Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Tebet: inquérito das fake news pode comprometer situação política de Bolsonaro

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


10/06/2020 | 09:24


A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), afirmou que espera que o Supremo Tribunal Federal (STF) valide a continuidade do chamado inquérito das fake news, que vai ao plenário do tribunal na tarde desta quarta-feira, 10.

Em entrevista à GloboNews, a parlamentar disse que, apesar de ser difícil uma cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as provas que podem ser levantadas por esse inquérito podem comprometer a situação política de Bolsonaro.

"Se houver provas robustas de fake news contaminando o processo eleitoral e tendo por trás ainda que não diretamente o presidente da República, mas alguém de seu entorno, aí, sim, isso pode ou poderia vir a comprometer a situação política do presidente, trazendo até para aqueles pedidos de impeachment do presidente", afirmou.

A senadora ainda elogiou a atuação do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), na condução das relações com a Presidência da República. A parlamentar disse que o democrata atua como "bombeiro" para evitar uma ruptura institucional quando Bolsonaro "avança o sinal amarelo."

"Temos quase 40 Medidas Provisórias para votar na ordem de R$ 220 bilhões. Contaminar a política com embates não relacionados à pandemia seria entrar numa ruptura que, neste momento, não interessa ao País", disse Simone Tebet. "Nesse momento, eu elogio, mas nós cobraremos que não seja assim no pós-pandemia", finalizou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tebet: inquérito das fake news pode comprometer situação política de Bolsonaro


10/06/2020 | 09:24


A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), afirmou que espera que o Supremo Tribunal Federal (STF) valide a continuidade do chamado inquérito das fake news, que vai ao plenário do tribunal na tarde desta quarta-feira, 10.

Em entrevista à GloboNews, a parlamentar disse que, apesar de ser difícil uma cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as provas que podem ser levantadas por esse inquérito podem comprometer a situação política de Bolsonaro.

"Se houver provas robustas de fake news contaminando o processo eleitoral e tendo por trás ainda que não diretamente o presidente da República, mas alguém de seu entorno, aí, sim, isso pode ou poderia vir a comprometer a situação política do presidente, trazendo até para aqueles pedidos de impeachment do presidente", afirmou.

A senadora ainda elogiou a atuação do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), na condução das relações com a Presidência da República. A parlamentar disse que o democrata atua como "bombeiro" para evitar uma ruptura institucional quando Bolsonaro "avança o sinal amarelo."

"Temos quase 40 Medidas Provisórias para votar na ordem de R$ 220 bilhões. Contaminar a política com embates não relacionados à pandemia seria entrar numa ruptura que, neste momento, não interessa ao País", disse Simone Tebet. "Nesse momento, eu elogio, mas nós cobraremos que não seja assim no pós-pandemia", finalizou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;