Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O meio ambiente de Santo André


Do Diário do Grande ABC

04/06/2020 | 23:59


Junho, mês do meio ambiente, devido ao Dia Mundial do Meio Ambiente, hoje, sempre foi época de comemoração em Santo André. Este ano, apesar de não podermos nos reunir, é importante registrarmos toda a riqueza de nosso território. Implantada no topo da Serra do Mar, a Vila de Paranapiacaba é exemplo notável do patrimônio ambiental do município. Está inserida em área de proteção aos mananciais e, portanto, preserva significativas reservas naturais, como Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba. Trata-se de unidade de conservação com 4.261.179,10 m², que tem importante contribuição para formação dos corpos hídricos que alimentam o reservatório Billings.

O reconhecimento do Parque Nascentes de Paranapiacaba como posto avançado de reserva da biosfera da Mata Atlântica foi uma das conquistas deste ano. Postos avançados são centros de divulgação das ideias, conceitos, programas e projetos desenvolvidos em uma reserva da biosfera. Desde sua criação o parque tem programas voltados para a proteção e conservação da biodiversidade, intensa fiscalização, diversas ações de educação ambiental, além de ações com foco no desenvolvimento sustentável e na participação da comunidade e fomento ao desenvolvimento de pesquisas científicas no local. Esse título, portanto, vem reconhecer que estamos colaborando de maneira significativa com a conservação do bioma Mata Atlântica.

O Parque do Pedroso, outra unidade de conservação, guarda a maior reserva natural da região, onde há preservação permanente de nascentes, rios e matas.  Sem contar ações de fiscalização e controle ambiental realizadas pelo Semasa. Poucos municípios têm o privilégio de atuar como gestores de área tão extensa e com patrimônio natural tão rico. Além disso, Santo André conta com dez parques urbanos, com mais de 13 milhões de metros quadrados e grande biodiversidade vegetal e animal, que proporcionam benefícios como controle da poluição do ar e acústica, aumento do conforto ambiental, interceptação das águas da chuva no subsolo, abrigo à fauna e equilíbrio do índice de umidade no ar.

Podemos destacar também ações de resgate de animais silvestres. Somente este ano mais de 50 foram resgatados, entre aves, mamíferos e répteis. Os saudáveis são remanejados e quando apresentam alguma enfermidade são encaminhados ao Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres). Ações de fiscalização ambiental combatem crimes contra animais domésticos e silvestres. Preservando esse patrimônio, garantimos os 62 % do território verde da cidade, somando mananciais, parques urbanos, unidades de conservação, praças e canteiros, além da arborização urbana. Santo André é privilegiada e o meio ambiente agradece.

Fabio Picarelli é secretário do Meio Ambiente de Santo André.


PALAVRA DO LEITOR

Vida importa!
Será mesmo que o Grande ABC está preparado para flexibilizar a quarentena? Com os casos de contaminação e de mortes crescendo diariamente em toda a região, seria mesmo o momento para afrouxamento? Os prefeitos e secretários de Saúde podem garantir a preservação da vida da população caso ocorra surto ainda maior após a flexibilização? Já que gostam de falar em dados para apoiar a flexibilização, por que não analisam os dados de cidades – ao redor do mundo – que só aderiram à flexibilização após a curva de contaminação diminuir consideravelmente? Toda vida importa!
Thiago Scarabelli Sangregorio
São Bernardo

Árbitro
A Avenida Paulista teve seus domingos de fechamento ao trânsito suspensos, evitando que as famílias por lá circulassem livremente em atitude de lazer. Assim, se não pode haver lazer, se não pode haver cultos religiosos, espetáculos esportivos, por que haver manifestações? Surge a pergunta porque o governo Doria não usou sua polícia estadual para dissolver as manifestações de qualquer opinião política, não só desta vez, mas também nos domingos anteriores? Por que essa polícia só dissolveu a manifestação contra o presidente e a favor da democracia? Lamentavelmente nosso governador João Doria se torna semelhante a árbitro de futebol, desagrada a todas as torcidas e se equivoca prejudicando a todos os times.
Ruben J. Moreira
São Caetano

