Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

S.Bernardo e Mauá publicam decreto com regras para reabertura do comércio na segunda-feira

Reprodução/Instragram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Expectativa é que até domingo demais municípios da região também divulguem normas para retomada


Vanessa Soares
Do Diário do Grande ABC

12/06/2020 | 14:44


As prefeituras de São Bernardo e Mauá publicaram no Diário Oficial dos municípios decretos com as regras da reabertura do comércio a partir desta segunda-feira (15), depois da autorização do governo de São Paulo. A expectativa é que até domingo (14) os demais municípios da região também divulguem as normas.

Nesta fase, denominada de controle pelo Plano São Paulo - que dá as diretrizes para flexibilização da quarentena em todo o Estado - 13 setores poderão retomar os serviços de atendimento ao público, desde que cumpram os horários pré-determinados, restritos a quatro horas diárias, e medidas sanitárias que serão fiscalizadas.

Em São Bernardo, a distribuição de serviços e horários ficou assim::
- Concessionárias e revendedores de veículos (13h às 17h)
- Escritórios (10h às 14h)
- Serviços de informação, comunicação e publicidade (10h às 14h)
- Atividades de edição de livros, jornais e revistas (10h às 14h)
- Lojas de departamento (11h às 15h)
- Shoppings (16h às 20h)
- Comércio atacadista e varejista (11h às 15h)
- Loja de bicicletas, peças e acessórios (11h às 15h)
- Lojas de móveis em ruas (11h às 15h)
- Shoppings populares e galerias comerciais (11h às 15h)
- Imobiliárias (10h às 14h)
- Comércio ambulante (11h às 15h)
- Alfaiates, ateliês de costuras, sapateiros e congêneres (11h às 15h)

Todos esses setores deverão garantir que não haja aglomeração, respeitar o distanciamento de 1,5m entre as pessoas, aferir a temperatura dos clientes, disponibilizar álcool em gel, restringir o acesso de consumidores, entre outras medidas sanitárias. Os comércios que não cumprirem as normas terão suas atividades interrompidas. A fiscalização ficará à cargo da Vigilância Sanitária, com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal). Moradores poderão denunciar o descumprimento destas medidas por meio do número 153 e do aplicativo São Bernardo na Palma da Mão.

“Fazemos um apelo para que os estabelecimentos autorizados cumpram estas medidas e incentivem, sempre que possível, o teletrabalho e o home office, principalmente para pessoas de grupo de risco e mães com filhos pequenos em idade escolar. A continuidade desta flexibilização depende de todos nós. Se houver um relaxamento das medidas de proteção, corremos o risco de retroceder. A retomada deve ser responsável, porque o vírus continua fazendo vítimas”, destacou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

O decreto também estabelece regras para o retorno de atividades em igrejas e templos religiosos e cultos de qualquer gênero, entre 7h e 20h. Para isso, a igrejas deverão limitar a duração de missas e cultos a no máximo 60 minutos, com intervalo mínimo de duas horas, desde que haja total desinfecção do local entre um culto e outro.

O transporte público municipal também voltará a funcionar com frota total. O objetivo principal da decisão é evitar aglomerações. A orientação é que os usuários mantenham as medidas de higiene e façam o uso de máscara para o embarque.

A operação do estacionamento rotativo, que estava suspensa desde 20 de março, será retomada na terça-feira (16). A empresa responsável pelo serviço, a Estapar, disponibilizará máscaras e frascos individuais com álcool em gel a todos os agentes, de forma a garantir a segurança dos colaboradores e dos usuários do sistema.

MAUÁ
Em Mauá, o tempo de funcionamento é restrito da mesma maneira. O que difere é o horário de permissão para alguns setores.

Em Mauá, a distribuição de serviços e horários ficou assim:
- Comércio não essencial (11h às 15)
- Shoppings (16h às 20h), sendo vedada a abertura das praças de alimentação que só poderão funcionar no sistema delivery e take away (retirada)
- Mini shoppings e comércio ambulante (10h às 14h)

Os estabelecimentos também deverão garantir o distanciamento mínimo de dois metros entre os clientes, sendo obrigatória a organização de filas de caixa e entrada, além de garantir que os locais permaneçam higienizados, sendo obrigatório o uso de máscaras de todos – colaboradores, atendentes e clientes, o fornecimento de álcool em gel no interior e entrada.

