Fechar
Publicidade

Domingo, 12 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Usuários preferem pagar contas e acessar bancos online pelo celular, diz estudo

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

A pesquisa aponta que o uso de smartphones para acessar a internet é uma tendência entre os internautas


Beatriz Ceschim
Do 33Giga

02/06/2020 | 14:48


A internet possibilitou mais agilidade para a resolução de problemas. Como as pessoas buscam cada vez mais praticidade, essa ferramenta tem sido essencial. Uma das áreas que foi afetada por isso é a financeira. De acordo com uma pesquisa da Comscore, os internautas preferem pagar contas e acessar bancos online pelo celular.

Leia mais:
Qual a diferença entre banco digital e open banking?
Open banking: Como funciona o serviço que une vários bancos em uma plataforma online
Conheça 5 aplicativos para controlar suas finanças

O estudo aponta que os brasileiros mudaram seu comportamento, já que mais de 90% dos acessos na categoria serviços financeiros no Brasil foram feitos por meio de celulares. Com base nos dados multiplataforma, o setor de finanças está entre os dez mais procurados, com quase 106,6 milhões de usuários únicos.

A pesquisa aponta que o uso de smartphones para acessar a internet é uma tendência entre os internautas. Segundo o estudo, as pessoas preferem o acesso mobile ao invés de desktop. São 82,0 milhões de usuários único que entram pelo celular e apenas 11,1 milhões se conectam pelo computador, na categoria financeira.

Manter a vida financeira atualizada se tornou algo tão importante, que ficou à frente de Esportes, Estilos de Vida, Viagens, Notícias e Pesquisa, na pesquisa. Segundo o estudo, as pessoas passam cerca de 9.600 milhões de minutos utilizar da internet para cuidar das finanças.

Além de sites e apps de bancos, as fintechs de finanças ganharam muito espaço entre os consumidores de mobile. Como é o caso do Nubank, com 98% de seus acessos feitos por celular. Já a Caixa Econômica Federal, um sistema mais tradicional, registrou 10% das conexões realizadas por computador e 90% por celular.

Como os usuários têm migrado cada vez mais para o mundo online, as empresas têm buscado mais formas de divulgação na internet. No total, foram mais de cinco milhões de ações no Facebook, Twitter e Instagram durante o primeiro trimestre de 2020. O Nubank foi o mais engajado em reações, compartilhamentos e comentários nas redes sociais, seguido pelo Bradesco e a tradicional Caixa.

A análise de social media, realizada por meio do Shereablee, mostrou que 50% das publicações na categoria de finanças são fotos, o que representa 60% do total de ações entre janeiro a março. Já os vídeos publicados contabilizaram 29% das campanhas. Além disso, a frequência das postagens é três vezes por semana.

No Instagram, os perfis financeiros utilizam hashtags em 47% das publicações, com uma frequência de duas vezes por semana. As postagens que possuem maior envolvimento são publicadas às terças-feiras às 14:00, com aproximadamente 140 caracteres.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Confira na galeria algumas das startups mais desejadas do Brasil.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Usuários preferem pagar contas e acessar bancos online pelo celular, diz estudo

A pesquisa aponta que o uso de smartphones para acessar a internet é uma tendência entre os internautas

Beatriz Ceschim
Do 33Giga

02/06/2020 | 14:48


A internet possibilitou mais agilidade para a resolução de problemas. Como as pessoas buscam cada vez mais praticidade, essa ferramenta tem sido essencial. Uma das áreas que foi afetada por isso é a financeira. De acordo com uma pesquisa da Comscore, os internautas preferem pagar contas e acessar bancos online pelo celular.

Leia mais:
Qual a diferença entre banco digital e open banking?
Open banking: Como funciona o serviço que une vários bancos em uma plataforma online
Conheça 5 aplicativos para controlar suas finanças

O estudo aponta que os brasileiros mudaram seu comportamento, já que mais de 90% dos acessos na categoria serviços financeiros no Brasil foram feitos por meio de celulares. Com base nos dados multiplataforma, o setor de finanças está entre os dez mais procurados, com quase 106,6 milhões de usuários únicos.

A pesquisa aponta que o uso de smartphones para acessar a internet é uma tendência entre os internautas. Segundo o estudo, as pessoas preferem o acesso mobile ao invés de desktop. São 82,0 milhões de usuários único que entram pelo celular e apenas 11,1 milhões se conectam pelo computador, na categoria financeira.

Manter a vida financeira atualizada se tornou algo tão importante, que ficou à frente de Esportes, Estilos de Vida, Viagens, Notícias e Pesquisa, na pesquisa. Segundo o estudo, as pessoas passam cerca de 9.600 milhões de minutos utilizar da internet para cuidar das finanças.

Além de sites e apps de bancos, as fintechs de finanças ganharam muito espaço entre os consumidores de mobile. Como é o caso do Nubank, com 98% de seus acessos feitos por celular. Já a Caixa Econômica Federal, um sistema mais tradicional, registrou 10% das conexões realizadas por computador e 90% por celular.

Como os usuários têm migrado cada vez mais para o mundo online, as empresas têm buscado mais formas de divulgação na internet. No total, foram mais de cinco milhões de ações no Facebook, Twitter e Instagram durante o primeiro trimestre de 2020. O Nubank foi o mais engajado em reações, compartilhamentos e comentários nas redes sociais, seguido pelo Bradesco e a tradicional Caixa.

A análise de social media, realizada por meio do Shereablee, mostrou que 50% das publicações na categoria de finanças são fotos, o que representa 60% do total de ações entre janeiro a março. Já os vídeos publicados contabilizaram 29% das campanhas. Além disso, a frequência das postagens é três vezes por semana.

No Instagram, os perfis financeiros utilizam hashtags em 47% das publicações, com uma frequência de duas vezes por semana. As postagens que possuem maior envolvimento são publicadas às terças-feiras às 14:00, com aproximadamente 140 caracteres.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Confira na galeria algumas das startups mais desejadas do Brasil.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;