Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Dona do mundo de ‘Chromatica’

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Lady Gaga revela mescla de sonoridades da música pop em seu sexto álbum


Luís Felipe Soares

13/06/2020 | 23:59


Lady Gaga se transformou em uma figura um tanto quanto mítica dentro da cultura pop. Os sucessos musicais parecem ser apenas uma parte de seu talento, que abrange produções ligadas a conceitos visuais, roupas e conexão com questões humanitárias. A agenda dos últimos anos tem feito brilhar a norte-americana Stefani Joanne Angelina Germanotta e suas experimentações artísticas, sendo que a persona que a fez ser conhecida globalmente estava adormecida para o grande público. O retorno dessa figura chamativa ocorre por meio das faixas presentes em Chromatica, seu sexto disco de estúdio e chamativo o bastante para ser considerado, talvez, o melhor álbum da carreira até agora.

Aos 34 anos e com mais de uma década desde seu estouro com o projeto The Fame (2008), a cantora explora diversas vertentes dentro da música pop. Elementos oitentistas e noventistas, sonoridades techno e dance estão presentes no passeio pelas 16 canções, todas com participação da protagonista na composição e no desenvolvimento. 

O estilo visual presente revela uma estrela pronta para levar ao público por viagem de cerca de 45 minutos por universo moderno sem tempo para baladas. 

O lançamento completo de Chromatica ocorreu no fim de maio, mas singles começaram a aquecer os fãs desde fevereiro, com Stupid Love puxando o carro. Outras já conhecidas, e que ganham destaque nas playlists atuais, são Rain on Me, parceria com Ariana Grande, e Sour Candy, canção com a participação do grupo coreano feminino Blackpink. 

As multifacetas de Lady Gaga chamam a atenção de qualquer maneira e ela faz desse aspecto a força para se manter atuante em nível satisfatório. Os pulos dados entre o arsenal de hits dançantes do início, a instrospecção de Joanne (2016), a coleção de prêmios por Shallow (de versão estrelada por ela do filme Nasce Uma Estrela, de 2018) e as experimentações atuais dificilmente serão esquecidos dentro do universo pop contemporâneo. O mundo de ficção científica de Chromatica é a parada atual, com o público sendo convidado a visitá-lo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dona do mundo de ‘Chromatica’

Lady Gaga revela mescla de sonoridades da música pop em seu sexto álbum

Luís Felipe Soares

13/06/2020 | 23:59


Lady Gaga se transformou em uma figura um tanto quanto mítica dentro da cultura pop. Os sucessos musicais parecem ser apenas uma parte de seu talento, que abrange produções ligadas a conceitos visuais, roupas e conexão com questões humanitárias. A agenda dos últimos anos tem feito brilhar a norte-americana Stefani Joanne Angelina Germanotta e suas experimentações artísticas, sendo que a persona que a fez ser conhecida globalmente estava adormecida para o grande público. O retorno dessa figura chamativa ocorre por meio das faixas presentes em Chromatica, seu sexto disco de estúdio e chamativo o bastante para ser considerado, talvez, o melhor álbum da carreira até agora.

Aos 34 anos e com mais de uma década desde seu estouro com o projeto The Fame (2008), a cantora explora diversas vertentes dentro da música pop. Elementos oitentistas e noventistas, sonoridades techno e dance estão presentes no passeio pelas 16 canções, todas com participação da protagonista na composição e no desenvolvimento. 

O estilo visual presente revela uma estrela pronta para levar ao público por viagem de cerca de 45 minutos por universo moderno sem tempo para baladas. 

O lançamento completo de Chromatica ocorreu no fim de maio, mas singles começaram a aquecer os fãs desde fevereiro, com Stupid Love puxando o carro. Outras já conhecidas, e que ganham destaque nas playlists atuais, são Rain on Me, parceria com Ariana Grande, e Sour Candy, canção com a participação do grupo coreano feminino Blackpink. 

As multifacetas de Lady Gaga chamam a atenção de qualquer maneira e ela faz desse aspecto a força para se manter atuante em nível satisfatório. Os pulos dados entre o arsenal de hits dançantes do início, a instrospecção de Joanne (2016), a coleção de prêmios por Shallow (de versão estrelada por ela do filme Nasce Uma Estrela, de 2018) e as experimentações atuais dificilmente serão esquecidos dentro do universo pop contemporâneo. O mundo de ficção científica de Chromatica é a parada atual, com o público sendo convidado a visitá-lo. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;