Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Clubes de futebol pleiteiam volta aos treinos a partir de segunda-feira

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Líder do Campeonato Paulista, Santo André vai usar estrutura de outra cidade na retomada das atividades; Estadual não tem data para reiniciar


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

10/06/2020 | 17:34


Os clubes que disputam a Série A-1 do Campeonato Paulista – Santo André e Água Santa estão na lista – estiveram reunidos virtualmente ontem com representantes da FPF (Federação Paulista de Futebol) e deram passo no sentido da retomada do Estadual. As equipes foram autorizadas a retomar, a partir de segunda-feira, os treinos físicos. Segundo o presidente do Ramalhão, Sidney Riquetto, no dia 25 será permitido os treinos com bola. Mas o recomeço do torneio, paralisado desde o fim de semana dos dias 14 e 15 de março, está indefinido.

A liberação das atividades vai depender das prefeituras das cidades nas quais as equipes estão sediadas. O Santo André já se prepara para arrumar as malas. Como o Estádio Bruno Daniel está sendo usado como hospital de campanha e a sede social no Parque Jaçatuba está fechada por decreto municipal, a equipe terá de treinar em outra cidade. “Vamos retomar as atividades, mas ainda não fechamos o local. Só vou confirmar depois que tiver a garantia da prefeitura de que será permitido os treinos no local”, explicou Sidney Riquetto.

O mandatário andreense, aliás, se mostrou chateado com a notícia de que o goleiro Fernando Henrique, um dos principais jogadores do elenco, assinou contrato ontem com o Brasiliense. Ele não faz mais parte dos planos. Segundo o presidente, o Ramalhão deve se apresentar com elenco reduzido, entre 20 e 22 jogadores dos que vinham atuando.

“Estou bem chateado com toda essa situação. Um campeonato que vinha se desenhando favorável para nós e agora temos essa situação. Uma pena tudo isso”, lamentou Riquetto, lembrando que o Santo André era o líder geral do Paulistão quando a competição foi paralisada, com os mesmos 19 pontos do Palmeiras, mas com vantagem nos critérios de desempate. 

Outro time do Grande ABC na disputa, o Água Santa espera conversa marcada pelos representantes da FPF com a Prefeitura de Diadema para voltar aos treinos. “O Água Santa volta aos treinos quando tiver autorização da Federação, que terá uma reunião com a Prefeitura (de Diadema). Continuamos aguardando, comentou o presidente Paulo Korek. 

Está marcada para hoje conversa entre sindicatos da área, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público e o governo de São Paulo, além da FPF e dos clubes. Objetivo é que seja criada mediação pré-judicial para que a retomada gradual aos trabalhos seja segura tanto nos aspectos de saúde como jurídicos.

Entre as medidas de segurança estão testes da Covid-19 em todo o grupo e os times entrariam em concentração total em hotéis ou centros de treinamento, saindo apenas para treinar e jogar. “Serão realizados exames em 35 pessoas, entre jogadores, comissão técnica e dirigentes. Não tendo nenhum contratempo neste sentido, os treinos com bola serão liberados a partir do dia 25, mas ainda não existe uma data para que os jogos aconteça. Isso vai depender da flexibilização do governo do Estado”, finalizou Riquetto. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Clubes de futebol pleiteiam volta aos treinos a partir de segunda-feira

Líder do Campeonato Paulista, Santo André vai usar estrutura de outra cidade na retomada das atividades; Estadual não tem data para reiniciar

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

10/06/2020 | 17:34


Os clubes que disputam a Série A-1 do Campeonato Paulista – Santo André e Água Santa estão na lista – estiveram reunidos virtualmente ontem com representantes da FPF (Federação Paulista de Futebol) e deram passo no sentido da retomada do Estadual. As equipes foram autorizadas a retomar, a partir de segunda-feira, os treinos físicos. Segundo o presidente do Ramalhão, Sidney Riquetto, no dia 25 será permitido os treinos com bola. Mas o recomeço do torneio, paralisado desde o fim de semana dos dias 14 e 15 de março, está indefinido.

A liberação das atividades vai depender das prefeituras das cidades nas quais as equipes estão sediadas. O Santo André já se prepara para arrumar as malas. Como o Estádio Bruno Daniel está sendo usado como hospital de campanha e a sede social no Parque Jaçatuba está fechada por decreto municipal, a equipe terá de treinar em outra cidade. “Vamos retomar as atividades, mas ainda não fechamos o local. Só vou confirmar depois que tiver a garantia da prefeitura de que será permitido os treinos no local”, explicou Sidney Riquetto.

O mandatário andreense, aliás, se mostrou chateado com a notícia de que o goleiro Fernando Henrique, um dos principais jogadores do elenco, assinou contrato ontem com o Brasiliense. Ele não faz mais parte dos planos. Segundo o presidente, o Ramalhão deve se apresentar com elenco reduzido, entre 20 e 22 jogadores dos que vinham atuando.

“Estou bem chateado com toda essa situação. Um campeonato que vinha se desenhando favorável para nós e agora temos essa situação. Uma pena tudo isso”, lamentou Riquetto, lembrando que o Santo André era o líder geral do Paulistão quando a competição foi paralisada, com os mesmos 19 pontos do Palmeiras, mas com vantagem nos critérios de desempate. 

Outro time do Grande ABC na disputa, o Água Santa espera conversa marcada pelos representantes da FPF com a Prefeitura de Diadema para voltar aos treinos. “O Água Santa volta aos treinos quando tiver autorização da Federação, que terá uma reunião com a Prefeitura (de Diadema). Continuamos aguardando, comentou o presidente Paulo Korek. 

Está marcada para hoje conversa entre sindicatos da área, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público e o governo de São Paulo, além da FPF e dos clubes. Objetivo é que seja criada mediação pré-judicial para que a retomada gradual aos trabalhos seja segura tanto nos aspectos de saúde como jurídicos.

Entre as medidas de segurança estão testes da Covid-19 em todo o grupo e os times entrariam em concentração total em hotéis ou centros de treinamento, saindo apenas para treinar e jogar. “Serão realizados exames em 35 pessoas, entre jogadores, comissão técnica e dirigentes. Não tendo nenhum contratempo neste sentido, os treinos com bola serão liberados a partir do dia 25, mas ainda não existe uma data para que os jogos aconteça. Isso vai depender da flexibilização do governo do Estado”, finalizou Riquetto. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;