O decreto também recomenda o trabalho home office para funcionárias com filhos em idade escolar. O serviço de zona azul também volta a funcionar no município.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Bernardo e Mauá publicam decreto com regras para reabertura do comércio na segunda-feira

Expectativa é que até domingo demais municípios da região também divulguem normas para retomada

Vanessa Soares
Do Diário do Grande ABC

12/06/2020 | 14:44


As prefeituras de São Bernardo e Mauá publicaram no Diário Oficial dos municípios decretos com as regras da reabertura do comércio a partir desta segunda-feira (15), depois da autorização do governo de São Paulo. A expectativa é que até domingo (14) os demais municípios da região também divulguem as normas.

Nesta fase, denominada de controle pelo Plano São Paulo - que dá as diretrizes para flexibilização da quarentena em todo o Estado - 13 setores poderão retomar os serviços de atendimento ao público, desde que cumpram os horários pré-determinados, restritos a quatro horas diárias, e medidas sanitárias que serão fiscalizadas.

Em São Bernardo, a distribuição de serviços e horários ficou assim::
- Concessionárias e revendedores de veículos (13h às 17h)
- Escritórios (10h às 14h)
- Serviços de informação, comunicação e publicidade (10h às 14h)
- Atividades de edição de livros, jornais e revistas (10h às 14h)
- Lojas de departamento (11h às 15h)
- Shoppings (16h às 20h)
- Comércio atacadista e varejista (11h às 15h)
- Loja de bicicletas, peças e acessórios (11h às 15h)
- Lojas de móveis em ruas (11h às 15h)
- Shoppings populares e galerias comerciais (11h às 15h)
- Imobiliárias (10h às 14h)
- Comércio ambulante (11h às 15h)
- Alfaiates, ateliês de costuras, sapateiros e congêneres (11h às 15h)

Todos esses setores deverão garantir que não haja aglomeração, respeitar o distanciamento de 1,5m entre as pessoas, aferir a temperatura dos clientes, disponibilizar álcool em gel, restringir o acesso de consumidores, entre outras medidas sanitárias. Os comércios que não cumprirem as normas terão suas atividades interrompidas. A fiscalização ficará à cargo da Vigilância Sanitária, com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal). Moradores poderão denunciar o descumprimento destas medidas por meio do número 153 e do aplicativo São Bernardo na Palma da Mão.

“Fazemos um apelo para que os estabelecimentos autorizados cumpram estas medidas e incentivem, sempre que possível, o teletrabalho e o home office, principalmente para pessoas de grupo de risco e mães com filhos pequenos em idade escolar. A continuidade desta flexibilização depende de todos nós. Se houver um relaxamento das medidas de proteção, corremos o risco de retroceder. A retomada deve ser responsável, porque o vírus continua fazendo vítimas”, destacou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

O decreto também estabelece regras para o retorno de atividades em igrejas e templos religiosos e cultos de qualquer gênero, entre 7h e 20h. Para isso, a igrejas deverão limitar a duração de missas e cultos a no máximo 60 minutos, com intervalo mínimo de duas horas, desde que haja total desinfecção do local entre um culto e outro.

O transporte público municipal também voltará a funcionar com frota total. O objetivo principal da decisão é evitar aglomerações. A orientação é que os usuários mantenham as medidas de higiene e façam o uso de máscara para o embarque.

A operação do estacionamento rotativo, que estava suspensa desde 20 de março, será retomada na terça-feira (16). A empresa responsável pelo serviço, a Estapar, disponibilizará máscaras e frascos individuais com álcool em gel a todos os agentes, de forma a garantir a segurança dos colaboradores e dos usuários do sistema.

MAUÁ
Em Mauá, o tempo de funcionamento é restrito da mesma maneira. O que difere é o horário de permissão para alguns setores.

Em Mauá, a distribuição de serviços e horários ficou assim:
- Comércio não essencial (11h às 15)
- Shoppings (16h às 20h), sendo vedada a abertura das praças de alimentação que só poderão funcionar no sistema delivery e take away (retirada)
- Mini shoppings e comércio ambulante (10h às 14h)

Os estabelecimentos também deverão garantir o distanciamento mínimo de dois metros entre os clientes, sendo obrigatória a organização de filas de caixa e entrada, além de garantir que os locais permaneçam higienizados, sendo obrigatório o uso de máscaras de todos – colaboradores, atendentes e clientes, o fornecimento de álcool em gel no interior e entrada.

O decreto também recomenda o trabalho home office para funcionárias com filhos em idade escolar. O serviço de zona azul também volta a funcionar no município.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;