Anda para trás
Aos 14 anos tirei carteira profissional e autorização do juizado de menores para trabalhar inclusive aos sábados. Até o fim dos anos 1950 ainda havia muitos imigrantes estrangeiros, filhos e netos, inclusive de ex-escravos. A São Paulo limpa e linda, tipicamente europeia, crescia organizada, sem invasões, crimes, drogas ou violência. A população, mesmo com muitos analfabetos, pacífica e ordeira, amava o Brasil. Em 1960, com a inauguração de Brasília, e as montadoras de veículos vindo para São Paulo, o êxodo rural do País, até então agrícola, aconteceu. Priorizando as multinacionais, 40 mil quilômetros de ferrovias com trens de carga e de passageiros foram desativadas, abandonadas e sucateadas. Por incompetência, descaso e falta de patriotismo, 100 anos de história perdemos com esse abominável crime contra a Pátria. Cresceram a inflação, corrupção, impunidade e imorais privilégios ao poder público. Hoje, andando para trás, São Paulo é cidade feia, depredada e suja, com lixo por todo canto. Gente incivilizada, violenta e porca, como os hunos, invade áreas, prédios, praças, ruas, viadutos e tudo que encontra pelo caminho e o que não presta prevalece.
Nilson Martins Altran
São Caetano

Mal do século
O novo coronavírus era para ficar na história da humanidade como o mal do século. Mas Bolsonaro, que é muito competitivo, o superou, tomou o posto, disparou.
Filogônio Mamoré
Limeira (SP)

Obras
O município de São Bernardo deve ser campeão mundial em fazer obras da forma como não devem ser feitas. A Estrada Samuel Aizemberg faz meses que está em obras, que são pessimamente indicadas! Conseguiram agora o cúmulo de, chegando de São Paulo pela Imigrantes, fazerem desvio sem indicação nem iluminação. Quarta-feira à noite fecharam esse desvio e, em lugar de virar à esquerda, deve-se virar à direita e nada de indicação. Chega-se a área industrial onde o aplicativo Wase não pega e com ninguém na rua à noite para perguntar o caminho. Fazer tanta coisa errada não existe! Deve ser programado! Na hora das eleições os inteligentes governantes vão inaugurar cada 100 metros da estrada.
Serge Rene Vandevelde
São Bernardo

Inadmissível
O presidente da Fundação Palmares, criada para dar apoio aos brasileiros negros, em momento em que são feitas manifestações nos Estados Unidos e em vários países contra o assassinato de um negro por policial branco, tem o desplante de declarar que a raça é composta por ‘vagabundos’ e é ‘escória da sociedade’. Seja qual for a raça desse integrante do governo Bolsonaro ele precisa ter comportamento adequado e não apenas em relação ao cargo, mas como ser humano. É inadmissível esse procedimento.
Uriel Villas Boas
Santos (SP)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O meio ambiente de Santo André

Do Diário do Grande ABC

04/06/2020 | 23:59


Junho, mês do meio ambiente, devido ao Dia Mundial do Meio Ambiente, hoje, sempre foi época de comemoração em Santo André. Este ano, apesar de não podermos nos reunir, é importante registrarmos toda a riqueza de nosso território. Implantada no topo da Serra do Mar, a Vila de Paranapiacaba é exemplo notável do patrimônio ambiental do município. Está inserida em área de proteção aos mananciais e, portanto, preserva significativas reservas naturais, como Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba. Trata-se de unidade de conservação com 4.261.179,10 m², que tem importante contribuição para formação dos corpos hídricos que alimentam o reservatório Billings.

O reconhecimento do Parque Nascentes de Paranapiacaba como posto avançado de reserva da biosfera da Mata Atlântica foi uma das conquistas deste ano. Postos avançados são centros de divulgação das ideias, conceitos, programas e projetos desenvolvidos em uma reserva da biosfera. Desde sua criação o parque tem programas voltados para a proteção e conservação da biodiversidade, intensa fiscalização, diversas ações de educação ambiental, além de ações com foco no desenvolvimento sustentável e na participação da comunidade e fomento ao desenvolvimento de pesquisas científicas no local. Esse título, portanto, vem reconhecer que estamos colaborando de maneira significativa com a conservação do bioma Mata Atlântica.

O Parque do Pedroso, outra unidade de conservação, guarda a maior reserva natural da região, onde há preservação permanente de nascentes, rios e matas.  Sem contar ações de fiscalização e controle ambiental realizadas pelo Semasa. Poucos municípios têm o privilégio de atuar como gestores de área tão extensa e com patrimônio natural tão rico. Além disso, Santo André conta com dez parques urbanos, com mais de 13 milhões de metros quadrados e grande biodiversidade vegetal e animal, que proporcionam benefícios como controle da poluição do ar e acústica, aumento do conforto ambiental, interceptação das águas da chuva no subsolo, abrigo à fauna e equilíbrio do índice de umidade no ar.

