Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Museu Nacional do Videogame mostra 50 anos de evolução da tecnologia

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Beatriz Ceschim
Do 33Giga

02/06/2020 | 11:18


A pandemia do novo coronavírus impactou diversas inaugurações, desde a estreia de filmes, como o live-action de Mulan e Um Lugar Silencioso 2, e a abertura de estabelecimentos. Isso foi o que ocorreu com o Museu Nacional do Videogame, que seria aberto em 2020, no Rio de Janeiro. No entanto, a produtora de eventos Start Produções decidiu levar o acervo de mais de 450 consoles para o Instagram – que resgata quase 50 anos de história. Assim, os internautas podem conhecer a coleção sem sair de casa.

Leia mais
Os 25 videogames mais vendidos de todos os tempos
Dos consoles para as bilheterias: games que se tornaram filmes
Os 50 jogos para videogame mais vendidos de todos os tempos

Entre as relíquias da exposição digital estão, por exemplo, Atari, Famicom, Odissey, Geniecom, Super Nintendo, Nintendo 8bits e Megavision. Para os que preferem os mais modernos, o Museu Nacional do Videogame também irá disponibilizar em seu perfil fotos do Nintendo Switch, Playstation, Nintendo Wii e Xbox One X.

Um dos diferenciais do Museu Nacional do Videogame é a parte da narrativa que é construída com imagens da época do lançamento dos consoles. Com imagens e vídeos explicativos, a equipe de marketing do museu seleciona comerciais das empresas de videogame para ilustrar a história.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Confira alguns dos consoles disponíveis no acervo do Museu Nacional do Videogame.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Museu Nacional do Videogame mostra 50 anos de evolução da tecnologia

Beatriz Ceschim
Do 33Giga

02/06/2020 | 11:18


A pandemia do novo coronavírus impactou diversas inaugurações, desde a estreia de filmes, como o live-action de Mulan e Um Lugar Silencioso 2, e a abertura de estabelecimentos. Isso foi o que ocorreu com o Museu Nacional do Videogame, que seria aberto em 2020, no Rio de Janeiro. No entanto, a produtora de eventos Start Produções decidiu levar o acervo de mais de 450 consoles para o Instagram – que resgata quase 50 anos de história. Assim, os internautas podem conhecer a coleção sem sair de casa.

Leia mais
Os 25 videogames mais vendidos de todos os tempos
Dos consoles para as bilheterias: games que se tornaram filmes
Os 50 jogos para videogame mais vendidos de todos os tempos

Entre as relíquias da exposição digital estão, por exemplo, Atari, Famicom, Odissey, Geniecom, Super Nintendo, Nintendo 8bits e Megavision. Para os que preferem os mais modernos, o Museu Nacional do Videogame também irá disponibilizar em seu perfil fotos do Nintendo Switch, Playstation, Nintendo Wii e Xbox One X.

Um dos diferenciais do Museu Nacional do Videogame é a parte da narrativa que é construída com imagens da época do lançamento dos consoles. Com imagens e vídeos explicativos, a equipe de marketing do museu seleciona comerciais das empresas de videogame para ilustrar a história.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Confira alguns dos consoles disponíveis no acervo do Museu Nacional do Videogame.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;