Fechar
Publicidade

Domingo, 12 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Crivella pede que, por enquanto, bares e restaurantes fiquem fechados no Rio



06/06/2020 | 17:42


Horas após o governo do Estado do Rio publicar decreto que autorizou a reabertura de shoppings centers, bares e restaurantes, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), afirmou na tarde deste sábado, 6, que só no domingo, 7, vai decidir sobre a reabertura ou não desses comércios. Por enquanto, segundo ele, esses estabelecimentos devem ficar fechados.

"Neste domingo vou me reunir com o conselho científico", afirmou Crivella, referindo-se ao órgão criado pela prefeitura para aconselhar a administração em questões relativas ao combate à covid-19.

Questionado qual seria a conduta da prefeitura diante de algum comerciante que abrir algum dos estabelecimentos mencionados pelo decreto estadual, Crivella afirmou que a prefeitura vai notificar o comerciante para que ele feche novamente seu comércio. "O governo estadual já esclareceu que o decreto é uma recomendação, não uma determinação. Mas nós entendemos que o decreto estadual gerou uma dúvida, então pedimos que os comerciantes aguardem nossa reunião deste domingo."

Crivella afirmou que concorda com alguns itens do decreto, como a liberação dos cultos religiosos. "Esse tipo de atividade é de baixo risco, porque o fiel sempre vai respeitar o que o padre ou pastor pedir. Então, todos vão ficar a uma distância segura dos demais, todos vão usar máscara, vão atender o que o pastor pedir."

A reunião do conselho científico do município será no domingo à tarde, e Crivella já anunciou que concederá nova coletiva às 16 horas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Crivella pede que, por enquanto, bares e restaurantes fiquem fechados no Rio


06/06/2020 | 17:42


Horas após o governo do Estado do Rio publicar decreto que autorizou a reabertura de shoppings centers, bares e restaurantes, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), afirmou na tarde deste sábado, 6, que só no domingo, 7, vai decidir sobre a reabertura ou não desses comércios. Por enquanto, segundo ele, esses estabelecimentos devem ficar fechados.

"Neste domingo vou me reunir com o conselho científico", afirmou Crivella, referindo-se ao órgão criado pela prefeitura para aconselhar a administração em questões relativas ao combate à covid-19.

Questionado qual seria a conduta da prefeitura diante de algum comerciante que abrir algum dos estabelecimentos mencionados pelo decreto estadual, Crivella afirmou que a prefeitura vai notificar o comerciante para que ele feche novamente seu comércio. "O governo estadual já esclareceu que o decreto é uma recomendação, não uma determinação. Mas nós entendemos que o decreto estadual gerou uma dúvida, então pedimos que os comerciantes aguardem nossa reunião deste domingo."

Crivella afirmou que concorda com alguns itens do decreto, como a liberação dos cultos religiosos. "Esse tipo de atividade é de baixo risco, porque o fiel sempre vai respeitar o que o padre ou pastor pedir. Então, todos vão ficar a uma distância segura dos demais, todos vão usar máscara, vão atender o que o pastor pedir."

A reunião do conselho científico do município será no domingo à tarde, e Crivella já anunciou que concederá nova coletiva às 16 horas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;