nao permitir a presença de seus homens presentes nas localidades cristas do Sul e tentar a todo momento apaziguar o ardor das pessoas que jogam pedras contra os soldados israelenses de Kfar Kila.

O xeque, que insiste que sua organizaçao ``nao tem a intençao de substituir o Estado'', reconheceu ter ``exagerado'' quando, poucos dias antes da retirada, pediu que os ``colaboracionistas fossem degolados''.

O Hezbollah deve ``passar da luta armada para um novo discurso político, que nao vá contra as aspiraçoes de um povo ansioso em saborear a calma e a liberdade'', enfatizou Beydun.

No plano internacional, o xeque Nasralá estendeu a mao à França, depois do esfriamento das relaçoes ocorrido devido às declaraçoes feitas, em março passado, pelo primeiro-ministro francês, Lionel Jospin, que classificou de ``atos terroristas'' as operaçoes do movimento integrista contra Israel.

Para Beydun, através de uma ampla e eficiente rede social, cultural e escolar, a formaçao integrista tentará reforçar sua implantaçao nas regioes xiitas, em detrimento de seu adversário político, o movimiento Amal, ante as eleiçoes legislativas do próximo verao (boreal).

Esta nova postura moderada do movimento contrasta com os primeiros aos deste movimento, nascido depois da invasao israelense de 1982, graças a um centena de Pasdarans (Guardiaes da Revoluçao) iranianos, instalados na planície libanesa de Becaa, sob controle sírio, quando foi acusado pelos atentados mortais contra soldados americanos e franceses da Força Multinacional, em 1983, e de ter seqüestrado ocidentais em 1985.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;