Podemos destacar também ações de resgate de animais silvestres. Somente este ano mais de 50 foram resgatados, entre aves, mamíferos e répteis. Os saudáveis são remanejados e quando apresentam alguma enfermidade são encaminhados ao Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres). Ações de fiscalização ambiental combatem crimes contra animais domésticos e silvestres. Preservando esse patrimônio, garantimos os 62 % do território verde da cidade, somando mananciais, parques urbanos, unidades de conservação, praças e canteiros, além da arborização urbana. Santo André é privilegiada e o meio ambiente agradece.

Fabio Picarelli é secretário do Meio Ambiente de Santo André.


PALAVRA DO LEITOR

Vida importa!
Será mesmo que o Grande ABC está preparado para flexibilizar a quarentena? Com os casos de contaminação e de mortes crescendo diariamente em toda a região, seria mesmo o momento para afrouxamento? Os prefeitos e secretários de Saúde podem garantir a preservação da vida da população caso ocorra surto ainda maior após a flexibilização? Já que gostam de falar em dados para apoiar a flexibilização, por que não analisam os dados de cidades – ao redor do mundo – que só aderiram à flexibilização após a curva de contaminação diminuir consideravelmente? Toda vida importa!
Thiago Scarabelli Sangregorio
São Bernardo

Árbitro
A Avenida Paulista teve seus domingos de fechamento ao trânsito suspensos, evitando que as famílias por lá circulassem livremente em atitude de lazer. Assim, se não pode haver lazer, se não pode haver cultos religiosos, espetáculos esportivos, por que haver manifestações? Surge a pergunta porque o governo Doria não usou sua polícia estadual para dissolver as manifestações de qualquer opinião política, não só desta vez, mas também nos domingos anteriores? Por que essa polícia só dissolveu a manifestação contra o presidente e a favor da democracia? Lamentavelmente nosso governador João Doria se torna semelhante a árbitro de futebol, desagrada a todas as torcidas e se equivoca prejudicando a todos os times.
Ruben J. Moreira
São Caetano

Anda para trás
Aos 14 anos tirei carteira profissional e autorização do juizado de menores para trabalhar inclusive aos sábados. Até o fim dos anos 1950 ainda havia muitos imigrantes estrangeiros, filhos e netos, inclusive de ex-escravos. A São Paulo limpa e linda, tipicamente europeia, crescia organizada, sem invasões, crimes, drogas ou violência. A população, mesmo com muitos analfabetos, pacífica e ordeira, amava o Brasil. Em 1960, com a inauguração de Brasília, e as montadoras de veículos vindo para São Paulo, o êxodo rural do País, até então agrícola, aconteceu. Priorizando as multinacionais, 40 mil quilômetros de ferrovias com trens de carga e de passageiros foram desativadas, abandonadas e sucateadas. Por incompetência, descaso e falta de patriotismo, 100 anos de história perdemos com esse abominável crime contra a Pátria. Cresceram a inflação, corrupção, impunidade e imorais privilégios ao poder público. Hoje, andando para trás, São Paulo é cidade feia, depredada e suja, com lixo por todo canto. Gente incivilizada, violenta e porca, como os hunos, invade áreas, prédios, praças, ruas, viadutos e tudo que encontra pelo caminho e o que não presta prevalece.
Nilson Martins Altran
São Caetano

Mal do século
O novo coronavírus era para ficar na história da humanidade como o mal do século. Mas Bolsonaro, que é muito competitivo, o superou, tomou o posto, disparou.
Filogônio Mamoré
Limeira (SP)

Obras
O município de São Bernardo deve ser campeão mundial em fazer obras da forma como não devem ser feitas. A Estrada Samuel Aizemberg faz meses que está em obras, que são pessimamente indicadas! Conseguiram agora o cúmulo de, chegando de São Paulo pela Imigrantes, fazerem desvio sem indicação nem iluminação. Quarta-feira à noite fecharam esse desvio e, em lugar de virar à esquerda, deve-se virar à direita e nada de indicação. Chega-se a área industrial onde o aplicativo Wase não pega e com ninguém na rua à noite para perguntar o caminho. Fazer tanta coisa errada não existe! Deve ser programado! Na hora das eleições os inteligentes governantes vão inaugurar cada 100 metros da estrada.
Serge Rene Vandevelde
São Bernardo

Inadmissível
O presidente da Fundação Palmares, criada para dar apoio aos brasileiros negros, em momento em que são feitas manifestações nos Estados Unidos e em vários países contra o assassinato de um negro por policial branco, tem o desplante de declarar que a raça é composta por ‘vagabundos’ e é ‘escória da sociedade’. Seja qual for a raça desse integrante do governo Bolsonaro ele precisa ter comportamento adequado e não apenas em relação ao cargo, mas como ser humano. É inadmissível esse procedimento.
Uriel Villas Boas
Santos (SP)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;